Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 06 de dezembro de 2021

27 de outubro de 2021

27/10 – os crimes de Bolsonaro apurados pela CPI da Covid, a reforma do ensino médio empaca em SP, como é ser professor em outros países, e mais: pagar dívida com a própria fortuna é o remédio na China contra empresário caloteiro

.

Ilustração na capa do jornal Estado de Minas resume de forma gráfica os crimes de Bolsonaro apurados na CPI da Covid.
(Ilustração do cartunista Quinho)

  

 

 

Estudo vê falhas em iniciativa de reforma no ensino médio em São Paulo
Agora; 27/10
https://bit.ly/2ZtawIE

Sete em cada dez docentes não receberam formação adequada para participar do programa.

Anunciado pela gestão do governador João Doria (PSDB) em 2019 como uma revolução do ensino médio no estado de São Paulo, o programa Inova Educação, que propõe oferecer disciplinas eletivas com conteúdos extracurriculares apresenta graves deficiências na visão de pesquisadores.

Um estudo inédito lançado na noite desta terça-feira (26) indica que um dos problemas mais graves é o fato da maioria dos docentes que oferecem esses conteúdos não está devidamente capacitada para isso.

Dados obtidos via LAI (Lei de Acesso à Informação) indicam que apenas 25,75% fizeram o curso básico entre julho a setembro de 2019. Destes, apenas 28,97% foram aprovados no curso aprofundado de dezembro de 2019 a janeiro de 2020. Esses cursos, com duração de 30 horas cada, capacitam os profissionais para repassar conteúdos que abordam os três eixos do programa: projeto de vida, eletivas e tecnologia.

Essas disciplinas são destinadas a 2 milhões de adolescentes que cursam do 6º ao 9º ano e o ensino médio em cerca de 3,8 mil escolas estaduais paulistas.

 

Adolescentes pensam em abandonar escola para trabalhar, diz pesquisa
Monica Bergamo; 26/10
https://bit.ly/3EoAFaOj

A pandemia poderá ter impacto na educação e formação profissional de adolescentes. Levantamento do Sesi (Serviço Social da Indústria) e do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) realizado pelo instituto FSB Pesquisa com dois mil estudantes do ensino médio mostra que 17% dos alunos já consideraram abandonar os estudos. O principal motivo é a necessidade de trabalhar.

SALA DE AULA – Para os garotos, pesam mais na decisão de sair da escola a necessidade de trabalhar (36% contra 21% para as meninas) e a falta de interesse (29% contra 23%). Já para elas, os problemas de saúde na família (8% contra 2% dos homens).

 

Podcast ‘Folha na Sala’ mostra como é ser professor em outros países
Folha de S. Paulo; 26/10
https://bit.ly/30WCzRi

No episódio desta terça (26), o podcast Folha na Sala (aqui) entrevista professores de quatro continentes para saber como é a realidade da profissão docente por lá e quais são as diferenças e semelhanças com o Brasil.

Professoras brasileiras no Canadá, na Finlândia, na China, na Nova Zelândia, na França e no Uruguai explicam como funciona o sistema de ensino e os currículos e relatam como veem a valorização do professor nos seus países.

 

 

Justiça determina retorno às aulas presenciais na rede federal do Rio
Agência Câmara; 25/10
https://bit.ly/2ZssU45

A Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou o retorno às aulas presenciais em instituições federais, do ensino básico ao superior, suspensas desde o ano passado devido à pandemia de covid-19. A decisão liminar, tomada na noite de ontem (25), é do desembargador federal Marcelo Pereira da Silva, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

A liminar veio em resposta ao recurso do MPF contra a decisão anterior, da juíza federal Carmen Silvia Lima de Arruda, que indeferiu o pedido de tutela de urgência no dia 7 de outubro, na ação que pedia o retorno das aulas presenciais até o dia 18 de outubro. Na ocasião, a juíza destacou a autorização legal para atividades não presenciais até o fim do ano letivo de 2021 e a autonomia das instituições federais para determinar o próprio calendário escolar.

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

MEC lança formação de professores para o Novo Ensino Médio
Poder 360; 26/10
https://bit.ly/2ZBfB1V

O MEC (Ministério da Educacão) lançou, nesta 3ª feira (26.out.2021), uma formação específica para professores do ensino médio de escolas públicas e privadas. O objetivo é preparar os profissionais para a implantação do NEM (Novo Ensino Médio), que entrará em vigor em todo o país a partir de 2022.

As formações podem ser acessadas no Avamec, plataforma online de aprendizagem do ministério.

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Unip lança curso de medicina para 2022
UOL; 26/10
https://bit.ly/3jEXKhg

A partir de 2022, a Unip (Universidade Paulista) disponibiliza 400 vagas no curso de medicina, já aprovado pelo MEC (Ministério da Educação).

Quatro unidades oferecerão o curso, todas no estado de São Paulo. São elas: Alphaville, Campinas, Sorocaba e São José do Rio Pardo.

 

UOL EdTech adquire startup Skore, com plataforma que facilita treinamentos
UOL; 26/10
https://bit.ly/3jEXKhg

O UOL EdTech, maior empresa de tecnologia para educação do país, anunciou a aquisição da Skore, startup que oferece uma plataforma inovadora de Learning Experience (LXP). O produto facilita a educação digital a distância. As empresas não revelaram o valor do negócio

“A Skore chega para agregar valor à nossa oferta b2b e dividir conosco o propósito de oferecer a melhor e a mais completa plataforma digital para educação corporativa do país. Já são mais de 500 empresas atendidas por nossas soluções de capacitação e pretendemos dobrar esse número rapidamente.” afirma Alex Augusto, CEO do UOL EdTech.

 

CORONAVÍRUS

CPI da Covid aprova relatório e pede punição de Bolsonaro e mais 79 por crimes na pandemia
Folha de S. Paulo; 27/10
https://bit.ly/3jDQpPe

Instalada para investigar as ações e omissões no enfrentamento da pandemia mais letal da história, que soma mais de 600 mil mortes no Brasil, a CPI da Covid chega ao fim nesta terça-feira (26) com a aprovação de relatório que atribui crimes ao governo federal e pede a responsabilização de vários agentes, sobretudo do próprio presidente da República, Jair Bolsonaro.

O relatório de Renan Calheiros (MDB-AL) foi aprovado por sete votos a favor e quatro contrários.

 

Veja os crimes atribuídos a Bolsonaro pela CPI da Covid e o que pode acontecer com o presidente
Folha de S. Paulo; 20/10
https://bit.ly/3vRuaKA

Relatório de comissão indica que presidente cometeu crimes comuns, com pena de prisão, além de crimes da Lei de Impeachment e contra a humanidade.

1.CRIME DE EPIDEMIA COM RESULTADO DE MORTE
Art. 267 do Código Penal: Causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos
Pena: reclusão, de dez a quinze anos
§ 1º – Se do fato resulta morte, a pena é aplicada em dobro.

2.INFRAÇÃO A MEDIDAS SANITÁRIAS PREVENTIVAS
Art. 268 do Código Penal: Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa:
Pena: detenção, de um mês a um ano, e multa.

3.CHARLATANISMO
Art. 283 do Código Penal: Inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível
Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa

  1. PREVARICAÇÃO
    Art. 319 do Código Penal: Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal
    Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa
  2. EMPREGO IRREGULAR DE VERBA PÚBLICA
    Art. 315 do Código Penal: Dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei
    Pena: detenção, de um a três meses, ou multa
  3. INCITAÇÃO AO CRIME
    Art. 286 do Código Penal: Incitar, publicamente, a prática de crime:
    Pena: detenção, de três a seis meses, ou multa.
  4. FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS PARTICULARES
    Art. 298 do Código Penal: Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar documento particular verdadeiro:
    Pena: reclusão, de um a cinco anos, e multa
  5. CRIME DE RESPONSABILIDADE
    Art. 7º da Lei 1079: São crimes de responsabilidade contra o livre exercício dos direitos políticos, individuais e sociais:
    9 – violar patentemente qualquer direito ou garantia individual constante do art. 141 e bem assim os direitos sociais assegurados no artigo 157 da Constituição
    Art. 9º São crimes de responsabilidade contra a probidade na administração:
    7 – proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decôro do cargo.
  6. CRIMES CONTRA A HUMANIDADE
    Art. 7º do Decreto 4.388 – Entende-se por “crime contra a humanidade”, qualquer um dos atos seguintes, quando cometido no quadro de um ataque, generalizado ou sistemático, contra qualquer população civil, havendo conhecimento desse ataque:
    b) Extermínio
    h) Perseguição de um grupo ou coletividade que possa ser identificado, por motivos políticos, raciais, nacionais, étnicos, culturais, religiosos ou de gênero (…)
    k) Outros atos desumanos de caráter semelhante, que causem intencionalmente grande sofrimento, ou afetem gravemente a integridade física ou a saúde física ou mental.

 

 

 

 


O castigo que a China deu ao fundador da Evergrande: pague a dívida com sua fortuna
Valor Econômico; 27/10
https://glo.bo/2Zz1hqD

Autoridades chinesas disseram ao bilionário Hui Ka Yan (foto) para usar seu patrimônio pessoal como forma de aliviar a crise de dívida da incorporadora Evergrande, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

A diretriz do governo de Pequim ao fundador da Evergrande foi comunicada depois que a empresa não cumpriu o prazo inicial de 23 de setembro para o pagamento do cupom de um título em dólar, disseram as pessoas, que falaram sob anonimato.

Governos locais na China têm monitorado as contas bancárias da Evergrande para garantir que o caixa da empresa s

O que é a Evergrande – Os mercados financeiros internacionais iniciaram no vermelho no dia 20 de setembro, assustados com o risco de uma crise sistêmica por causa da dívida da Evergrande, tal qual ocorreu com o Lehman Brothers em 2008, dando início a primeira crise global deste século.

Fundada em 1996 originalmente como Grupo Hengda, na cidade de Guangzhou por Xu Jiayin (Hui Ka Yan, em cantonês), que já foi conhecido como o homem mais rico da China. Atualmente, ele ocupa a última posição na lista dos Top 10 dos bilionários chineses.

Durante o período de ascensão, a empresa teve um crescimento estrelar, acompanhando o ritmo na faixa dos dois dígitos na China, desde o início dos anos 2000 até 2010, aproximadamente. À época, o gigante emergente era um verdadeiro canteiro de obras e o setor imobiliário era a ponta de lança do desenvolvimento econômico chinês, com vários lançamentos de grandes e numerosos conjuntos imobiliários.

Muitos deles estavam vazios e eram localizados em “cidades-fantasmas”, o que levantava dúvidas sobre se não era uma especulação imobiliária. Anos depois, ainda na primeira década deste novo milênio, o que se confirmou foi que a China estava garantindo a oferta e preparando o terreno – no caso, a moradia – para a população que viria dos campos para as cidades.

À medida que a China se urbanizava, a Evergrande ficava cada vez maior. A primeira oferta pública de ações da empresa ocorreu em 2009, lançando papéis na bolsa de valores de Hong Kong. À época, a incorporadora levantou pouco mais de US$ 720 milhões com a operação.

A rápida ascensão da Evergrande na primeira década levou à diversificação dos negócios, com a empresa investindo em grandes projetos, muitas vezes distante do nicho de atuação. O mais conhecido foi a compra do Guangzhou Football Club, em 2010, que já recebeu estrelas como os jogadores brasileiros Paulinho, (ex-Corinthians) e Robinho (ex-Santos).

Atualmente, o clube é dirigido pelo ex-jogador da seleção italiana de futebol Fabio Cannavaro, mas o cargo já foi ocupado pelo técnico pentacampeão mundial com a seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, o Felipão.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio