Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 23 de abril de 2024

13 de dezembro de 2019

13/12 – A fritura de Weintraub, mais EAD anima bolsa de valores, Anima compra Unicuritiba, e mais.

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]
Hoje, 13 de dezembro: a fritura de Weintraub, mais EAD anima bolsa de valores, Anima compra Unicuritiba, e mais.

 



MEC esvaziado indica saída de Weintraub em 2020
Estadão; 12/12
https://bit.ly/2teWavj

Nomes importantes do Ministério da Educação (MEC) deixaram a pasta nos últimos dias numa indicação, segundo fontes, de que o ministro Abraham Weintraub vai sair do cargo. O próprio Weintraub inicia um período de férias nesta sexta-feira, 13, emendando com os recessos, e muitos acreditam que ele não volta em 2020 ao cargo de ministro de Educação.

Weintraub tem desafetos no núcleo duro de Bolsonaro, mas não entre a família do presidente
Painel; 13/12
https://bit.ly/2YIPQrw

Balançando no cargo, Abraham Weintraub (Educação) tem desafetos no núcleo próximo a Jair Bolsonaro, que torcem pela sua saída. Mas a pressão não alcança a família presidencial, que costuma opinar nas escolhas do mandatário.

Permanência de Weintraub faz mal ao Brasil, diz deputado de Comissão de Educação
Folha de S.Paulo; 12/12
https://bit.ly/34jvO8i

Ministro está na pré-história do respeito, afirma parlamentar do PDT do Ceará.

Deputado na primeira legislatura, Idilvan é afeito ao tema da educação. Em sua breve fala, sugeriu a demissão do ministro com a expressão cearense “pegar o beco”, ou seja, ir embora. Para Idilvan, o ministro não tem condição técnica nem emocional de permanecer no cargo.

Menos professores, mais margem: a portaria que muda as faculdades privadas
Exame; 12/12
https://bit.ly/2Ef2qFv

A conta para as instituições de ensino superior privadas acaba de ficar um pouco mais leve. O governo publicou nesta quarta-feira (11) uma portaria que aumenta de 20% para 40% a fatia da grade curricular que pode ser oferecida a distância, mesmo nos cursos presenciais.


Análise: Opção pelo EAD é boa, mas não faz sentido criar padrão único
Estadão; 13/12
https://bit.ly/2PgJzAm

A modalidade EAD faz sentido e pode colaborar muito com o aprendizado em algumas disciplinas, mas não em todas. Aulas práticas não podem ser trocadas pelo ensino a distância e cada área do conhecimento depende de formas diferentes de conhecimentos práticos, não é possível estabelecer um padrão único para as graduações, como 40%. Alguns cursos, como os de saúde, licenciaturas e engenharias, podem ter carga horária teórica menor do que esse porcentual estabelecido.

Conselho de Enfermagem diz que vai entrar com ação contra portaria que libera Ead na área da saúde
Estadão; 13/12
https://bit.ly/2ROrIlL

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) informou que vai entrar com uma ação judicial contra a portaria do Ministério da Educação (MEC) que autoriza as universidades a oferecer nos cursos de graduação até 40% da carga horário por meio do ensino a distância. Publicada na quarta-feira, 11, a mudança, que atende uma demanda das faculdades privadas, surpreendeu os conselhos profissionais e as instituições de ensino federais.

Alta de ações na bolsa prova que EaD serve aos interesses privatistas
Contee; 12/12
https://bit.ly/36vmfVe

Em portaria assinada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e publicada no Diário Oficial da União, o MEC autorizou a ampliação do ensino na modalidade a distância (EaD) para 40% da carga horária de praticamente todos os cursos superiores no Brasil (a única exceção são os cursos de medicina).

Ânima compra Unicuritiba por R$ 130 milhões
Valor; 13/12
https://glo.bo/2RUM8tH

Dentro de sua nova estratégia de crescer por aquisições, a Ânima fechou, ontem, a compra de 100% do centro universitário Unicuritiba por R$ 130 milhões. O negócio marca a entrada da companhia no Paraná.

Congresso não quer taxar seguro-desemprego e ameaça MP Verde e Amarelo
Folha de S.Paulo; 13/12
https://bit.ly/2Plp1H3

Com receio de uma dura derrota política, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) avalia apresentar um projeto de lei que substitua a medida provisória que criou o programa Verde e Amarelo, de estímulo ao emprego para jovens.


Professor, atenção ao checklist da homologação

Sinpro Osasco; 11/12
https://bit.ly/2EgfYR4

No documento, relacionamos todos os direitos e situações a serem observadas no momento da homologação do professor. Confira seus direitos e conte com o apoio do sindicato!

 

Contra a carteira verde e amarela
Sinpaae RP; 12/12
https://bit.ly/2YI6bwy

Os direitos dos trabalhadores estão sob grave ameaça. O presidente Jair Bolsonaro assinou, no dia 11 de novembro, a Medida Provisória 905, que cria uma nova forma de contratação e incentiva o subemprego. Com o falso argumento de que a medida vai gerar empregos, o governo premia os empresários e penaliza os trabalhadores.

AI-5 completa 51 anos, entre repúdio à ditadura e defensores do autoristarismo
Rede Brasil Atual; 13/12
https://bit.ly/2qNO381

Ato na Câmara Municipal de São Paulo marcará repúdio às manifestações favoráveis à medida que marcou período mais repressivo do regime de 1964

AI-5: A LEI QUE ACABOU COM AS LEIS
Fepesp; 13/18
https://bit.ly/2takq1r

Mesmo depois de cinquenta anos a brutalidade do ato que fechou o Congresso, impôs a censura, permitiu cassações e prisões arbitrárias, incentivou a tortura e deu cabo da constituição ainda é lembrada como uma forma de conduzir o país rejeitada pela história.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio