Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 14 de abril de 2024

11 de dezembro de 2019

11/12 – Diploma digital, MEC capacita escola militarizada, reforma sindical na CCJ, fake News é entretenimento e mais.

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

 

Hoje, 11 de dezembro: Diploma digital, MEC capacita escola militarizada, reforma sindical na CCJ, fake News é entretenimento e mais.

 

Universidades devem garantir diploma digital até o final de 2021
Folha de S.Paulo; 09/12
https://bit.ly/2Pc8wgn

As instituições de ensino superior do país terão até o fim de 2021 para se adequar ao processo de emissão de diplomas digitais. Os documentos físicos poderão continuar a ser fornecidos. O MEC (Ministério da Educação) trabalha nas adequações das regras desde 2018, ainda no governo Michel Temer (MDB).



MEC inicia capacitação de profissionais para escolas cívico-militares
Agência Brasil; 10/12
https://bit.ly/2rpgUA1

O Ministério da Educação (MEC) dá mais um passo para implementação das escolas cívico-militares, no país. Nesta terça-feira (10) começou a primeira capacitação do programa que contará com 216 escolas até 2023; 54 escolas somente no próximo ano. O modelo foi desenvolvido para promover um salto na qualidade educacional do Brasil.

Ensinando o professor a dar aulas sobre o cotidiano
Estadão; 11/12
https://bit.ly/2qDtH18

Diversas pesquisas revelaram que alunos que têm essas então denominadas competências socioemocionais de forma mais desenvolvida apresentam maior facilidade de aprender os conteúdos acadêmicos. Estudantes mais responsáveis, focados e organizados aprendem em um ano letivo cerca de um terço a mais de Matemática do que os colegas que apresentam esses parâmetros menos desenvolvidos. Em Língua Portuguesa, os efeitos são semelhantes, e alunos mais abertos e protagonistas têm seu aprendizado impulsionado em 30%.

PEC da Reforma Sindical está na pauta da CCJ desta quarta (11)
Diap; 10/12
https://bit.ly/2P8SNyv

Depois das vistas coletiva, na semana passada, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 196/19, do deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que trata da Reforma Sindical retorna à pauta da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), nesta quarta-feira (11), com completação de voto do relator, deputado Fábio Trad (PSD-MS).


Jornada das Centrais contra MP 905 começou hoje e segue até sexta

Agência Sindical; 10/12
https://bit.ly/2PBVGH0

Mobilização em portas de fábricas de São Bernardo do Campo, SP, nesta terça (10), iniciou a Jornada de Lutas das Centrais Sindicais contra a MP 905. A medida, imposta por Bolsonaro e Paulo Guedes, seu ministro da Economia, amplia os ataques a direitos dos trabalhadores.

O movimento visa dialogar com a população sobre os perigos contidos na MP do Contrato Verde e Amarelo, que precariza as condições do trabalho e ameaça diversas profissões.

É justo tirar R$ 500 milhões do SUS para engordar campanha política?
Folha de S.Paulo; 10/12
https://bit.ly/349tron

Além da saúde, sobrou também para as áreas de infraestrutura e desenvolvimento regional (corte de R$ 380 milhões), que inclui obras de habitação, saneamento, e educação (R$ 280 milhões).

O projeto de lei orçamentária enviado pelo governo federal aos parlamentares previa R$ 2 bilhões para custear as disputas municipais. Mas a comissão resolveu inflar um pouco mais os recursos das campanhas eleitorais, acrescentando mais R$ 1,8 bilhão, totalizando R$ 3,8 bilhões.

MP 905: fim de registro obrigatório coloca profissões entre precarização e extinção
Rede Brasil Atual; 10/12
https://bit.ly/2YHwEKW

Pelo menos 10 profissões na mira da Medida Provisória (MP) 905 estão com o futuro incerto, entre a precarização e a extinção. A MP acaba com o registro profissional para jornalistas, radialistas, publicitários, atuários, artistas, arquivistas, sociólogo, secretários, corretores de seguros e guardadores de carros.

Sinpro começa a entregar Agenda do Professor 2020

Sinpro Campinas; 10/12
https://bit.ly/2RG4u1l

O Sindicato dos Professores já começou a visita nas instituições de ensino para a entrega de agendas a professores sindicalizados. Na foto, o diretor André Campos entrega na Escola do Sítio.


‘Por que o meu filho gosta de ver mil vezes o mesmo desenho?’
F5; 10/12
https://bit.ly/2rARAXM

“Para nós, adultos, é uma repetição. Para elas, crianças, é uma reelaboração”, diz Patricia Corsino, professora-associada da Faculdade de Educação da UFRJ e coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Infância, Linguagem e Educação da universidade.”

Artigo: Fake news tiram sua força do entretenimento
Folha de S.Paulo; 10/12
https://bit.ly/344D73y

Por Renato Janine Ribeiro
“Fake news é uma expressão charmosa para o que sempre foi chamado de mentira. Só que há algo mais aqui. Podemos mentir mil vezes em coisas pontuais, mas as fake news fazem parte de um sistema, de uma estratégia. Uma mentira sozinha não é fake news. Só é fake news quando integra um sistema de mentiras, organizado para obter vantagens políticas e/ou econômicas.”

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio