Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 20 de fevereiro de 2024

Por Beth Gaspar em 15 de fevereiro de 2019

Ensino domiciliar será regulamentado hoje | Homeschooling: 14 perguntas e respostas | Reforma da Previdência pode ser encaminhada quarta-feira (20) | ato contra a reforma da Previdência, dia 20 | Sem 13º, sem férias e sem FGTS? | Idade mínima: 65 anos para homens e 62 para mulheres| STF notifica ministro da Educação a se explicar sobre "brasileiro canibal" | “Lava Jato da Educação”| E mais

SESI/SENAI: Assembleias em todo o Estado
defendem e aprovam seu Acordo Coletivo

As manifestações das assembleias com falta abonada de professoras, professores e técnicos de ensino no Sesi/Senai, na terça-feira, 14/02, foram definitivas em todo o Estado: não abrimos mão de nenhum direito em nosso acordo coletivo de trabalho e apoiamos o sindicato a fazer valer o compromisso. Leia a cobertura completa:
http://bit.ly/2GL9kFa

 

 

Reforma da Previdência pode ser encaminhada quarta-feira (20)
Diap; 14/02
http://bit.ly/2N8qA8v

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho informou, nesta quinta-feira (14), que a proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro deverá ser encaminhada ao exame do Congresso Nacional na próxima quarta-feira (20).

 

Sindicalismo ajusta preparativos do ato contra a
reforma da Previdência, dia 20

Repórter Sindical; 15/02
http://bit.ly/2X5deyj

Dirigentes de Centrais Sindicais se reuniram ontem (14) no Dieese, em São Paulo, para afinar os detalhes da Assembleia Nacional, dia 20 de fevereiro (quarta próxima), na capital paulista, em defesa da Previdência Social. O ato, na Praça da Sé, terá a presença das mais diversas categorias profissionais, do campo e cidade. Dirigentes que conversaram com a Agência Sindical disseram que o evento vai marcar a retomada da luta contra a supressão de direitos. Há receio de que o projeto que Bolsonaro enviará ao Congresso seja muito duro, como sinaliza o texto divulgado na mídia.


Proposta cria o trabalhador 'sem': sem 13º, sem férias e sem FGTS
O Dia; 08/02
http://bit.ly/2S4Skvr

Os jovens devem ser os mais penalizados com a Reforma da Previdência e com a carteira verde amarela anunciada por membros do governo. No primeiro item porque eleva o período de contribuição a 40 anos para que o trabalhador tenha direito a receber uma aposentadoria integral. No segundo porque em um universo de 12,8 milhões de desempregados no país, segundo pesquisa do IBGE, querer jogar para o trabalhador a escolha do modelo trabalhista como a carteira verde e amarela, onde há desistência de pagamento de férias e de 13º salário, é colocar a galinha dentro da toca do lobo. Ou seja, o lado mais forte vai prevalecer.

 

Governo quer idade mínima de 65 anos para homens 
e 62 para mulheres
Rede Brasil Atual; 14/02
http://bit.ly/2DDWghw

Ao sair de reunião com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, no Palácio da Alvorada, na tarde de hoje (14), o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse que a reforma da Previdência do governo vai prever idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e de 62 anos para mulheres. Segundo ele, o texto será enviado ao Congresso no próximo dia 20. O governo não divulgou detalhes sobre o projeto, o que será feito apenas depois de enviá-lo ao parlamento.

 

Idade mínima lembra texto de Temer e transição parece 'bode na sala’
Valor Econômico; 15/02
http://encurtador.com.br/cwJQ2

Depois de muita discussão e vazamentos para a imprensa, o governo Jair Bolsonaro definiu que sua proposta de reforma da Previdência terá idades mínimas iguais às definidas na versão do texto do ex-presidente Michel Temer aprovado na Comissão Especial da Câmara. A diferença, contudo, é a transição mais curta. Enquanto a versão já aprovada previa 20 para adaptação da regra, a de Bolsonaro prevê 12 anos, segundo relatou há pouco o secretário especial de Previdência, Rogério Marinho, após definir os termos com Bolsonaro. A transição mais curta de regras para quem já está na ativa implica em uma economia maior para o governo. Mas com a referência da proposta de Temer explicitada aos parlamentares, a ideia do atual governo já nasce com a suspeita de que é um dos “bodes na sala” que podem ser removidos na negociação com o Congresso."

 

Reforma da Previdência:
modelo chileno deve servir de alerta aos brasileiros

Sinpro SP; 15/02
http://bit.ly/2SDmqeu

Na capitalização individual, cada trabalhador contribui mensalmente para sua aposentadoria numa conta separada dos outros trabalhadores, como se fosse uma poupança. É diferente do sistema atual – de repartição – onde todos contribuem para um fundo que mantém as aposentadorias e demais benefícios previdenciários e assistenciais.

 

Bolsonaro comandou de chinelos
reunião em que definiu texto da Previdência

Poder 360; 14/02
http://bit.ly/2SF0gJb

O presidente Jair Bolsonaro comandou de chinelos a reunião com ministros, o líder do governo na Câmara e representantes da equipe econômica em que definiu o texto da reforma da Previdência a ser enviada na 4ª feira (20.fev.2019) ao Congresso. Jair Bolsonaro é conhecido por ter hábitos informais, incomuns a presidentes da República. Na transição de governo, o então presidente eleito apareceu comendo pão com leite condensado vestindo a roupa do Palmeiras.

 

 

Os cem primeiros dias: Ensino domiciliar será regulamentado hoje
Exame; 15/02
https://abr.ai/2N624EK

Uma das 35 metas cunhadas para os cem primeiros dias do governo de Jair Bolsonaro deve sair do papel nesta sexta-feira, 15. A Medida Provisória (MP) proposta pelo ministério da Família e dos Direitos Humanos que regulamenta o ensino domiciliar no Brasil terá a versão final do texto apresentada hoje, segundo informe do ministério. O assunto pode encerrar uma recente discussão do Supremo Tribunal Federal (STF), que no ano passado entendeu o ensino domiciliar ilegal por não haver nenhuma legislação sobre o tema. Embora necessite do aval do Congresso Nacional e da sanção do presidente para se oficializar como lei, assim que a MP for apresentada em sua versão final no dia de hoje, ela passa a valer imediatamente pelo prazo de 60 dias, sendo prorrogável por mais 60.

 

Homeschooling: 14 perguntas e respostas
Nova Escola; 11/02
http://bit.ly/2SOxk0x

Os contrários à liberação defendem que a convivência social com grupos variados e interação com opiniões diferentes proporcionada pelo ambiente escolar é de grande importância e não é necessariamente garantida pelos responsáveis que optam pelo homeschooling. Competências como falar em público, trabalhar colaborativamente e empatia para lidar com pontos de vista conflitantes também seriam prejudicadas na modalidade. Além disso, alguns especialistas ainda apontam a importância da escola em identificar comportamentos de risco dentro dos ambientes familiares, como abuso sexual, violência doméstica e exploração. Há ainda uma crítica de que apenas as famílias com um poder aquisitivo mais alto poderiam optar pela Educação domiciliar, já que ela pressupõe disponibilidade dos responsáveis para guiar os estudos em casa e, portanto, domínio dos conteúdos a serem ministrados ou ainda condições financeiras para bancar professores particulares.

 

 

Por que o Enem está no centro do debate político no Brasil?
Nova Escola; 11/02
http://bit.ly/2SQMCBT

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem se tornado alvo de polêmicas, o que colocou a prova como protagonista em campanhas políticas nas últimas eleições e nas propostas de mudanças na Educação do país. Nesse contexto, o novo diretor do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao MEC e responsável pelo exame, Marcus Vinícius Rodrigues, disse nos últimos dias que planeja um novo modelo para a prova, sem questões que chamou como "ideológicas".

 

 


Moro e Vélez Rodríguez falam em iniciar 
“Lava Jato da Educação”
Exame; 14/02
https://abr.ai/2N8qVYG

Os ministros da Educação, Ricardo Vélez, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, assinaram nesta quinta-feira (14) um protocolo de intenções que tem por objetivo apurar indícios de corrupção, desvios e outros tipos de atos lesivos à administração pública no âmbito do MEC e de suas autarquias, nas gestões anteriores. Em comunicado, o ministro Ricardo Vélez disse que a investigação “pode dar início à Lava Jato da Educação”.

 

STF notifica ministro da Educação a se explicar
sobre "brasileiro canibal"

UOL; 14/02
http://bit.ly/2GqIjHv

A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), mandou notificar o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, a prestar esclarecimentos, caso queira, sobre uma entrevista dada por ele à revista Veja. O prazo estabelecido por ela é de dez dias. “[O brasileiro] rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem de ser revertido na escola...”, disse o ministro para a revista Veja.

 

Celso Amorim:
participação do Brasil no Comando Sul com EUA é uma arapuca

Rede Brasil Atual; 15/02
http://bit.ly/2DEQtsa

A decisão brasileira de indicar um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) das Forças Armadas norte-americanas, no fim do ano, "é uma coisa espantosa", na opinião do ex-chanceler e ex-ministro da Defesa Celso Amorim. A informação foi revelada no dia 7 pelo almirante Craig Faller, responsável pela divisão incumbida da segurança dos Estados Unidos na América Central, Caribe e a América do Sul, mas foi divulgada no Brasil apenas esta semana. Para Amorim, o Brasil entra numa arapuca.

Conteúdo Relacionado

crossmenu