Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 13 de agosto de 2022

18 de outubro de 2019

18/10 – Municípios aderem às escolas cívico-militares, Uniesp sofre sanções do MEC, Marinho negocia reforma sindical, e mais.

.

PERGUNTE AO SINDICATO! Respostas automáticas, na hora, a qualquer hora, para suas perguntas mais frequentes – direto de qualquer página do site da Fepesp: http://www.fepesp.org.br  

 



Mais de 11% das cidades aderem
ao programa de escolas cívico-militares
Agência Brasil; 16/10
https://bit.ly/2VNF4Pf

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (16) o resultado preliminar da adesão ao programa de escolas cívico-militares anunciado no início de setembro. No total, 643 prefeituras se inscreveram no programa, o que representa 11,5% dos municípios brasileiros. Dentre os inscritos, 290 são de cidades da Região Nordeste.

 


Sinpro Campinas: Debate “Implantação de escolas cívico-militares”
Sinpro Campinas; 18/10
https://bit.ly/2P0Iwob

O ingresso de Campinas no Plano Nacional de Escola Cívico-Militares será debate em reunião extraordinária da Comissão de Educação e Esporte da Câmara Municipal de Campinas. O evento é uma inciativa do vereador Gustavo Petta (PCdoB). O Sinpro estará presente para discutir sobre esse assunto de grande importância para o projeto educacional da Campinas. O debate acontece no dia 22 de outubro, às 19h, na Câmara Municipal de Campinas.

 

 


Para aderir ao Future-se, universidades terão
compromisso de redução de gasto com professores
Estadão; 15/10
https://bit.ly/32kj40W

O Ministério da Educação (MEC) formulou novo texto do projeto de lei do Future-se que estabelece às universidades federais o compromisso de redução de despesa com pessoal para poder aderir ao programa. Segundo o documento, a diminuição dos gastos constitui indicador obrigatório para todo o contrato que for firmado. Para reitores e especialistas, a obrigatoriedade de diminuição de gasto com professores e funcionários deve ser um dos pontos a sofrer maior resistência já que pode ferir a autonomia universitária.

 

Uniesp: Alvo de investigação, Universidade Brasil sofre sanções do MEC
UOL; 16/10
https://bit.ly/2IYDZPz

O MEC (Ministério da Educação) aplicou sanções à Universidade Brasil após o início de investigações sobre fraudes no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) envolvendo o curso de Medicina. Em setembro, a instituição de ensino foi alvo de uma operação da PF (Polícia Federal) e de pedido de abertura de inquérito por parte do MPF (Ministério Público Federal).

 

 


Marinho negocia com sindicatos propostas de reforma sindical
Folha de S. Paulo; 17/10
https://bit.ly/2VXANZF

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, se reuniu nesta quinta-feira (17) com líderes sindicais da UGT, CUT, Força Sindical, CTB, NCST e CSB, em São Paulo. “Foi uma reunião boa, propositiva. Ouvimos queixas, mas também propostas e esse é um processo natural da dialética”, disse Marinho.

 

Centrais acertam ao resgatar a
Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora
Agência Sindical; 17/10
https://bit.ly/2MR4pDN

As Centrais Sindicais fizeram certo. Elas suspenderam a questão da reforma sindical e vão levar ao Gaet do governo, nesta quinta, na UGT, a Agenda da Classe Trabalhadora, que é a real pauta unitária do sindicalismo e uma proposta que contesta o modelo neoliberal. Numa conjuntura de recessão profunda e prolongada, desemprego violento, precarização do trabalho, arrocho e corte de direitos, a Agenda é a bússola que aponta o Norte certo.

 

Mesa da Câmara devolve Reforma Sindical
(PEC 171) por insuficiência de assinaturas
Diap; 17/10
https://bit.ly/2ByZW3H

Pela 2ª vez, a Secretaria Geral da Mesa (SGM) da Câmara dos Deputados devolveu ao autor, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), a proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da Reforma Sindical. Quando o autor a apresentou pela 1ª vez, a proposta recebeu o número de PEC 161; na 2ª vez, foi PEC 171.

 

Fórum de Promoção da Liberdade Sindical no interior
de SP será lançado no próximo dia 25 de outubro
MPT Campinas; 18/10
https://bit.ly/33Gr0K3

No próximo dia 25 de outubro, às 09h00, será realizado o evento de lançamento do Fórum de Promoção da Liberdade Sindical da 15ª Região, uma iniciativa do Ministério Público do Trabalho em conjunto com as principais centrais sindicais do Estado de São Paulo (CSB, CTB, CUT, Força Sindical e UGT). A solenidade acontecerá nas dependências do Teatro IMA Cultural, na Rua Padre João Garcia, 101, bairro Ponte Preta, em Campinas (SP). As inscrições estão abertas.

 

 


Brasileiro indicado a “Nobel da Educação” é proibido de dar aulas
UOL; 16/10
https://bit.ly/2nVdbIw

Um dos ganhadores do prêmio “Educador Nota 10” em 2016 e concorrente ao “Teacher Global Prize de 2017 está proibido pelo governo do Espírito Santo de dar aulas na rede estadual pelos próximos cinco anos. O motivo alegado pela Sedu (Secretaria de Educação) é que ele utilizou diplomas falsos de dois cursos de licenciatura – Química e Ciências Biológicas – para exercer a profissão.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio