Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo

quarta-feira, 5 de maio de 2021

Por Beth Gaspar em 5 de maio de 2021

05/05 - mensagens aos senadores contra a PL 5595, vacinação de educadores na Justiça, como agem as senhoras que pedem escolas abertas, e mais: polvo, o professor no filme premiado

.
A organização ‘Escolas Abertas’ despontou em dezembro do ano passado, quando entrou com uma ação exigindo que a prefeitura e o governo de SP tomassem “todas as medidas necessárias para que o ano letivo de 2021 comece com as escolas abertas”. Com pandemia e tudo!
Veja como ‘elas’ agem, aqui: https://bit.ly/33i4rgM 

 

 

PL 5595 no Senado: mobilização para brecar lei que Abre escolas no pior da pandemia e retira direitos do educador
Fepesp; 03/05
https://bit.ly/3nTG4zl

Entidades de profissionais da Educação e movimentos ligados à defesa da Educação estão mobilizados para impedir que o Projeto de Lei 5595 seja aprovado. Os professores também podem escrever para os senadores pedindo a sua rejeição.

A pressa na tramitação é proporcional à forma discreta como a matéria está sendo tratada. Não há nenhuma notícia publicada no site do Senado, apesar da importância do tema. Trata-se de um projeto perigoso, enganoso e negacionista. Ele obriga a oferta de aulas presenciais independentemente do estágio da pandemia, com presença facultativa dos alunos numa incontestável prova de que nem os autores da proposta acreditam que o espaço escolar seja seguro.

 

 


Rio de Janeiro: prefeitura e governo dizem que vacinação de profissionais de educação e segurança continua apesar de decisão do STF
G1; 04/05
https://glo.bo/3h4kdnl

Após decisão do ministro do STF Ricardo Lewandowski, que suspendeu a vacinação de profissionais de segurança e de educação no Estado do Rio, o governo do estado e a Prefeitura do Rio afirmam que a vacinação desses grupos não será afetada.

Segundo a prefeitura, a decisão do ministro diz respeito ao decreto estadual e não interfere na campanha de vacinação no município. A capital irá continuar vacinando conforme o planejado os profissionais da educação e guardas municipais.

A ação acatada pelo ministro do STF foi movida pela Defensoria Pública do Estado do Rio. A decisão de Lewandowski suspendeu nesta segunda (3) a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) que autorizou o governo do estado a mudar a ordem de vacinação de grupos prioritários.

 

São Caetano: Secretário de educação processa professora que criticou reabertura de escolas. Sindicatos protestam e defendem a docente.
Carta Capital ; 04/05
https://bit.ly/3vFHIr2

Uma professora da rede municipal de São Caetano, município da região metropolitana de São Paulo, está sendo processada por calúnia pelo secretário de educação Fabricio Coutinho de Faria. A educadora Catarina Troiano afirma que o caso aconteceu depois que ela criticou a reabertura das escolas na cidade, em fevereiro, com uma charge publicada em redes sociais (veja na foto).

A professora entende que é vítima de assédio por parte do secretário de educação e que ele utilizou seu caso para dar um recado aos demais profissionais da área. “É como se dissesse aqui você não pode muito”, relata a docente que ainda nega qualquer tipo de calúnia em suas publicações. “É uma crítica à necropolítica da secretaria de educação que ele comanda, não à pessoa dele”, rebateu a educadora.

Em nota referendada pelos sindicatos integrantes da Fepesp, o Sinpro ABC defensw que ‘não podemos permitir que calem os profissionais da Educação ou qualquer outro trabalhador que discordar das decisões dos governos municipais, estaduais ou federal. Censura, não!’


Salvador: após decisão judicial, todos os trabalhadores da Educação serão vacinados
G1; 04/05
https://glo.bo/3h4kdnl

A prefeitura de Salvador anunciou na manhã desta terça-feira (4) que vacinará contra a Covid-19 todos os trabalhadores da Educação da cidade. A medida atende a decisão do juiz Ruy Eduardo de Almeida Britto, que acatou pedido feito pelo Instituto de Gestão Pública (IBGP).

Anteriormente, o cronograma de vacinação contemplava trabalhadores da Educação a partir de 40 anos de idade.

Com a decisão, a imunização deste grupo começará a partir de 13h desta terça. Serão contemplados todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas do ensino básico (creche, pré-escola, ensino fundamental e ensino médio).

 

CORONAVÍRUS

Brasil tem 3.025 mortes por covid nas últimas 24 h e supera 410 mil óbitos
UOL; 05/05
https://bit.ly/3tf4DYI

Após uma segunda-feira de dados sensivelmente mais baixos por conta do represamento histórico que ocorre aos finais de semana, as secretarias estaduais de Saúde notificaram hoje 3.025 novas mortes causadas pela covid-19 em todo o Brasil. Assim, o total de mortos desde o início da pandemia é de 411.854. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte. Nos últimos sete dias, morreram, em média, 2.361 pessoas por dia por complicações da infecção. Este é o 104º dia consecutivo com média móvel acima de mil. Há 48 dias, desde 17 de março, o índice se mantém acima de 2 mil.

 

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Inclusão educacional deve prever custos com transporte, material e higiene
Valor Econômico; 04/05
https://glo.bo/33hjF5E

As lideranças políticas devem trabalhar pela maioria da população e a questão da educação envolve debate sobre temas que incluem desde a oferta de recursos para frequentar a escola até a inclusão de negros e a vida em comunidades, defendeu Ludmila da Silva Hastenreiter, fundadora e diretora-executiva da Empoderamento Contábil, durante participação  em Live do Valor nesta terça-feira.

Ludmila contou sua trajetória como mulher negra, filha de sacoleira, que teve parte de sua formação em escola particular, como bolsista, e depois graduou-se como contadora na Universidade Mackenzie do Rio e, entre as especializações, cursou finanças corporativas pela Ohio University.

 

‘Professor Polvo', que ganhou Oscar, tem muito a ensinar aos seus filhos
Folha de S. Paulo; 05/05
https://bit.ly/2QUZkAy

Quantas formas de vida existem no mar? Podemos olhar com atenção para cada uma delas? Como elas interagem? Como podemos interagir com elas? O que faz um cientista? Como um cientista estuda essas formas de vida? Como podemos preservar os oceanos e os animais que vivem nele? Podemos mergulhar juntos?

São perguntas pertinentes que podem ser feitas depois da prazerosa viagem de uma hora e 25 minutos propiciada por “Professor Polvo”.

O tempo dos chatíssimos documentários escolares fica para trás. “Professor Polvo” não tem um tom didático, mas ensina muita coisa. Tampouco é alarmista, mas traz uma poderosa mensagem de preservação. Há várias maneiras de despertar a curiosidade de seus filhos, puxar assuntos.

Veja o trailer legendado aqui

Conteúdo Relacionado

crossmenu