9 de setembro de 2019

09/09 – EaD nos bastidores do ensino, cresce o número de jovens recém-formados e sem emprego, o que está em jogo com o fim do Fundeb, e mais.

.

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: TV Fepesp discute como a educação a distância tornou-se um grande negócio, como isso afeta as condições de trabalho de professores e a qualidade do ensino, e a articulação da federação e sindicatos com o parlamento na discussão da precarização do ensino pela crescente mercantilização da educação privada no Brasil.
Veja aqui:
https://youtu.be/sjEYCkd-GrI.

 



Nos bastidores do ensino, agora se diz ‘luzes, câmera, ação’
Valor Econômico; 09/09
http://bit.ly/2lGUlnb

Estúdios de gravação, câmeras, luzes, teleprompter, editores de vídeo. Essa estrutura, comum em emissoras de televisão, também faz parte dos bastidores de cursos de ensino a distância, modalidade que mais cresce na educação superior. Atualmente, há quase 2 milhões de alunos matriculados em cursos que podem ser totalmente on-line ou semi presenciais, na rede privada.

 

Conversas telefônicas mostram como Universidade Brasil
negociava vagas em medicina e bolsas do Fies
G1; 08/09
https://glo.bo/2m7OtDC

De acordo com a Polícia Federal, os integrantes da quadrilha se dividiam em núcleos. A parte empresarial era formada pela família do reitor. Os integrantes do administrativo eram funcionários da Universidade Brasil. Enquanto o comercial era exercido pelas assessorias que negociavam vagas com estudantes e tinham até um núcleo jurídico para ajudar a maquiar o golpe.

 

Justiça prorroga prisões temporárias
de suspeitos envolvidos em fraude do Fies
G1; 07/09
https://glo.bo/2m7CqpT

A Justiça Federal prorrogou por mais 5 dias a prisão de 11 suspeitos envolvidos em fraude do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) durante a Operação Vagatomia, realizada na terça-feira (3) pela Polícia Federal de Jales (SP) na região. Vinte pessoas estão presas. A operação investiga suspeitos de participarem de um esquema de fraude na concessão do Fies e também na comercialização de vagas e transferências de alunos do exterior, principalmente Paraguai e Bolívia, para o curso de medicina em Fernandópolis (SP).

 

Com corte nas federais, salas de aula
ficam sem luz e restaurante perde bife
Folha de S. Paulo; 08/09
http://bit.ly/2lHxLuv

Os bloqueios de até 44% na verba de custeio das universidades federais pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) neste ano já afetam a rotina de aulas e pesquisas. O estoque de alimentos diminuiu. O bife foi trocado por picadinho de carne; o frango, antes filé, agora vem desfiado. Ervilha e lentilha sumiram. Antes com frutas variadas, agora a sobremesa tem banana e laranja.

 


Cortes no orçamento ameaçam o progresso da ciência brasileira
Folha de S. Paulo; 08/09
http://bit.ly/2kCfdLX

Os cortes de verbas destinadas ao Ministério da Educação (MEC) e ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciados pelo governo federal têm provocado grande insegurança quanto a capacidade das instituições de pesquisa brasileiras darem continuidade ao processo de melhoria da sua produção científica observada nos últimos anos.

 

 

Confira esta e outras charges em nosso site: http://bit.ly/2HvT9vP

 

 


Alunos de colégios paulistanos contam por que gostam de suas escolas
Folha de S. Paulo; 08/09
http://bit.ly/2m52zWd

Professores divertidos, ensino bilíngue e atividades extracurriculares são algumas das razões listadas por alunos que gostam de suas escolas. Seis jovens descrevem aqui atividades que consideram destaque. Ensino bilíngue, aulas leves e atividades extracurriculares são razões listadas.

 

Folha lança ferramenta online para ajudar
pais a comparar colégios e optar
Folha de S. Paulo; 08/09
http://bit.ly/2kCfYoh

São 135 mil colégios de ensino fundamental e médio, de todo o país, públicos e particulares. Para cada um há até 14 indicadores de qualidade ou de infraestrutura. O buscador traz informações como presença ou não de laboratório de ciências, se há acessibilidade no prédio, notas no Enem e média de alunos por turma. São dados do Inep, órgão do Ministério da Educação responsável por estatísticas. As bases são Censo Escolar, Enem e Saeb (avaliação de escolas públicas).

 


Encontro internacional discute os rumos da educação
O Globo; 08/09
https://glo.bo/2k6OuXF

Os desafios para o futuro da educação no país estarão no centro do debate do evento Educação 360 Encontro Internacional, nos dias 16 e 17 deste mês, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. Educadores, pesquisadores, gestores de ensino, escritores, influenciadores digitais e ativistas brasileiros e estrangeiros apresentarão suas perspectivas sobre medidas que podem contribuir para a formação de alunos.

 

Investimento na formação de líderes chega ao berçário
Folha de S. Paulo; 07/09
http://bit.ly/2lEw412

De olho no futuro acadêmico e profissional da criança, a ideia é estimular ao máximo suas potencialidades nessa etapa da primeira infância, que vai até os seis anos, considerada um momento crucial do desenvolvimento infantil. Porém, a importância de criar um ambiente acolhedor e estimulante, mas com muito cuidado, pois as crianças têm ritmos diferentes de desenvolvimento.

 

Por lei, o Fundeb acaba em 2020. Você sabe o que está em jogo?
Carta Capital; 11/07
http://bit.ly/2kqcxkM

Por lei, o Fundeb  (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) tem validade até 31 de dezembro de 2020. Por esta razão, tramitam propostas parlamentares na Câmara e no Senado que pactuam pela permanência do fundo, mas ainda divergem sobre a sua composição orçamentária e o repasse da União, que atualmente é de 10% do valor total dos fundos nos estados e municípios. A expectativa é de que se estabeleça um pacto entre as propostas para acelerar a tramitação e chegar a uma aprovação do novo modelo.

 

 


Artigo: Jorge Luiz Souto Maior |
O percurso consciente em direção à barbárie
Blog do Jorge Luiz Souto Maior; 07/09
http://bit.ly/2lGAfcy

“O que devemos nos perguntar é se estamos mesmo dispostos a chegar ao fundo do poço, para só então começarmos a agir na direção de um recomeço, ou se estamos dispostos a frear essa queda, pois, diante de todos os fatos já vivenciados, não será mais possível dizer que não se sabia qual caminho estava sendo trilhado”.

 

Mais jovens recém-formados ficam sem emprego no país
RPB; 08/09
http://bit.ly/2kc5Q5E

Pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) mostra que, entre 2014 e 2018, a proporção de profissionais que saem da faculdade e não conseguem arrumar trabalho passou de 8,2% para 13,8%. A pesquisa aponta que houve uma queda no número de jovens recém-formados que trabalham em postos que exigem formação superior: a taxa passou de 51% para 35%. E para aqueles que, mesmo assim, conseguem se posicionar em vagas relacionadas à sua área de formação, a remuneração média diminuiu: passou de R$ 3.326 para R$ 2.637.

 

Estácio/FNC se compromete a pagar salários atrasados
SinprOsasco; 09/09
http://bit.ly/2lGOtu9

O Sinprosasco fará visita hoje (09/09) à Estácio/FNC (período noturno) para conversar pessoalmente com os professores do ensino superior. Na sexta-feira, 06/09, o Sinprosasco realizou reunião com o RH da Estácio/FNC para discutir o atraso de pagamento de salário de alguns professores. Na ocasião, a instituição alegou que houve um problema sério no “sistema de pagamento” da faculdade, o que acarretou na falta de pagamento de alguns professores; pagamentos parciais de outros e pagamento integral de um terceiro grupo.

 

 


Analfabetismo resiste no Brasil e no mundo do século 21
Agência Brasil; 08/09
http://bit.ly/2m53KVD

Este domingo (8) marcou a passagem do Dia Internacional da Alfabetização, data instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), no século passado (em 1966), para incentivar o pleno letramento da população internacional. Apesar da melhoria do acesso às escolas, nos últimos 53 anos em diversos países, ainda existem em todo planeta 750 milhões de jovens e adultos que não sabem ler nem escrever.

 


O “outro lado” e o “não obstante” no jornalismo de educação

Carta Capital; 06/09
http://bit.ly/2kqdk5f

Durante o 3º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação – realizado de 19 a 20 de agosto – a Fundação Itaú Social e a Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca), organizadora do evento, lançaram um edital de bolsas cujo objetivo, segundo os proponentes, é “fomentar a produção de material jornalístico de qualidade sobre temas relevantes da educação pública brasileira”.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio