Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo

quarta-feira, 27 de abril de 2022

Por Beth Gaspar em 27 de abril de 2022

27/04 - ProUni para estudantes de escolas privadas, Fantástico vence Prêmio Paulo Freire de Jornalismo, saiba como jovem tira título de eleitor online, e mais: Educação é um dos três setores mais visados por cibercriminosos  

.

Campanha Salarial 2022 – o Ensino Superior virou negócio lucrativo apesar da choradeira dos grandes conglomerados que agora controlam as instituições. Enxugaram gastos com aulas remotas e querem dar só 3% de reajuste? Vale a pena ver de novo, na TV Fepesp.

 

  

Senado aprova, com alterações, MP que muda acesso ao ProUni
Valor Econômico; 27/04
http://glo.bo/3MAjg2U

O Senado aprovou nesta terça-feira (26) a Medida Provisória (MP) 1075, que altera regras de acesso ao Programa Universidade para Todos (Prouni), permitindo a alunos que cursaram o ensino médio em colégios particulares, sem bolsa de estudos, acessarem os benefícios do programa.

O texto sofreu quatro alterações no Senado e, por isso, voltará à análise da Câmara dos Deputados. A MP foi editada em dezembro, mas os dispositivos relativos à ampliação do acesso ao ProUni só valerão a partir de julho. A MP precisa, contudo, de aval do Congresso até 16 de maio para não perder efeito.

A MP mantém a regra de que a bolsa integral será oferecida a estudantes de famílias com renda familiar mensal per capita de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.818), enquanto a bolsa parcial será ofertada para estudantes com renda familiar mensal de até 3 salários mínimos (de R$ 1.818 a R$ 3.636), mas retomou texto original da MP que permite que o Ministério da Educação dispense a apresentação de documentos que comprovem a renda familiar mensal do beneficiário.

 

ESCÂNDALO NO MEC

Pastores lobistas foram 127 vezes ao MEC e FNDE no governo Bolsonaro
Folha de S. Paulo; 26/04
https://bit.ly/3MQKYIX

Os pastores evangélicos Arilton Moura e Gilmar Santos, pivôs do escândalo do balcão de negócios do MEC (Ministério da Educação), visitaram 127 vezes o Ministério da Educação e o FNDE durante o governo Jair Bolsonaro (PL).

O caso levou o pastor Milton Ribeiro a pedir demissão do cargo de ministro. Os religiosos também estiveram outras vezes no Palácio do Planalto desde 2019 —somando 45 entradas.

O principal destino dos pastores foi a sede do MEC. Arilton esteve 90 vezes na pasta –o equivalente a uma vez por semana, considerando todo o período em que Ribeiro esteve no cargo.

 

Senado: Comissão de Educação quer ouvir Weintraub sobre esquema no MEC
Metrópoles; 26/04
https://bit.ly/38rLnCm

A Comissão de Educação do Senado Federal, que se reúne nesta quarta-feira (27/4), quer ouvir o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub e pedir informações à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal (MPF) sobre as supostos benefício a pastores na liberação de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ligado ao Ministério da Educação.

O requerimento foi apresentado pelo líder da oposição, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e tem como base a declaração de Weintraub de que teria recebido ordem, enquanto ministro da Educação, do presidente Jair Bolsonaro (PL), para “entregar” o FNDE ao “Centrão”, grupo formado por partidos que dão sustentação ao governo Bolsonaro e sobre o qual o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), tem ascendência.

 

Milton Ribeiro violou regra de porte de arma em aeroporto; entenda
Estadão; 26/04
https://bit.ly/3ERgIdT

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro infringiu regras da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ao se dirigir ao balcão de uma companhia aérea com uma arma de fogo carregada.

A resolução 461/2018 da ANAC dispõe sobre os procedimentos de embarque e desembarque de passageiros armados. Pelas normas estabelecidas pela agência, o passageiro deve comparecer à representação da Polícia Federal no aeroporto antes da realização de seu check-in, levando consigo um formulário preenchido de autorização de embarque com arma.

O Estadão procurou a ANAC e a PF para que se pronunciassem sobre o ocorrido e eventuais penalidades a que Ribeiro possa estar sujeito, mas não obteve resposta até o momento. A reportagem ainda não conseguiu contato com o ex-ministro. Por meio de nota, a Gol informou que a funcionária foi atingida sem gravidade e passa bem.

 

EDUCAÇÃO E JORNALISMO

Fantástico vence Prêmio Paulo Freire de Jornalismo
F5, Cristina Padiglione; 26/04
https://bit.ly/3MxVlkv

A reportagem exibida pelo Fantástico no Dia Mundial da Educação de 2021 rendeu ao programa o Prêmio Paulo Freire de Jornalismo na categoria telejornalismo. A produção contou a história de professores que enfrentam barreiras físicas e econômicas para chegarem a seus alunos, isolados pelas cheias dos rios ou pela falta de acesso à internet, por exemplo.

"Pensamos uma forma de registrar as dificuldades que alguns profissionais da educação enfrentaram e superaram para levar o ensino até seus alunos. E foram formas criativas, ousadas, que exigiram deles muitas vezes um grande esforço. Tudo isso com a preocupação de não romantizar também o que era precário, mas, de valorizar essas iniciativas individuais", conta o editor Bruno Latta.

A reportagem conta a história de professores que usam barcos e canoas para entregarem material escolar aos alunos isolados pelas cheias dos rios. Outros usaram a própria moto para se deslocarem sertão adentro durante a pandemia. A reportagem está disponível na Globoplay (aqui).

 

Rolê das eleições: ‘título na mão, Bolsonaro no chão’
YouTube; 27/04
https://youtu.be/1Sgkld3zOlg

Nesta quarta-feira, 27/04, 20h00: Live com lideranças jovens sobre a importância de tirar o título de eleitor  e transformar o Brasil. Dia 4 de maio é o último dia para tirar o título de eleitor. Mais informações aqui: https://bit.ly/3vLPfGC .

 

Campanha da Educação de São Paulo incentiva jovens a tirarem o título de eleitor
Tire seu Título; 18/04
https://bit.ly/3vjeIrD

É possível fazer a emissão do título de eleitor de forma online, como forma de prevenir o contágio pelo coronavírus (Covid-19), por meio do sistema TítuloNet com dados pessoais, como: nome completo, e-mail, local de nascimento e filiação. Depois de preencher todos os campos é necessário enviar uma selfie segurando documento de identidade e fotos (frente e verso) do RG e comprovante de endereço. Processadas as informações é só fazer o download gratuito do aplicativo e-Título no para utilizar a versão digital do seu título de eleitor.

Tire seu título de eleitor aqui: https://cad-app-titulonet.tse.jus.br/titulonet/novoRequerimento

 

SAÚDE

Covid-19: O que sabemos sobre a nova mutação da ômicron
Valor Econômico; 26/04
http://glo.bo/3vkhRaJ

A subvariante da cepa ômicron do novo coronavírus BA.2.12.1 foi responsável por 29% das novas infecções por covid-19 nacionalmente nos Estados Unidos na semana passada, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (26) pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

A variante foi detectada em pelo menos 13 outros países, mas os EUA têm os níveis de casos mais altos até agora. Os cientistas dizem que a variante se espalha ainda mais rápido do que a “ômicron furtiva”.

Os cientistas estão tentando descobrir outros aspectos da BA.2.12.1, incluindo se as vacinas são tão eficazes contra ela quanto as variantes anteriores.

 

 

 

Veio com a EaD: Educação é um dos três setores mais visados por cibercriminosos
Monitor Mercantil; 26/04
https://bit.ly/3OEjJmu

Além da saúde e do varejo eletrônico, estudo da Apura Cyber Intelligence apontou que a educação também foi alvo de ataques terroristas virtuais no período da pandemia. Normalmente, os principais objetivos dos terroristas são raptar dados, através de ransomwares, que são vírus que “sequestram” dados de servidores e, depois, os criminosos pedem um “resgate”, geralmente caríssimo, por eles ou buscar entrar nos sistemas para realizar fraudes econômicas, através de boletos falsos ou pedidos de colaborações para projetos inexistentes.

Apenas nos últimos meses, vários grupos educacionais foram alvos de cibercriminosos no Brasil. Em dezembro passado, hackers atacaram o site da Escola Virtual, plataforma ligada à Escola Nacional de Administração Pública (Enap) de aplicação de cursos on-line, deixando a mensagem: “Nós voltamos, porém, com mais notícias (e com mais poderio). Vamos explicar algumas coisas: o nosso único objetivo é obter dinheiro”, atribuída ao Lapsus Group.

Já em 2022, o Grupo Marista, uma das mais tradicionais organizações de ensino do Paraná, também foi alvo de terroristas, que chegaram a derrubar o sistema e a causar o caos entre os pais dos alunos, que não sabiam se os documentos vinham da escola ou eram boletos falsos enviados pelos terroristas. A PUC Paraná, também ligada ao Marista, foi afetada. Relatos de alunos e usuários afirmaram problemas para acessar os sistemas administrativos, como o AVA, o ambiente virtual de aprendizagem.

“O ambiente de ensino, especialmente com o advento da Educação a Distância (EAD), se tornou atrativo para criminosos, já que muitas vezes a segurança nesses sistemas não é reforçada e o acesso é feito por milhares de pessoas, o que abre uma brecha de vulnerabilidade para os cibercriminosos”, afirma o expert em cibersegurança, Sandro Süffert, CEO da Apura Cyber Intelligence.

Ele explica que, antes de reforçar os sistemas de antivírus, o que sempre parece ser a medida mais fácil, é preciso entender como os ataques acontecem e quais são as brechas mais comuns que atraem os hackers.

Relatório da Kaspersky intitulado “A bad luck BlackCat” revela os detalhes de dois incidentes cibernéticos realizados pelo grupo de ransomware BlackCat. A complexidade do malware usado, associada à vasta experiência dos agentes que estão por trás dele, fazem desse grupo um dos principais grupos de cibercriminosos que atacam com ransomware que já adentraram na América Latina, com o Brasil entre os cinco principais países do mundo.

Conteúdo Relacionado

crossmenu