27 de agosto de 2019

27/08 – PGR investiga Sistema S, governo desiste de mil creches, ato em defesa do pessoal da Metodista, e mais.

.

Amazônia na sua aula – Geografia, História, Ciências:
veja aqui plano de aulas, reportagens
e como discutir o assunto com seus alunos: http://bit.ly/2U68KXb

 

 

Dodge quer que Ministério Público Federal investigue Sistema S
Folha de S. Paulo; 26/08
http://bit.ly/2L98baZ

Os recursos bilionários do Sistema S entraram na mira da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Ela cobra transparência no uso do dinheiro público repassado às entidades. No foco da PGR estão recursos de contribuições obrigatórias sobre folha de pagamento instituídas por leis federais. Em 2018, a Receita repassou às entidades R$ 17,1 bilhões.

O ministro Paulo Guedes (Economia) já disse que é preciso “meter a faca” no Sistema S. Em maio, decreto do presidente Jair Bolsonaro enquadrou as organizações na LAI (Lei de Acesso à Informação). A norma entrou em vigor no início deste mês.

 


Governo avalia repassar mais de mil creches à iniciativa privada
UOL; 26/08
http://bit.ly/2ZmIk8A

O governo estuda conceder à iniciativa privada um portfólio de mais de mil creches cujas obras não estão finalizadas. Em, a secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos, Martha Seillier, explicou que, na falta de recursos públicos para finalizar esses empreendimentos, a ideia é atrair um parceiro para acabar as obras, tocar a operação das creches e ofertar as vagas. Caberia ao governo comprar parte dessas vagas, como compensação aos investimentos feitos, e redistribuí-las à sociedade.

 


Comissão debaterá proposta do MEC para gestão de universidades
Câmara dos Deputados; 26/08
http://bit.ly/341Iv8T

A Comissão de Finanças e Tributação promove, nesta quarta-feira (28), uma audiência pública para apresentação e debate do programa Future-se, do Ministério da Educação, que tem como objetivo possibilitar a realização de parcerias entre a União, as universidades e as organizações sociais para gestão de universidades, e estimular as instituições a captarem recursos próprios para sua manutenção. O programa foi apresentado em julho pelo MEC e disponibilizado para consulta pública até 29 de agosto. Mais de 50 mil pessoas se cadastraram na consulta, e um projeto de lei sobre o assunto deverá ser enviado em breve ao Congresso Nacional.

Conceitos e reflexões sobre “Educação, Saúde,
Trabalho e Saúde Mental” foram destaques em evento
Fundacentro; 23/08
http://bit.ly/2HpLPAI

“O que é educação? A educação está inserida no nosso dia a dia. Existem três tipos de educação: a formal, informal e não formal. A formal ocorre nos sistemas e estabelecimentos oficiais de ensino; A informal é aquela que ocorre ao longo da vida, passa pela vida cotidiana, pela família, mídia e instituição religiosa e não formal é organizada por meio da aprendizagem que acontece fora dos sistemas de ensino e estabelecimentos oficiais”, com essa frase o tecnologista Jefferson Peixoto da Silva, da Coordenação de Educação da Fundacentro, inicia a sua palestra sobre “Educação, Saúde e Trabalho”, na II Semana Interna de Saúde do Agente Público da Fundacentro.

 

29/08: Ato em defesa dos direitos dos professores e funcionários da Metodista
Sinpro ABC; 27/08
http://bit.ly/2Ph6A8i

A Universidade Metodista vem atrasando os salários dos professores e funcionários, desrespeitando os direitos trabalhistas e ignorando determinações do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região. Chega de desrespeito aos docentes e auxiliares! Chega de desrespeito à educação e a comunidade acadêmica.

MP 881 aumenta precarização do trabalho
Sinpro Campinas; 26/08
http://bit.ly/342B7d8

É importante ressaltar que a precarização do trabalho não pode ser a saída para o crescimento, como defende a equipe ultraliberal de Bolsonaro. Assim como a perversa “reforma” trabalhista, sancionada em 2017 pelo governo Temer, o intuito dessa mudança – a MP 881 –  não é criar novas vagas de emprego, mas retirar direitos e agradar o empresariado.

Centrais se reúnem em São Paulo para articular ações unitárias
Agência Sindical; 26/08
http://bit.ly/323FeE3

CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB, Nova Central, Intersindical e CSP-Conlutas se reúnem segunda (26), no Dieese, em SP. O encontro definirá as datas de mobilizações unificadas. Dia 21, os dirigentes debateram medidas governamentais que impactam a vida, o trabalho da população e a própria sustentação do movimento sindical. Foram discutidos temas como reforma da Previdência, MP 881 da Liberdade Econômica – ou minirreforma Trabalhista – e revisão das Normas Regulamentadoras (NRs) ligadas à saúde ocupacional.

Artigo | Após uma década de queda
na desigualdade, milhões retornam à miséria
Carta Capital; 23/08
http://bit.ly/2zoZcNq

Por Thais Reis Oliveira: Após uma década de uma redução jamais vista na desigualdade, o Brasil cava, de novo, o fosso social que sempre caracterizou a sua história. Segundo dados do IBGE, aqueles que vivem abaixo da linha de pobreza extrema, cujos ganhos não passam do equivalente a 7 reais diários, saltaram de 13,5 milhões em 2016 para 15,2 milhões no ano seguinte. Se consideradas as famílias que vivem com menos de 406 reais por mês, o total subiu de 53,7 milhões para 55,4 milhões. Este é o contingente de miseráveis lançados à própria sorte em um país que optou por desmantelar as tênues redes de proteção social desde o impeachment de Dilma Rousseff.

 


Amazônia: gráficos, reportagens e especiais
Jornal Nexo; 25/08
http://bit.ly/2MDIhPJ

O aumento do desmatamento e dos focos de incêndio na Amazônia ampliaram o debate público sobre o futuro da região, com implicações ambientais, políticas, econômicas, geopolíticas e sociais. Então, trazemos uma seleção de gráficos, reportagens e especiais produzidos pelo Nexo que ajudam a entender o histórico desse debate, a importância da região para o Brasil e para o mundo e o que está em jogo nesse momento.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio