Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 25 de setembro de 2022

6 de março de 2020

06/03 – escola militar arquivada em Campinas, Moral e Cívica no Congresso, a organização do 8 de março,  meninas superam meninos em Ciências – e mais.

.

8 DE MARÇO, DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Mirem-se no exemplo das nossas educadoras

Neste 8 de março, a Fepesp e os seus sindicatos integrantes lembram a importante contribuição das mulheres na educação e a sua relevante condição na nossa categoria –  como professoras ou auxiliares de administração escolar. Veja tudo aqui:  http://bit.ly/2PRUNLu

 

Mulheres lançam campanha de arrecadação para manifestações do 8 de Março
Rede Brasil Atual; 05/03
http://bit.ly/2PThgaT

Em São Paulo, as mulheres se concentram na Avenida Paulista, a partir das 14h deste domingo, dia 8, diante da Praça Mario Covas.

Os movimentos feministas e populares se organizam para mais uma manifestação do Dia Internacional da Mulher, no próximo domingo (8). Em São Paulo, as mulheres se concentram na Avenida Paulista, a partir das 14h.

A organização lançou campanha de financiamento virtual. A meta é juntar R$ 7 mil para pagar as despesas do ato. Até o começo da tarde desta quinta-feira (5), pouco mais da metade da metade dessa quantia havia sido alcançada.

Todos os anos, homens e mulheres saem às ruas contra o feminicidio, por mais direitos e para denunciar o machismo. Neste ano, os movimentos adotaram o tema “Por nossas vidas, democracia e direitos! Justiça para Marielle, Claudias e Dandaras!”

 

Oito mulheres que influenciaram a luta pelos direitos femininos no Brasil
Portal Fepesp; 06/03
http://bit.ly/2wxYoHJ

Sabia que foi uma professora  – Celina Guimarães –  a primeira mulher a votar no país, em 1928?

A busca das mulheres pela equiparação dos seus direitos perante a sociedade não é assunto recente. Ao longo da história, várias mulheres, seja por suas ideias ou suas atitudes, se opuseram às restrições impostas à mulher, quebrando paradigmas e influenciando a mudança do pensamento das pessoas de seu tempo e também das que viriam depois. No Brasil não foi diferente.

Escritoras, professoras, políticas ou simples trabalhadoras foram capazes de inspirar importantes transformações que impactariam na vida das mulheres de hoje. Neste 8 de março em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, em homenagem às lutas feministas por igualdade, justiça e respeito, o Portal EBC preparou o perfil de oito mulheres que de alguma forma marcaram a luta pelos direitos da mulher no Brasil. Confira abaixo.


Juiz do Trabalho reconhece relação de emprego entre motorista e Uber
Rede Brasil Atual; 04/03
http://bit.ly/39sfu8s

O juiz Átila da Rold Roesler, da 28ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, reconheceu a relação de emprego entre um motorista e a Uber do Brasil. A empresa foi condenada, em decisão divulgada nesta quarta-feira (4), a anotar a carteira de trabalho e a pagar verbas rescisórias e demais direitos trabalhistas. Foi deferida, também, indenização por danos morais, por ausência do aviso prévio e dos pagamentos devidos.

Para o magistrado, se a relação de trabalho evoluiu nas últimas décadas, o modo de análise também pode ser reconstruído com base nos princípios do Direito do Trabalho. “Uma releitura dos requisitos para a configuração do vínculo de emprego é necessária para que não haja a exploração desenfreada da mão de obra sem qualquer proteção legal”, ressaltou.

 

Escola Cívico-Militar deve ser arquivada em Campinas
Blog da Rose; 05/03
http://bit.ly/39wM0qe

O Conselho das Escolas de Campinasdecidiu vetar a mudança. A mesma decisão foi tomada ontem à noite pelo Conselho da Escola (que reúne os integrantes da Odila Maia Rocha Brito). E hoje o Conselho Municipal de Educação disse que só poderá dar um parecer dentro de três meses. “Fica tudo suspenso. Os conselheiros querem esse prazo para estudar o manual sobre o programa feito pelo MEC. Querem estudá-lo à luz do ECA, da LDB e dos planos estadual, municipal e nacional de Educação”, explicou a secretária.

Os vereadores da oposição como Gustavo Petta e Pedro Tourinho trabalharam para barrar o projeto na cidade.A secretária não quis se posicionar em relação à questão se houve uma ideologização do assunto – uma queda de braço entre projeto de esquerda ou direita. “Como secretária, sou neutra”, disse ela.

 


CCJ aprova projeto que inclui Educação Moral e Cívica na grade curricular das escolas
Jornal Opção; 05/03
http://bit.ly/2wxf7Li

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) aprovou nesta quinta-feira, 5, um projeto que prevê a inclusão do conteúdo de educação moral e cívica nas escolas das redes pública e privada de Goiás.

A matéria, de autoria do deputado Paulo Trabalho (PSL), segue para apreciação do Plenário. O parlamentar argumentou que a temática vai fortalecer a unidade nacional e o sentimento de solidariedade humana.

Lewandowski arquiva pedido de impeachment do ministro da Educação, Abraham Weintraub
G1; 06/03
https://glo.bo/39rU3EI

Grupo de deputados e senadores pediu que Supremo abrisse ação por crime de responsabilidade. Ministro considerou que só a PGR pode pedir esse tipo de ação à Corte.

Meninas brasileiras avançam e superam desempenho de meninos em ciências
Folha de S. Paulo; 06/03
http://bit.ly/3az05n8

O português ainda é dominado pelas meninas, e a matemática, pelos meninos. Em ciências, porém, elas tomaram um fôlego maior, e o jogo empatou.

Na mais recente edição do Pisa, prova trienal que avalia estudantes de 15 anos, as participantes brasileiras ficaram numericamente à frente dos colegas em ciências pela primeira vez desde 2006, quando a área começou a ser avaliada.

Naquele ano, elas marcaram 386 pontos no exame, nove a menos que os meninos (395). Desde então, ficaram sempre atrás —até a prova de 2018, divulgada no fim do ano passado, mostrar que elas passaram à frente, com 404 contra 403.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio