Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 28 de outubro de 2021

16 de setembro de 2021

16/09/21 – Paulo Freire a mais de 100, mão fechada para educação na pandemia, RJ exige passaporte anti-covid, e mais: a  curiosa história da foto escolar com a mesa arrumadinha

.

É hora de os educadores refletirem com nossos jovens sobre o momento crucial que vivemos. É hora de nos aliarmos contra o golpe, a favor da democracia. Veja hoje no Minuto Fepesp.

 

 

Brasil é dos poucos países que não aumentaram recursos para educação na pandemia
Folha de S. Paulo; 16/09
https://bit.ly/3Eo8CJf

O Brasil está entre a minoria dos países do mundo que não aumentaram os recursos em educação durante a pandemia para reduzir os prejuízos de aprendizagem e lidar com os novos desafios surgidos no período.

Enquanto entre 65% e 78% das nações elevaram o orçamento para ao menos alguma das etapas da educação básica, o Brasil está no grupo minoritário, que não destinou mais recursos para nenhum segmento do ensino.

Os dados são do relatório Education at a Glance 2021, feito pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e divulgado na manhã desta quinta (16).

Segundo o documento, antes da pandemia, o Brasil usava 4% de seu PIB no ensino básico, da educação infantil ao ensino técnico. Na contramão em relação a outros lugares, o percentual não foi alterado em 2020 nem em 2021 para fornecer mais recursos às escolas para que pudessem enfrentar os prejuízos provocados pela crise sanitária.

 

CENTENÁRIO PAULO FREIRE

Ministério da Educação silencia sobre centenário de Paulo Freire
247; 15/09
https://bit.ly/2XlPyuf

Às vésperas do centenário de Paulo Freire, patrono da Educação brasileira e uma das referências da pedagogia mundial, o Ministério da Educação silencia sobre uma possível homenagem. Ofendido por Jair Bolsonaro e aliados diversas vezes, Freire completaria cem anos no próximo dia 19.

Na última terça-feira a coluna perguntou ao ministério sobre as atividades e o investimento para o centenário de Freire. A pasta não respondeu.

Um levantamento de London School of Economics apontou que Freire é o terceiro teórico mais citado em artigos na área de humanas no mundo.

 

Paulo Freire a mais de 100
Extra Classe; 14/09
https://bit.ly/3EyiFf1

O número de palestras, homenagens, encontros, premiações e bate-papos que acontecem desde as mais modestas das cidades às grandes metrópoles internacionais é tanto que, como, de fato, um tsunami, se tornou impossível de controlar.

“Todos os dias eu recebo uma ligação para participar de uma live, para dar um testemunho. Há pouco, foi um pedido que veio da Finlândia”, registra Lilian Contreiras, última secretária de Paulo Freire. “Está difícil até conciliar a minha agenda com tantos convites que me aparecem”, completa ela, que lembra ter começado a trabalhar com Freire muito jovem, após sua graduação em Letras. “Aí eu comecei a me descobrir como gente. Ele valorizava o que as pessoas pensavam”, diz.

“Eu me sinto muito feliz, diria muito honrada. Paulo merece. Paulo foi um homem absolutamente extraordinário, que viveu a sua vida em função de humanizar as pessoas, lutando contra a miséria, lutando contra o analfabetismo, a favor dos vilipendiados pela elite brasileira.” A declaração de Nita Freire, viúva do educador, sai com emoção.


UFSCar lança música “Esperançar” em homenagem a Paulo Freire
Abc do ABC; 15/09
https://bit.ly/3CcM9Na

“É preciso ter esperança, mas esperança do verbo Esperançar; porque tem gente que tem esperança, mas esperança do verbo esperar”: esse é o conceito central da canção “Esperançar”, lançada no dia 1º de setembro. A live de lançamento da música e do clipe “Esperançar” abrirá a programação do Seminário Internacional “Atualidade e Urgência da Pedagogia do Oprimido”, que acontece no dia 16 de setembro, em comemoração ao centenário de Paulo Freire, educador e Patrono da Educação Brasileira.

O Seminário é realizado pelo Departamento de Educação (DEd) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) junto a parcerias, entre elas, a Coordenadoria de Cultura (CCult) e o Núcleo de Extensão Educação, Tecnologia e Cultura da UFSCar-Sorocaba.

 

Paulo Freire é o homenageado no
10° Congresso Fepesp, dias 1 e 2 de Outubro.
Saiba mais aqui:
https://bit.ly/3j9RWwl   



TV Cultura produz documentário em homenagem aos 100 anos de Paulo Freire
TV Cultura; 15/09
https://bit.ly/3lvdWBRNa semana em que se comemora o centenário de nascimento do patrono da educação brasileira, Paulo Freire, a TV Cultura exibe um documentário inédito sobre o educador, produzido pelo departamento de jornalismo da emissora. Apresentada pelo jornalista e diretor Leão Serva, a produção vai ao ar neste sábado (18), a partir das 22h.O livro Pedagogia do Oprimido é um marco na obra de Paulo Freire, um grande pensador brasileiro das ciências humanas e um dos mais reconhecidos em todo o planeta. Ele foi professor das universidades de Harvard, nos Estados Unidos, e Cambridge, na Inglaterra, e teve mais de 40 títulos de doutor honoris causa em universidades como Oxford, na Inglaterra, e Coimbra, em Portugal.

 

Lula, Boff e viúva de Paulo Freire participam de evento do centenário do educador no dia 19
O Globo; 15/09
https://glo.bo/3hA5wbr

O centenário do educador pernambucano Paulo Freire será comemorado virtualmente com muita alegria e cultura popular. Diversas instituições do movimento educacional brasileiro e internacional promovem, nos dias 19 e 20 de setembro, o 100º Aniversário de Paulo Freire em evento virtual.

Além da programação cultural, o ato contará com a presença de lideranças educacionais e sindicais do Brasil e do mundo como o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva; o secretário Geral da Internacional da Educação, David Edwards, a professora Nita Freire, viúva do educador Paulo Freire, os escritores Leonardo Boff, Mário Sérgio Cortella e a ex-prefeita de São Paulo e deputada federal Luiza Erundina, além da inauguração de uma escultura de Paulo Freire em Buenos Aires, na Argentina. O evento será transmitido nos canais do Youtube da CNTE (aqui).

 

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Câmara convoca ministro da Educação para explicar divisão de institutos
UOL; 14/09
https://bit.ly/3zdvreN

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, terá de dar explicações a uma comissão na Câmara dos Deputados sobre sua decisão de dividir institutos federais de ensino. Na prática, o governo poderá indicar mais reitores, dispensando as tradicionais eleições internas.

A convocação do ministro foi aprovada hoje pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle. Obrigado a comparecer, Ribeiro poderá escolher uma data nos próximos 30 dias para ser sabatinado pelos membros da comissão.


‘Uma criança que se sente inferior ou que está sofrendo bullying não tem capacidade de estudar’
Estadão; 15/09
https://bit.ly/3nFNJDo

Por Rita Lisauskas: “As escolas já entenderam que trabalhar as habilidades socioemocionais de seus alunos é um imperativo dos novos tempos. E o que são elas? São as capacidades individuais que ajudam nos relacionamentos, a estabelecer objetivos, tomar decisões e enfrentar situações novas e até adversas. Persistência, assertividade, empatia, autoconfiança, curiosidade e tolerância à frustração são algumas dessas habilidades que precisam ser praticadas todos os dias e que têm de entrar no curriculum de todas as escolas. E se engana quem pensa que são apenas as instituições de ensino que podem ensinar essas competências aos jovens de hoje”.

 

CORONAVÍRUS

Rio passa a exigir ‘passaporte’ contra a covid-19
Valor Econômico; 16/09
https://glo.bo/3tMj7RI

Com 80% da população total imunizada com pelo menos uma dose ou dose única, o passaporte da vacinação contra a covid-19 entrou em vigor ontem no município do Rio de Janeiro. Especialistas e gestores concordam que a medida é positiva para controlar a pandemia, mas não há consenso se lei parecida deveria valer para todo o país.

Decretos municipais determinaram a obrigatoriedade da vacinação para acesso a uma série de estabelecimentos, como academias de ginástica, ginásios esportivos, cinemas, teatros, museus, convenções e conferências. O comprovante também é condição para que as pessoas sejam submetidas a cirurgias eletivas nas redes pública e privada e incluídas ou mantenham acesso ao Programa Cartão Família Carioca.

 

Cidade de SP vacina nesta quinta contra Covid jovens com mais de 12 anos; idosos de 85 a 89 anos podem tomar dose de reforço
G1; 16/09
https://glo.bo/3AkEL1K

A cidade de São Paulo vacina nesta quinta-feira (16) contra a Covid-19 adolescentes a partir de 12 anos. Eles devem ser acompanhados pelo responsável no momento da vacinação. Se isso não for possível, será necessário estar com um adulto e apresentar uma autorização assinada pelo responsável.

Além disso, idosos acima de 85 anos que tenham tomado a segunda dose ou a vacina de dose única há pelo menos seis meses podem receber a dose adicional. A vacinação deste grupo ocorrerá até 19 de setembro e, a partir de quarta, exclusivamente com o imunizante da Pfizer.

 

 

 

A curiosa história da foto escolar com a mesa arrumadinha
Iconografia Historica; 14/09
https://bit.ly/3kfUIRu

Essa foto de recordação escolar no inicío dos anos 80 mostra uma grande tradição introduzida nas escolas brasileiras nas primeiras décadas do século XX.

A composição é fruto de uma tradição da escola brasileira que conta com quase 100 anos. Geralmente o retrato servia para mostrar o civismo e simbolizava que a pessoa havia passado pelo sistema escolar, por isso o uniforme e artefatos comuns do ambiente escolar.

Por mais que prática tenha começado antes. Ela ficou famosa e foi usada como espécie de política de estado no período do Estado Novo (1937 a 1945), época em que o Brasil passava por uma Ditadura tendo como governante Getúlio Vargas.

 

O mote ideológico de Vargas era centrado em sua figura, no nacionalismo e no civismo através da escolarização. Foi nesse período que a escola pública vivenciou uma grande ampliação. E o cenário da fotografia passou a ser composto para mostrar, através de imagem, a importância de passar pelo processo escolar.

Durante os primeiros anos do ensino fundamental(1ª a 4ª série) os professores compunham um cenário que, geralmente era formado por livros, bandeira do Brasil e um globo terrestre. Após ajeitar os objetos de cena, o aluno era colocado em frente a câmera segurando um lápis e uma fotografia era tirada, no final do ano letivo o estudante levava a imagem para a casa e o artigo tornava-se uma bela recordação dos tempos escolares. E da passagem pela escolarização formal. Que visava tornar crianças em cidadãos.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio