Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 27 de fevereiro de 2024

29 de setembro de 2021

29/09/21 – Congresso da Fepesp abre na sexta, a denúncia do pacto entre governo e plano de saúde para frear o lockdown, ‘óbito também é alta’ relata advogada, Unicamp revoga honoris causa de Passarinho – e mais.

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]
Depois de amanhã, sexta-feira, dia 1º: abertura do 10º Congresso da Fepesp – saiba mais aqui:  https://bit.ly/3j9RWwl

 

Professores do Estado de São Paulo realizam 10º Congresso
Agência Sindical; 29/09
https://bit.ly/3FcHLAr

Com o lema “União é Força”, a Federação dos Professores do Estado de São Paulo (Fepesp) realiza seu X Congresso, dias 1º e 2 de outubro. Patrono da educação no Brasil, professor Paulo Freire, por ocasião dos seus 100 anos, será o homenageado do evento.

Para a entidade, “Congresso é a instância em que se discutem e se reafirmam os princípios de organização e luta da Federação e se elege a nova diretoria, para mandato de quatro anos”.

Será virtual. O lema “União é Força” reflete a intenção dos 25 Sindicatos filiados à Fepesp em manter sua unidade na resistência às investidas sobre os direitos e também na defesa dos profissionais do setor. A entidade é presidida por Celso Napolitano.

Programa – Sexta (1º), dois painéis. Antonio Augusto de Queiroz (Toninho do Diap) analisa a conjuntura política nacional. O dr. José Eymard Loguércio, do escritório LBS, Instituto Lavoro e da CUT, fala de Organização sindical, do custeio à ação política. À tarde, balanço da gestão, avaliação da conjuntura educacional e outros temas, em quatro mesas. Sábado (2), alteração estatutária, resoluções, Plano de Ação e eleição da diretoria.

 

Educação Básica: publicado acordão, cláusulas sociais garantidas por quatro anos
Radio Peão Brasil; 28/09
https://bit.ly/3ogykcS

Em seu julgamento, o Tribunal Regional do Trabalho determinou validade de quatro anos nas cláusulas sociais dos direitos coletivos e um ano nas cláusulas econômicas.

O acordão determina reajuste de 6,29% nos salários, como forma de recuperar a perda inflacionária registrada pela média dos índices do INPC e Fipe. O reajuste é retroativo a 1º de março, data base das categorias. Os salários de outubro já deverão refletir o reajuste. O pagamento dos retroativos, nas escolas em que não houve nenhuma antecipação salarial, deverá representar um percentual acumulado de 44% do salário.

Para calcular o reajuste salarial devido, clique na imagem abaixo nesta planilha preparada pelo Sinpro SP, coloque os valores brutos recebidos e veja o resultado!

 

Unicamp revoga título de doutor honoris causa de Jarbas Passarinho por apoio ao AI-5
Radio Peão Brasil; 28/09
https://bit.ly/3mcw6Zq

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) revogou nesta terça-feira (28) o título de doutor honoris causa concedido ao ex-ministro da ditadura Jarbas Passarinho. A decisão ocorre porque o político foi um dos proponentes do Ato Institucional nº 5, em 1968, durante o período do regime militar no Brasil.

Conhecido como AI-5, o mecanismo deu início a um período de censura e acirramento da repressão no país. A decisão pela cassação foi unânime no Conselho Universitário da instituição.

Jarbas Passarinho (1920-2016) recebeu o título em 30 de novembro de 1973 quando era ministro da Educação.

 

CENTENÁRIO PAULO FREIRE

Paulo Freire ainda é luz na escuridão para Angicos (RN), diz secretária de educação
Jornal de Brasília; 27/09
https://bit.ly/3kR8KcD

Uma experiência inicial na cidade de Angicos (RN) alfabetizou, pelo método de Paulo Freire, em 1963, pelo menos 300 adultos em cerca de 40 horas. A iniciativa fazia parte de uma estratégia para diminuir o número de analfabetos em todo o país.

O evidente sucesso chegou até o Distrito Federal e depois foi abolido pelo golpe militar em 1964.  No entanto, o legado de Paulo Freire se manteve vivo em todo o país, inclusive na cidade com as sementes iniciais. Segundo a secretária de Educação do município, Maria Tereza Baracho, os ensinamentos do educador pernambucano ainda inspiram professores e alunos no local.



 Podcast Paulo Freire, educador do mundo
Esquerda.net; 28/09
https://bit.ly/3ARChZ2

“Paulo Freire sofre um segundo exílio post-mortem neste governo Bolsonaro. De Patrono da Educação Brasileira ele passou a ser perseguido de novo”. As palavras são de Urariano Mota num artigo lido por Mariana Carneiro.

 

Paulo Freire é o homenageado no
10° Congresso Fepesp, dias 1 e 2 de Outubro.
Saiba mais aqui:
https://bit.ly/3j9RWwl   

 


POLÍTICA EDUCACIONAL

Gestão Doria convoca 4.000 diretores de escola para evento presencial, e sindicato vê risco de Covid
Folha de S. Paulo; 28/09
https://bit.ly/3AREcwI

O governo João Doria (PSDB) convocou cerca de 4.000 diretores de escolas para uma reunião de trabalho em Serra Negra, município no interior do estado (a aproximadamente 150 km da capital paulista).

Os educadores, de todas as regiões do estado de São Paulo, terão que viajar à cidade para participar de um evento. Com três dias de duração, ele foi programado para discutir a implementação das ações do novo ensino médio no próximo ano.

 

Mães iniciam trabalho de busca de alunos para evitar evasão escolar em SP
Agora; 27/09
https://bit.ly/2ZLGtMx

As mães contratadas pela Prefeitura de São Paulo para fazer a busca ativa de alunos da rede municipal começaram os trabalhos nesta terça-feira (28). De porta em porta, elas buscam os pais e responsáveis de alunos que não frequentam as aulas ou que deixam de realizar as atividades remotas.

Por enquanto, a presença dos estudantes nos colégios não é obrigatória. No entanto, muitos alunos também não estão fazendo as atividades do ensino online. A busca, então, inclui os estudantes faltosos e os que não cumprem o ensino remoto.


Congresso derruba veto de Bolsonaro a repasse do governo para internet em escolas
Folha de S. Paulo; 27/09
https://bit.ly/3zQXIs6

O Congresso derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à proposta que previa repasses do governo federal para ampliar o acesso das escolas públicas à internet em alta velocidade.

A derrubada do veto, tanto na Câmara como no Senado, aconteceu em uma votação em bloco, juntamente com outras propostas analisadas, após acordo firmado entre os líderes partidários. Na Câmara, o bloco de vetos foi derrubado por 435 votos contra 6.

 

CORONAVÍRUS

Brasil registra mais 818 mortes por Covid e ultrapassa 595 mil; média móvel está acima de 500 há 15 dias
G1; 28/09
https://bit.ly/3CUo5iw

O Brasil registrou nesta terça-feira (28) 818 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 595.520 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 569. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -5% e aponta estabilidade. Estamos há 15 dias com essa média acima da marca de 500.

 

Cidade de SP aplica nesta quarta dose de reforço contra Covid em idosos acima de 70 anos
G1; 29/09
https://glo.bo/3zPe18v

A cidade de São Paulo aplica nesta quarta-feira (29) a dose adicional da vacina contra a Covid-19 em idosos acima de 70 anos que tomaram a segunda dose há mais de seis meses. Este grupo, estimado em 174.198 pessoas, será vacinado prioritariamente com o imunizante da Pfizer.

 

Idoso precisa confirmar data da terceira dose da vacina antes de sair de casa
Agora; 28/09
https://bit.ly/3uoy78s

Os idosos que tomaram o imunizante da AstraZeneca, como primeira e segunda dose, ainda não podem ir aos postos de vacinação. Os cidadãos com mais de 90 anos, que puderam tomar a dose inicial da fabricante no dia 5 de fevereiro e a segunda do dia 30 de abril, poderão receber a vacina de reforço no dia 30 de outubro.

Todos que têm 77 anos ou mais e que tomaram as doses da Coronovac já podem tomar a terceira aplicação com Pfizer. Pessoas entre 68 e 76 só poderão ir em outubro, em diferentes datas. Já os munícipes entre 60 e 67 estarão permitidos em novembro, em dias estipulados.

A vacina da Pfizer não foi incluída na lista, pois passou a ser aplicada como primeira dose em maio deste ano em pessoas de 60 a 62 anos de idade. Como o intervalo entre a primeira e a segunda era de 12 semanas —antes da antecipação para 8 semanas—, a regra vale a mesma da AstraZeneca.

 

 

 

CPI da Covid: advogada denuncia que Prevent Senior fez ‘pacto’ com governo Bolsonaro para validar cloroquina e frear lockdown
O Globo; 28/09
https://glo.bo/3ARNVmP

Em depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira, a advogada Bruna Morato afirmou que o governo federal tinha um “pacto” com a Prevent Senior para validar o tratamento com o chamado “kit covid”, de medicamentos sem comprovação científica contra a doença, como a cloroquina.

Morato representa os médicos que trabalharam e denunciaram a operadora de saúde e afirma que existia uma estratégia para que a Prevent ajudasse a equipe que assessorava o governo, conhecida como “gabinete paralelo”, a validar o chamado tratamento precoce.

“A expressão que eu ouvi ser muitas vezes utilizada é óbito também é alta”, diz advogada

Segundo a advogada, o gabinete paralelo trabalhava alinhado com o Ministério da Economia para viabilizar estratégias para boicotar o lockdown e medidas de isolamento que prejudicassem a atividade econômica no país.

 

Bruna falou do risco de demissão caso um médico não entregasse o “kit covid” aos pacientes:

“Chegou a um ponto tão lamentável, na minha opinião, que esse kit era composto por oito itens. E aí os médicos, pelo menos a explicação que me deram, os plantonistas pegavam o kit, eles entregavam ao paciente e diziam ao paciente: olha, eu preciso te dar, porque, se eu não te entregar esse kit, eu posso ser demitido; mas eu te oriento: se você for tomar alguma coisa daqui, tome só as proteínas ou só as vitaminas”.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio