Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 06 de dezembro de 2021

28 de outubro de 2021

28/10 – universidade brasileiras regridem em ranking internacional, eleição no Sinpro Santos e posse no Sinprovales, máscaras caem no Rio, e mais: novo aumento dos juros é o maior em duas décadas

.

Os sindicatos diretamente envolvidos na disputa judicial com o Grupo Metodista emitiram nota aconselhando professores e auxiliares a rejeitar as propostas do plano de recuperação judicial da empresa. Leia tudo aqui:  https://bit.ly/3mmYAkL  

 

 

USP e Unicamp: as 2 únicas universidades brasileiras em ranking de reputação global
BBC News; 27/10
https://bit.ly/3pIWWMj

Duas universidades brasileiras são as únicas sul-americanas a figurar em um ranking de reputação global elaborado pela publicação britânica Times Higher Education (THE) e publicado nesta quarta-feira (27).

A Universidade de São Paulo (USP) é a brasileira a mais bem colocada no ranking, compartilhando com outras universidades estrangeiras as posições 81 a 90.

A Universidade de Campinas (Unicamp) ficou entre as posições 151 e 175.

Embora as universidades brasileiras tenham melhorado de 2020 para 2021, elas não estão em uma curva crescente. O ranking de reputação está em sua 11ª edição, e a USP, por exemplo, já chegou a ficar entre as posições 61 e 70.

A cinco universidades mais bem colocadas são dos EUA e do Reino Unido: Harvard, Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), Universidade de Oxford, Stanford e Universidade de Cambridge, respectivamente.

 

Unidade da Universidade de Oxford deve ser instalada no Brasil até 2022, diz Queiroga
Folha de S. Paulo; 27/10
https://bit.ly/3ml9XJK

O Brasil deve ter uma unidade da Universidade de Oxford até o próximo ano. A intenção é promover a formação de novos pesquisadores e o desenvolvimento de vacinas e medicamentos.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na Universidade de Oxford, no Reino Unido, nesta quarta-feira (27). A medida foi celebrada com a assinatura de um termo de compromisso entre o ministro e a instituição inglesa.

 

Ministro da Educação diz que, em ‘passado recente’, era preciso pagar ao MEC para credenciar faculdade
G1; 27/10
https://glo.bo/3jJPHQv

“Hoje, os senhores podem ter certeza que, para liberar ou para credenciar ou para autorizar uma escola, os senhores não pagarão nada no MEC, absolutamente nada. Nós não temos um corrupto sentado na cadeira de um ministro do estado. Isso pode parecer que era o óbvio, mas não era em um passado recente e os senhores sabem muito bem do que eu estou falando.”

Ribeiro não mencionou a qual ex-ministro da pasta se referia nem deu mais detalhes sobre a questão. A declaração foi dada nesta manhã durante um evento do Semesp, entidade que representa mantenedoras de ensino superior privado do Brasil.

 

 

Pais se opõem a aumento do número de crianças por turma em creches de São Paulo
Folha de S. Paulo; 27/10
https://bit.ly/3jLtq4x

Contrários à decisão da Prefeitura de São Paulo de criar turmas multietárias com maior número de crianças, pais organizaram um abaixo-assinado para impedir a mudança.

O documento criado no domingo (24) contava até o fim da tarde desta terça (26), com mais de 8.800 assinaturas. O deputado Carlos Gianazzi e o vereador Celso Gianazzi, ambos do PSOL, entraram com um mandado de segurança na Justiça para suspender os efeitos da decisão.

Eles também fizeram uma representação no Ministério Público, que já apura outras ações da gestão municipal para a expansão das matrículas na educação infantil.

 

Professor de geografia de SP ganha prêmio internacional de educação por projeto de ‘aula pública’
G1; 27/10
https://glo.bo/314Ikwl

 

O professor de geografia da rede municipal de São Paulo, Paulo Magalhães (na foto), ganhou um prêmio internacional de educação – o Global Teacher Award, da Aks Education Awards. Esta é uma instituição indiana que reconhece o trabalho voltado para a educação. O professor foi selecionado entre mais de 200 mil iniciativas, de 110 países.

Paulo Magalhães foi premiado pelo seu projeto “Aula Pública”, criado em 2016. Ele leciona na EMEF Duque de Caxias, na Liberdade, no Centro de São Paulo.

O projeto extrapola os limites da sala de aula e leva as lições para a rua. Ainda no colégio, o professor faz uma breve explicação do que o aluno irá encontrar na rua.

Em seguida, durante 40 minutos, ele conta sobre o território Vila dos Estudantes, na Liberdade, um local que era de vilas estudantis.

O professor explica sobre a topografia e a hidrologia do local, já que ali ficava a várzea do Carmo. A aula pública termina na escadaria da Anita Ferraz, considerada a primeira “rua de brincar” da capital paulista.

“Eu achei que dessa forma eu ia fazer com que eles entendessem melhor não só a geografia como todas as áreas do saber. E eu acho que conseguir fazer com q eles aprendessem todos os conteúdos”, contou o professor.

 

TRABALHO

Santos: Chapa 1 eleita para mandato de quatro anos no Sinpro
Site Fepesp; 27/10
https://bit.ly/3GxGe8s

O Sinpro Santos conclui o processo eleitoral iniciado na segunda feira, 25, e anuncia na manhã desta quinta a eleição da Chapa 1 – Unidade, Resistência e Luta com 93% dos votos coletados. A chapa, que irá dirigir o sinpro no quadriênio 2021-2025, é encabeçada por Walter Alves (presidente), Cristiane Elias (vice presidente) e Ligia Palumbo (secretária geral).

 

Sinprovales: nova diretoria toma posse nos 20 anos do sindicato
Site Fepesp; 27/10
https://bit.ly/2ZHp8V0

Tomou posse nesta segunda feira a diretoria eleita para o Sinprovales (gestão 2021-2025). A nova diretoria é encabeçada pelo professor Gentil Gonçales Filho. O sindicato comemora neste 2021 os seus vinte anos de existência, atuando na região de Indaiatuba, Salto e Itu.

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Telefônica e Ânima fazem acordo para joint venture na área de educação
Dinheiro; 27/10
https://bit.ly/3Bnwudj

A Telefônica Brasil informou nesta quarta-feira, 27, que assinou memorando de entendimento não-vinculante com a Ânima Educação (São Judas, Anhembi Morumbi) para formação de uma joint venture na área de educação, com o objetivo de ampliar o portfólio de serviços digitais.

A joint venture, em que cada empresa terá participação de 50%, tem a finalidade de operacionalizar uma plataforma digital de educação com cursos livres de capacitação, com foco em educação continuada e empregabilidade em áreas de tecnologia, gestão, negócios e turismo.

 

CORONAVÍRUS

Máscaras deixam de ser obrigatórias no Rio. Cientistas questionam
Rede Brasil Atual; 27/10
https://bit.ly/3mksDte

A partir desta quinta-feira (28), o uso de máscaras deixará de ser obrigatório em lugares abertos do Rio de Janeiro. A decisão foi sancionada hoje pelo governador Claudio Castro (PL). Trata-se de mais uma medida precipitada de flexibilização, de acordo com cientistas. A covid não está sob controle no país, embora com indicadores positivos relacionados à vacinação. Contudo, a porcentagem de imunizados com duas doses segue insuficiente, cerca de 55%, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) indica ao menos 80%.

As médias de mortes e novos casos também encontram-se em uma tendência de estabilidade, mas em patamares ainda elevados.

 

 

Novas altas de juros vão acabar com consumo e emprego, diz Luiza Trajano, do Magazine Luiza
Extra; 25/10
https://glo.bo/3nwy07Y

A empresária Luiza Trajano, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, afirmou que as novas altas de juros que o Banco Central deve promover para conter a inflação vão ‘acabar com o consumo e o emprego’. A empresária defendeu medidas emergenciais, como o Auxílio Brasil, mas disse que é preciso saber de onde virá o dinheiro.

— Com a inflação em dois dígitos, o Banco Central já disse que tem que aumentar juro, o que acaba com o consumo. Acabou o consumo, acaba o emprego e crédito se reduz. Um país emergente como o nosso vive de renda e crédito, não tem dinheiro sobrando. Precisamos ter o juro num patamar bom e ter credibilidade com os investidores — disse a empresária durante evento promovido por um banco em São Paulo.

 

Banco Central aumenta taxa de juros para 7,75% ao ano, maior patamar desde 2017
G1; 27/10
https://glo.bo/3BhHSaw

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira (27) elevar a taxa básica de juros da economia de 6,25% para 7,75% ao ano. Foi a sexta alta consecutiva, e a mais ampla desse ciclo.

Com o anúncio, a taxa Selic atinge o maior patamar em quatro anos — em outubro de 2017, a taxa foi reduzida de 8,25% para 7,5% (veja no gráfico abaixo). A elevação de 1,5 ponto percentual de uma só vez é a maior desde dezembro de 2002, quando a Selic subiu 3 pontos percentuais.

 

Aumento da taxa de juros em 2021 é o maior do país em duas décadas
CNN Brasil; 27/10
https://bit.ly/3vRgSxo

Com mais uma alta de 1 ponto percentual feita pelo Banco Central na Selic nesta quarta-feira (22), a taxa básica de juros do país já carrega até aqui o maior aumento feito pelo BC em quase duas décadas.

Ela vem subindo desde março deste ano, quando saiu de 2% para chegar aos 6,25% desta quarta-feira. Foi um salto de 4,25 pontos em cinco reuniões consecutivas, realizadas ao longo de sete meses: nos três primeiros encontros, o incremento foi de 0,75 ponto percentual e, nos dois últimos, de 1 ponto cada.

A Selic é uma taxa de juros controlada pelo BC, por meio do Comitê de Política Monetária (Copom), e que serve de piso para os juros de todos os empréstimos e investimentos de renda fixa do país.

A função dela é moderar a inflação: quando os preços estão subindo muito, o Copom aumenta os juros, o que encarece o crédito, desestimula o consumo e, por consequência, ajuda os preços a voltarem a baixar.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio