Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo

segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Por Beth Gaspar em 31 de outubro de 2022

31/10 - Lula presidente, 13 Estados para um lado e 13 para outro, Biden e europeus correm para reconhecer vitória, e mais: brigas no Zap e a educação política de pais e mães

.

“Chegamos ao final de uma das mais importantes eleições da nossa história. Uma eleição que colocou frente a frente dois projetos opostos de país. E que hoje tem um único e grande vencedor: o povo brasileiro.”

 

ELEIÇÕES 2022

Deu 13: Lula vence em 13 Estados e Bolsonaro, em 13 e no DF - Conforme os resultados oficial, o Estado com disputa mais equilibrada em todo país foi Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do país. Entre os mineiros, Lula obteve 50,2%, e Bolsonaro ficou com 49,8%. Com a vitória de Lula no Estado, manteve-se assim a tradição ou coincidência de Minas funcionar como uma espécie de síntese da eleição eleição nacional. Na história de eleições, o único presidente eleito pelo voto direto que não venceu em Minas foi Getúlio Vargas, em 1950. Valor Econômico, 30/10  http://glo.bo/3WeHk0O

 

Biden e europeus correm para reconhecer vitória de Lula -
"Envio meus parabéns a Luiz Inácio Lula da Silva por sua eleição como o próximo presidente do Brasil após eleições livres, justas e críveis. Estou ansioso para trabalharmos juntos para continuar a cooperação entre nossos países nos próximos meses e anos", diz a nota enviada pelo presidente americano. Biden também telefonou para Lula, segundo aliados do petista.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese, também citaram o combate às mudanças climáticas ao parabenizarem Lula em postagens no Twitter. O premiê e o presidente de Portugal, António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa, respectivamente, também precisaram de apenas alguns minutos para parabenizar a vitória de Lula. Os premiês do Reino Unido e da Alemanha, Rishi Sunak e Olaf Scholz, também foram às suas contas no Twitter parabenizar Lula pela vitória. Vladimir Putin, segundo nota publicada pelo Kremlin, disse que a vitória demonstrava a "grande autoridade política" de Lula. Folha de S. Paulo, 30/10  https://bit.ly/3U1Wuoi

 

Leia na íntegra o discurso de Lula -  Em seu primeiro pronunciamento como presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva prometeu trabalhar pela harmonia da sociedade e entre os poderes, respeitar a Constituição, e governar para todos. Veja a íntegra do discurso: Estadão, 30/10  https://bit.ly/3WgcR2i

Trechos:

“Nós não enfrentamos um candidato, enfrentamos a máquina do Estado brasileiro colocada a serviço de um candidato para tentar evitar que nós ganhássemos as eleições”

“Nosso compromisso mais urgente é acabar com a fome outra vez. Não podemos aceitar como normal que milhões de homens, mulheres e crianças neste país não tenham o que comer ou que consumam menos calorias e proteínas do que o necessário”.

“É hora de reunir de novo as famílias, refazer os laços de amizade rompidos pela propagação criminosa do ódio. A ninguém interessa viver num país dividido, e permanente estado de guerra. É hora de baixar as armas que jamais deveriam ter sido empunhadas, armas matam e nós escolhemos a vida" .

“No que depender de nós não faltará amor neste país, vamos cuidar com muito carinho do Brasil e do povo brasileiro, viveremos um novo tempo, de paz, amor, e esperança”.

“Não existem dois Brasis. Somos um único país, um único povo, uma grande nação”.

 

Derrota de Haddad para Tarcísio em SP destrava indicação para ministério de Lula -  Haddad afirmou estar feliz e realizado. "Eu poderia estar mais feliz se tivesse ganhado a eleição, mas o fato de ter contato com apoio de vocês, partidos aliados, essa frente maravilhosa e todos os progressistas unidos, permitindo realizar a melhor das nossas eleições em 40 anos, com 45% dos votos do estado de São Paulo", disse.

Ele ainda se referiu à eleição municipal de 2024, em que o PT já decidiu apoiar Guilherme Boulos (PSOL). Haddad comemorou a vitória na capital, que administrou entre 2012 e 2016. Folha de S. Paulo, 30/10  https://bit.ly/3U79Ikd

 

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Pobre preto tem menos chance de fazer faculdade do que pobre branco, diz estudo– "Essa pesquisa, que se soma a outros estudos dessa área, comprova ser essencial combinar cotas sociais (que consideram a renda familiar e a conclusão do ensino médio em escola pública) com as cotas raciais. No Brasil, a cor/raça das pessoas é um fator adicional e estruturante das oportunidades educacionais", diz Anna Carolina Venturini, doutora em ciência política pela Uerj e pesquisadora do Afro-Cebrap (núcleo do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento). Folha De S. Paulo, 30/10  https://bit.ly/3Ud5Z4c

 

Paraná testa parceria com iniciativa privada para gerenciar escolas públicas - A APP-Sindicato, órgão sindical que representa os professores da rede estadual de Educação, divulgou em seu site uma crítica ao projeto. Segundo o texto, “trata-se da terceirização completa para a iniciativa privada. Um projeto-piloto para o que está por vir: o fim da escola pública”. O texto ainda diz que a ideia da Seed será “um negócio extremamente lucrativo, que sugará recursos da escola pública para o bolso de empresários(as). Não haverá processo licitatório e os requisitos do edital sugerem um jogo de cartas marcadas para beneficiar um grupo seleto que cumpre os critérios”. Gazeta do Povo, 27/10   https://bit.ly/3Ud7gZ2

 

 

 

Brigas no WhatsApp mostram que falta educação política para pais e mães
por Mariana Kotscho - UOL, 30/10
https://bit.ly/3zwGH9f

Às vésperas do dia de votação de uma das eleições mais polarizadas que já vivemos, seria impossível o tema não estar nas praças, nas escolas, nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp, ambientes que se tornaram, inclusive, uma espécie de praça virtual. O problema é que entre o debate respeitoso e a baixaria é uma questão de segundos.

Sempre têm aqueles do "deixa disso", "não vamos falar de política neste grupo", e o pessoal que começa a postar promoções de brigadeiros e esfihas para desviar o foco do tema. Acho as tentativas válidas. Mas também acho que algumas coisas graves que são ditas, camufladas de liberdade de expressão, não podem ficar sem respostas. E, claro, aqueles que não têm argumentos partem para a agressão.

Outro comportamento curioso de um dos grupos que participo é que até pouco tempo atrás só tinham basicamente mães lá. Mães que cuidam, que participam da vida de seus filhos e filhas. Mas na última semana apareceu uma enxurrada de pais (homens) prontos a atacar as mães que ali tinham um pensamento diferente do deles.

Quando uma mulher rebate um machista de plantão, ele não se aguenta: "Assistindo Globo lixo? Tenha postura ou inteligência mínima para avaliar as coisas". O machista também costuma procurar palavras bonitas para chamar uma mulher de burra, quando lhe faltam argumentos melhores.

Da minha parte, lamentei a baixaria e deixei ele continuar falando sozinho porque eu tinha mais o que fazer. Mas ele continuou lá esbravejando dizendo que eu que era baixa e que não era para falar de política no grupo. Ou seja, era só para ele falar de política no grupo.

Mas não foi só comigo não. Uma mãe que postou um vídeo lindo da querida Eliane Brum comentando a destruição da Amazônia e dos povos indígenas foi massacrada pela turma que se diz "a favor do Brasil" (que Brasil?) e continua votando em quem provoca desmatamento e eliminação de aldeias. Pelos menos eles realmente deixam bem claros seus valores.

Só lamento muitos pelos nossos filhos e filhas que tudo isso esteja acontecendo e torço todos os dias para que sejam adultos melhores do que nós e para que o Brasil possa finalmente respirar aliviado, bem longe do clima de ódio instalado pelo atual governo.

No dia seguinte ao bate boca, o homem de berço se retirou do grupo pedindo desculpas às pessoas "que se sentiram ofendidas", porque dizer que pedia desculpas "às pessoas que ofendi" já seria demais. Daí voltamos à programação normal com anúncios de brigadeiros e esfihas. No fundo, ele me fez um grande favor: me deu o tema que precisava para a coluna da semana.

Conteúdo Relacionado

crossmenu