Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 27 de fevereiro de 2024

16 de março de 2023| ,

Ensino Superior: nas negociações, a pauta de reivindicações de cima a baixo

Data-base foi assegurada. Ensalamento, EaD, direitos autoriais entraram na discussão. Reivindicação inclui ganho real no reajuste de salários.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

A comissão de negociação dos sindicatos coordenada pela Fepesp apresentou hoje ao patronal, na rodada de negociação desta campanha salarial do Ensino Superior 2023, as pautas de reivindicações de professores e de auxiliares aprovadas em assembleias. Documento com as pautas já havia sido entregue aos representantes das mantenedoras em 17 de fevereiro; hoje, foram detalhados os seus itens.

 

Diante de modificações no ensino, causadas pela introdução de novas tecnologias, foram detalhadas na sessão desta quinta, 16/03, cláusulas como acúmulo de turmas e ensalamento, direitos autorais e de imagem de professoras e professores, regulamentação de ensino a distância, entre outras.

 

Não desistimos do que nos é devido! – É preciso ficar claro que, nesta negociação, não falamos só de 2023: nós não desistimos de 2022! Exigimos o pagamento do reajuste decidido na sentença normativa do Tribunal Regional do Trabalho, que determinou a reposição da inflação, com a aplicação do índice de 10,78% retroativo a 1º de março de 2022!

E mais: estamos na defesa de todas as cláusulas sociais já existentes, defendidas com nossa mobilização em muitos anos de negociações – e que foram consagradas justamente no julgamento do nosso dissídio de greve, que nos deu ganho de causa em novembro passado.

O lado patronal concordou em confirmar o 1º de março como a data-base das categorias. Nova rodada de negociação será realizada na próxima quinta-feira, dia 23/03.

Agora, está nas mãos de professoras, professores e pessoal administrativo representados pelos sindicatos integrantes da Fepesp a defesa de tudo o que o Tribunal julgou a nosso favor, e o avanço nesta negociação – com as novas cláusulas que botam na mesa as condições de trabalho que estão sendo precarizadas com técnicas que exploram o professor e aumentam o lucro das mantenedoras.

Fique de olho nos avisos do Sindicato – converse com seus colegas, e passe para a frente esta mensagem nas suas redes sociais!

 

Ensino Superior: negociação de 2023 começa com defesa de dissídio de 2022

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio