23 de julho de 2019| , ,

Pressão do Sindicato deu certo: Laureate amplia garantias

Vitória significativa dos professores, mas a luta política não se encerra aqui. No segundo semestre, vai ser ampliada a organização do Sindicato no conglomerado.

A Laureate achou que podia tudo, quando anunciou demissões no fim do primeiro semestre letivo de 2019. Enganou-se. Estudantes se mobilizaram, professores foram ao sindicato e, em assembleia, autorizaram o Sinpro a seguir adiante com a luta por garantias.

Deu certo!

O termo de compromisso da Laureate (clique na imagem ou aqui para ler o documento em formato PDF).

Com a pressão do Sindicato, respaldado pelos professores da Anhembi-Morumbi, FMU, Fiam e Faam, todos pertencentes ao grupo norte-americano Laureate Universities, a instituição foi obrigada a se explicar na Justiça do Trabalho, em resposta ao dissídio coletivo de natureza jurídica impetrado pelo Sinpro SP.

Nesta terça-feira, 23/07, os representantes da Laureate reconheceram o seu exagero e deram um passo atrás na sua atitude abusiva.

No Tribunal, a Laureate assinou um termo de compromisso ampliando as garantias aos dispensados no final de junho.

Agora, todos terão direito a manter os planos de assistência médica oferecidos pela Laureate por até seis meses, sem modificações ou aumento das mensalidades no plano de grupo.

Todos os dispensados também passam a ter direito a manter suas bolsas de estudo (de professores ou seus dependentes) por mais dois anos. Se em dois anos ainda não se concluir os cursos, os inscritos terão abatimento de 50% de desconto no valor dos cursos.

O Sindicato ainda vai apresentar os cálculos das verbas rescisórias – como se faz com a homologação de dispensas no Sinpro –  e todas as diferenças deverão ser pagas no prazo máximo de 15 dias após aprovação.

A situação funcional de professor dispensado mas com estabilidade provisória será revista. O Sinpro SP irá examinar cada caso e a Laureate terá sete dias para contestar cada caso – ou reintegrar o professor estável, se perder o prazo.

 

Veja aqui a nota do Sinpro SP sobre a audiência no TRT e o termo de compromisso da Laureate

E atenção: quem já fez homologação da rescisão contratual deve entrar rapidamente em contato com o departamento jurídico do SinproSP, com as advogadas Cristina ou Letícia, pelo email laureate@sinprosp.org.br ou pelo telefone (11) 5080-5988.

O acordo representa uma significativa vitória dos professores, mas a luta política não se encerra aqui.

A assembleia realizada em 26 de junho também determinou que, no segundo semestre, seja intensificada a dinâmica de fortalecimento da organização dos docentes nos locais de trabalho, costurando uma rede de proteção e resistência, coordenada pelo Sindicato, capaz de se antecipar e enfrentar as arbitrariedades promovidas pelos grandes conglomerados que atuam no setor.

 

Laureate, dona da Fiam, Faam, FMU, Anhembi Morumbi, terá que negociar

Assembleia organiza resistência contra desmandos da Laureate

Sindicato denuncia: ‘Ensino Superior não é mercadoria’.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio