Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 18 de fevereiro de 2024

Por Beth Gaspar em 20 de fevereiro de 2019

Presidente da CNI é preso em operação sobre desvios no Turismo e no Sistema S | Operação pode facilitar corte no Sistema S | Bolsonaro apresenta hoje reforma da Previdência | Centrais sindicais vão expor nomes de apoiadores da Reforma da Previdência em outdoors | Escola sem Partido deve ser debatida com ministro da Educação | Comissão Arns| E mais

 

 

 

Presidente da CNI é preso em operação
sobre desvios no Turismo e no Sistema S

Folha de S. Paulo; 19/02
http://bit.ly/2XgpJr1

O presidente da CNI (Confederação Nacional das Indústrias), Robson Braga de Andrade, foi preso nesta terça-feira (19), em Brasília, em uma operação da Polícia Federal em parceria com o TCU (Tribunal de Contas da União). A investigação, que cumpriu até agora 9 dos 10 mandados de prisão temporária e 47 de busca e apreensão em seis estados, mais o Distrito Federal, mira uma suposta organização criminosa que usa ONGs e algumas empresas de fachada para celebração, desde 2002, de contratos que chegam a R$ 400 milhões com Sistema S e o Ministério do Turismo.

 

Operação pode facilitar corte no Sistema S
Valor Econômico; 20/02
http://encurtador.com.br/zAGK2

No auge da transição, em dezembro, Guedes foi ao Rio de Janeiro e falou em "meter a faca no Sistema S". Mais: afirmou que o corte nos programas poderia ser de 30% com um interlocutor que "preparado e quer construir" ou de 50% com alguém que não tivesse essa mesma boa vontade.

 

 

Bolsonaro apresenta hoje reforma da Previdência
Valor Econômico; 20/02
http://encurtador.com.br/qFIRY

A proposta de reforma da Previdência do presidente Jair Bolsonaro deve ser apresentada hoje pela manhã. O próprio presidente irá ao Congresso, depois de um café da manhã com a bancada do PSL no Palácio da Alvorada. Bolsonaro estará acompanhado do ministro da Economia, Paulo Guedes. No período final da manhã, o ministro se reunirá com líderes e governadores.

 


Centrais sindicais vão expor nomes de apoiadores da Reforma 
da Previdência em outdoors
Revista Fórum; 18/02
http://bit.ly/2TZtm2j

No mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) apresentará ao Congresso Nacional a redação final da proposta de Reforma da Previdência, quarta-feira (20), lideranças das principais centrais sindicais do país reunirão em Brasília e São Paulo para acertar as estratégias de pressão junto às bancadas. Entre elas está a de expor em outdoors, na Esplanada dos Ministérios e em bases eleitorais, a posição dos deputados favoráveis ao projeto.

 

“Sociedade deve se envolver 
no debate sobre Reforma da Previdência”, diz especialista
Contee; 19/02
http://bit.ly/2XcFhfg

“A reforma da Previdência deve ampliar os direitos dos trabalhadores, não diminui-los”. Essa é a avaliação do diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Clemente Ganz Lucio. “É bem provável que, para fazer a economia que o governo quer fazer, haja um pacto bastante severo sobre os direitos dos trabalhadores, coisa que o movimento sindical tem sido bastante contrário”, disse.

 

Artigo |  Não mexam na aposentadoria!
Vermelho.org; 19/02
http://bit.ly/2El9aTa

Por Paulo Kliass: Mexer na aposentadoria é uma operação muito sensível. Tanto que o governo está preparando uma campanha de marketing e publicidade bilionária. Os grandes meios de comunicação sinceramente agradecem, bastante comovidos com o gesto. A intenção declarada é criar uma espécie de “contra clima” favorável às suas intenções privatizantes e demolidoras, por meio da tal “opinião pública”. Na sequência da tentativa de tal lavagem cerebral coletiva, virão as conhecidas pesquisas refletindo um suposto apoio da população às maldades em ebulição na cozinha do financismo. Como a preparação das mentiras a serem divulgadas estão a cargo de profissionais competentes e muito bem remunerados para essa inglória tarefa, caberá às forças progressistas e ao amplo movimento social que se articula a cada dia que passa o trabalho de desmontar mais uma vez essa farsa e denunciar as verdadeiras intenções liberaloides por trás do discurso catastrofista.

 

Sinpro Campinas | Após assembleia,
Sindicato dos Professores tem semana de alta em sindicalizações

Sinpro Campinas; 19/02
http://bit.ly/2Xexhdy

O movimento sindical está mostrando sua importância no enfrentamento aos contínuos ataques contra a classe trabalhadora. No caso dos professores de Campinas e região, o Sinpro tem, incansavelmente, lutado em defesa da manutenção dos direitos dos docentes e obtido significativas vitórias.

 

Sinpro Taubaté | Bate-papo com Giannazi: 23/02
Sinpro Taubaté; 18/02
http://bit.ly/2SXJzbd

 

 

Escola sem Partido deve ser debatida com ministro da Educação
Senado Notícias; 19/02
http://bit.ly/2GCn7yg

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) vai receber na próxima terça-feira (26) o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, para explicar os principais projetos e metas da pasta para este ano. Entre outros temas, Rodriguez deve falar sobre o programa Escola Sem Partido, defendido pelo presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral.

 

Ações para barrar o avanço obscurantista no ensino
Carta Educação; 19/02
http://bit.ly/2GzO4CQ

O Governo Bolsonaro que, desde o início do ano administra o país, abriu as comportas para o ultraliberalismo na economia, o atrelamento e submissão à política externa norte-americana e o avanço do conservadorismo nos costumes. As conquistas sociais e democráticas, a educação e a cultura são vítimas preferenciais dos conservadores. Na área da educação, o incentivo à privatização, à educação a distância, à militarização das escolas, ao ensino em domicílio e o tratamento dos educadores como inimigos da família, da heterossexualidade e como doutrinadores implacáveis de estudantes – submissos e incapazes do debate e da reflexão durante o aprendizado – são marcantes dentre os integrantes e apoiadores do governo da ultradireita.

 

 

MEC interrompe discussões em Conselho Nacional
sobre formação de professores

Extra Classe; 19/02
http://bit.ly/2DZhPcp

O Ministério da Educação do governo Jair Bolsonaro (PSL) vai interromper as discussões no CNE (Conselho Nacional de Educação) do projeto para reformular a formação de professores. A pasta pediu de volta o texto da discussão. A chamada de Base Nacional Comum para Formação de Professores da Educação Básica havia sido levada para o CNE em dezembro passado, no fim do governo Michel Temer.

 

 


Comissão Arns, em defesa dos cidadãos
Folha de S. Paulo; 20/02
http://bit.ly/2tulCK1

No limiar da Nova República, a Constituição de 1988 colocou no horizonte o projeto de uma democracia pluralista capaz de dar forma e sustentação a uma sociedade mais justa. Definiu também caminhos para alcançar essa meta. Inspirada nas lutas democráticas e populares, a Carta Constitucional estabeleceu as regras para o exercício pleno da cidadania, assentada numa ideia generosa de direitos humanos, nas suas três dimensões: direitos civis, políticos e sociais.

 

Artigo | A bagunça dos meninos virou guerra aos professores
Folha de S. Paulo; 20/02
http://bit.ly/2EiHjDh

Por Leandro Beguoci: Alguns dias atrás, Donald Trump Jr. atacou os professores americanos. O filho do presidente dos EUA, cuja grande credencial é essa mesmo, a origem familiar, disse a uma audiência de conservadores: “Continuem a luta e a levem para as escolas. Vocês não têm de ser doutrinados por esses professores perdedores que estão tentado vender a ideia de socialismo para vocês desde o berço. Vocês pensam por vocês mesmos. Eles, não”. Quando o ultraje se espalhou pelas redes sociais, muita gente na direita moderada levou a bandeira de que a declaração poderia ser falsa, retirada de contexto. Até que o vídeo veio à tona. Era verdade. A frase “professores perdedores” pegou mal para o Trumpinho.

Conteúdo Relacionado

crossmenu