21 de maio de 2019| , ,

21/05 – #TsunamidaEducação volta às ruas: 30 de Maio, governo não tem maioria para Previdência, onde estão os estudantes do Brasil, e mais.

.

O segundo levante popular reúne estudantes, cientistas, professores e trabalhadores. Trata-se de uma resposta aos cortes de orçamento em todos os níveis da educação e ciência, o projeto de ‘reforma’ da Previdência do governo Bolsonaro e o desmonte dos direitos trabalhistas. Veja mais aquihttp://bit.ly/2VEJE5u

 

#TsunamidaEducação volta às ruas do país no dia 30. 
‘O governo sentiu e a gente vai manter’
Rede Brasil Atual; 20/05
http://bit.ly/2JUFteO

A exemplo da Greve Nacional na Educação, os movimentos estudantis preparam nova paralisação para o dia 30 de maio. Os atos que devem ocorrer por todo o país dão continuidade à luta travada no último dia 15, quando mais de 1 milhão de pessoas em várias capitais foram às ruas contra os cortes na educação anunciados pelo governo de Jair Bolsonaro. De acordo com a presidenta da Associação Nacional de Pós-Graduando (ANPG), Flávia Calé, os atos são uma forma de continuar exercendo pressão sobre o governo.

 

Centrais Sindicais reforçam ações rumo à greve geral de 14 de junho
Agência Sindical; 20/05
http://bit.ly/2LXWW8U

Reunidos na manhã desta segunda (20), dirigentes das Centrais Sindicais cuidaram de ações práticas pra fortalecer a greve geral contra a reforma da Previdência, marcada para 14 de junho. Participaram CUT, Força Sindical, Nova Central Sindical, CSB, CTB, Intersindical e CSP-Conlutas. Além das Centrais, o encontro, no Dieese em SP, teve presença da União Nacional dos Estudantes (UNE). A presidente, Mariana Dias, obteve apoio dos sindicalistas para o protesto nacional do estudantadodia 30 deste mês.

 

Planalto vê risco de ato pela educação afetar apoio ao texto da PEC
Folha de S. Paulo; 21/05
http://bit.ly/2JW5gmL

Os protestos que tomaram as ruas de ao menos 170 cidades do país na semana passada contra os cortes no Ministério da  Educação geraram um alerta no governo sobre a possibilidade de professores direcionarem a mobilização contra a reforma da Previdência. Considerado projeto essencial para o sucesso da economia pelo governo Jair Bolsonaro (PSL), a reforma com mudanças nas regras de aposentadorias e pensões tramita em comissão especial da Câmara. Auxiliares de Bolsonaro monitoram a possibilidade de profissionais da educação ampliarem a articulação da quarta-feira passada (15) para criar novos focos de protestos. Mobilização já começou a ser convocada para o dia 30 de maio.

 

Artigo | Como a educação virou o que virou
Estadão; 20/05
http://bit.ly/2QfvbHo

Por Renata Cafardo: Milhares foram às ruas para protestar contra os cortes, mas a insatisfação vem muito da ligação entre ensino e ideologia. A área acabou sendo o símbolo da polarização no País e levando a questionamentos sobre a governabilidade de Bolsonaro.

 

 

Governo não tem maioria para Previdência, 
diz presidente de comissão especial
Folha de S. Paulo; 20/05
http://bit.ly/2VTJVBC

O presidente da comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a proposta de reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PR-AM), disse nesta segunda-feira (20) que o governo do presidente Jair Bolsonaro é incapaz de formar uma maioria para aprovar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma.

 

MP importantes na pauta da Câmara; 
na quinta (23) termina prazo para emendas à Previdência
Diap; 20/05
http://bit.ly/2YK4FJl

Nesta semana, entre terça (21) e quarta-feira (23), o plenário da Câmara dos Deputados terá 8 medidas provisórias para analisar, com destaque para a que autoriza até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas com sede no Brasil (MP 863/18). Esta perde a vigência na próxima segunda-feira (27).

 


Entenda o que é Dissídio
Fepesp; 20/05
http://bit.ly/2VEdNwT

O Sinpro SP preparou um resumão explicativo do que é o dissídio coletivo e por que os sindicatos de Guarulhos, Santos, São José do Rio Preto e São Paulo buscaram essa alternativa na Campanha Salarial 2019 da Educação Básica.

 

Sinpro ABC: Professores da FSA rejeitam proposta da reitoria 
de parcelamento, em 120 vezes, dos salários atrasados
Sinpro ABC; 20/05
http://bit.ly/2EmpDpY

Em reunião realizada na sede do SinproABC, no dia 17/05, professores e professoras da Fundação Santo André rejeitaram integralmente a proposta da reitoria, que quer pagar os salários atrasados em 120 parcelas, somente para os ativos (quem foi demitido não receberia), sem pagamento de multas e correção, sem pagamento do reajuste salarial (docentes estão há 5 anos sem reajuste), e com o parcelamento parcial da dívida (na proposta, parte da dívida de 2016 e 2017 ficou de fora).

 

Sinpro Sorocaba: convocação de docentes da FKB para assembleia
Sinpro Sorocaba; 20/05
http://bit.ly/2HudIIq

O Sinpro-Sorocaba convoca professoras e professores que lecionam na FKB a participarem de assembleia na próxima segunda-feira, 27/05, com primeira chamada às 18h e segunda, às 18h30. O encontro acontecerá na instituição de ensino (Rodovia Raposo Tavares, Km 162 – Vila Nova – Itapetininga/SP). O objetivo da assembleia é analisar proposta patronal acerca da data de pagamento dos salários, além de discutir outros assuntos de interesse da categoria. Para informações, o telefone do Sinpro é (15) 3222-5783. A participação de todas e de todos é muito importante.

 

Sinpro Sorocaba: assembleia de docentes da FADI 
Sinpro Sorocaba; 20/05
http://bit.ly/2VSAUsx

O Sinpro-Sorocaba convoca professoras e professores que lecionam na FADI – SOROCABA a participarem de assembleia na próxima quarta-feira, 29/05, com primeira chamada às 18h e segunda, às 18h30. O encontro acontecerá na instituição de ensino (rua Dra. Ursulina Lopes Tôrres, 123 – Vergueiro – Sorocaba/SP). O objetivo da assembleia é analisar proposta patronal acerca do valor hora-aula para os cursos de graduação, além de discutir outros assuntos de interesse da categoria. Para informações, o telefone do Sinpro é (15) 3222-5783.

 

Sinpro RS: Professores de educação infantil 
definirão pauta de reivindicações
Sinpro RS; 20/05
http://bit.ly/2VUJBCM

O Sinpro/RS convoca os docentes para as assembleias gerais regionalizadas dos professores que atuam em estabelecimentos privados exclusivamente de Educação Infantil entre os dias 20 a 24 de maio (confira o quadro abaixo). As assembleias definirão a pauta para negociação com vistas à Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019 com o Sindicreches e o percentual de desconto da Contribuição Assistencial/Taxa Negocial.

 

 


Ataques às universidades federais favorecem grupos privados
Extra Classe; 20/05
http://bit.ly/2YIPZKp

As ações dos três maiores grupos educacionais privados do país dispararam desde que o governo anunciou cortes de recursos das universidades federais. As primeiras declarações do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de “contingenciamento de recursos” nas federais ocorreram no início de abril. Logo depois da posse, Weintraub começou uma série de ataques ao ensino superior público, desqualificando o ensino de humanas nas federais. Primeiro ele anunciou um corte de 30%. Diante da repercussão negativa, o MEC divulgou nota afirmando que o impacto seria de “apenas” 3,4% do orçamento total das universidades, o que o ministro tentou explicar de forma desastrada em uma coletiva ao lado do presidente. Weintraub separou 3,5 chocolates de um pacote de 100. Em meio à confusão mental do ministro, Bolsonaro comeu a metade de um dos bombons.

 

Grupo Kroton teria sido a “JBS da Educação”, afirma deputado
O Livre; 20/05
http://bit.ly/2WZSeZi

Após o contingenciamento de 3.5% no orçamento total da educação e os protestos contra a medida do Governo Federal, o deputado federal e vice-líder de Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara dos Deputados, José Medeiros (Pode), trouxe à tona um assunto que, segundo suas indicações, pode desencadear um novo escândalo da era petista no comando do país. Trata-se do enriquecimento acelerado do grupo privado Kroton Educacional, maior receptor de inscritos no Fies – Fundo Financiamento Estudantil.

 

Artigo | Corte de verbas na educação 
compromete soberania nacional
Folha de S. Paulo; 21/05
http://bit.ly/2LZTkDq

Por Benedito Guimarães Aguiar Neto: Investir em educação é estratégia fundamental para o desenvolvimento de qualquer nação, pois esta cumpre o papel essencial, no contexto social e econômico do país, de contribuir para a geração do conhecimento ou a adequada apropriação do existente, abrindo novos horizontes de oportunidades e novas perspectivas de discernimento do indivíduo para o pleno exercício da cidadania.

 


Onde estão os estudantes de ensino superior no Brasil
Jornal Nexo; 14/05
http://bit.ly/2WYtNLU

O jornal Nexo fez um levantamento a partir dos dados do Censo do Ensino Superior 2017, para entender a distribuição de estudantes por tipo de instituição e área de estudo no país. Ainda foi possível pensar em outras correlações, tais como: Municípios que possuem universidades federais, particulares, estaduaisQual região possui maior número de estudantes de universidades privadas e etc.

 



Homeschooling? Socialização na Educação infantil: 
o que acontece quando uma criança encontra a outra
Nova Escola; 21/05
http://bit.ly/2YCep8n

Até começarem a frequentar instituições escolares, geralmente por volta dos 3 anos de idade, muitas crianças têm um convívio muito limitado com outras. Principalmente se compararmos com o que acontecia há décadas atrás, pois a queda da taxa de natalidade diminuiu o número de irmãos e primos. Esse fato reforça o papel e importância da escola como um espaço de convivência e interação social. Mas como se dá o encontro da criança com o mundo para além do que lhe foi apresentado em casa e qual o papel do professor nesse processo?

 

 


Lição de coragem e Democracia: dois alunos do Colégio 
Bandeirantes exigem Lula Livre bem ao lado de Bolsonaro
Jornalistas Livres; 19/05
http://bit.ly/30wRhtE

Ali, no meio de tanta festa, de tanta balbúrdia, de tantos sorrisos perfeitos de estudantes brancos, 15-16 anos, frequentadores de uma escola de elite, que cobra mensalidades de R$ 4.000… Ali, bem pertinho de um Bolsonaro “simplão” na medida certa, de sandália, short amarelo e a camisa do segundo uniforme da Seleção Brasileira, feliz por ainda receber algum apoio quando até mesmo os entusiastas de sua candidatura pulam do barco… Bem, ali, no meio da festa, dois estudantes tiveram a coragem de destoar da farra, conscientes de que não há o que comemorar no Brasil dos nossos dias. Trata-se de Ivan, de 15 anos, e G., de 16 anos, que corajosamente, no meio da euforia juvenil do presidente e seus fãs, ousaram desafinar o coro dos contentes e fazer um “L” perfeito, “L” de Lula Livre.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio