Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 19 de outubro de 2024

Por Beth Gaspar em 26 de outubro de 2020

26/10 - no Superior, não faltam matriculas no on-line e assembleia será dia 4; educação especial de Bolsonaro na Justiça - e mais: Chile vota por constituição democrática.

.

A emocionante cerimônia de entrega do Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos de 2020, com Juca Kfouri e Laerte – este ano, todo virtual!
Assista aqui:    https://youtu.be/DQ7VyHueK_s
E veja todos os premiados:     https://bit.ly/31vqDUd

  

Novas matrículas no ensino superior on-line disparam
Valor Econômico; 26/10
https://glo.bo/2Tx0UpL

Com a pandemia, o número de calouros na graduação on-line disparou neste ano. O volume de ingressantes em cursos a distância no ensino superior privado deve ficar em 1,5 milhão contra 1 milhão no presencial, segundo estimativas da Hoper, consultoria especializada em educação. Em 2021, a projeção é que a diferença entre as duas modalidades chegue a 600 mil alunos.

O número de ingressantes em cursos a distância superou o de graduações presenciais pela primeira vez no ano passado, de acordo com o censo do ensino superior do Ministério da Educação (MEC), divulgado na sexta-feira. Em 2019, 51,6% dos calouros se inscreveram em cursos digitais, segundo a Hoper, que considera apenas ingressantes que participaram  de vestibular e não contabiliza aqueles que entraram por meio de transferência de outros cursos ou instituições.

 

Um quarto das escolas particulares reabriu em SP; na rede municipal, foram menos de 0,5%
Folha de S. Paulo; 24/10
https://bit.ly/37IvPry

Autorizadas a retomar parcialmente as atividades, 25% das escolas particulares de São Paulo já reabriram. Já na rede municipal de ensino, o retorno não chega a 0,5% das unidades.

Segundo dados da Prefeitura de São Paulo, 600 dos cerca de 2.500 colégios privados homologaram os planos de retorno nas 13 DREs (Diretorias Regionais de Ensino). Entre as unidades municipais, só 15 das mais de 3.200 escolas (diretas e conveniadas) decidiram pela reabertura.

Apesar da expectativa do governo estadual de que adesão poderia aumentar após a liberação na capital, o número é o mesmo de 15 dias atrás.

 



Minas Gerais: Justiça barra as aulas nas escolas particulares
Estado de Minas; 25/10
https://bit.ly/35xE47f

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais acata argumento do sindicato dos professores, que vê riscos elevados de infecção pelo coronavírus e questiona protocolo sanitário do estado. Governo não se posiciona.


Brasília: Sinpro promete luta contra retorno às aulas presenciais da rede pública
Correio Braziliense; 25/10
https://bit.ly/3jqzHzD

Para Sindicato dos Professores, não é possível comparar condições de retorno da rede pública e privada, e aulas presenciais colocariam milhares de vidas em risco.

Rio de Janeiro: Professores de escolas particulares suspendem greve
Agência Brasil; 25/10
https://bit.ly/2HradFF

A decisão de suspender a greve, que durava 112 dias, foi tomada em assembleia ontem (24) do Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio). A assembleia decidiu decretar estado de greve e alerta sanitário “em defesa da saúde física e psicológica” dos professores.

Desde o retorno das aulas presenciais, o Sinpro já recebeu denúncias de descumprimento de normas de segurança e protocolos de segurança por cerca de 30 escolas. As denúncias serão encaminhadas à Secretaria Estadual de Saúde do Rio.

 

Para deliberar, garantir direitos, acordo de dois anos, assembleia de professores e auxiliares no Ensino Superior é semana que vem, dia 4!
Leia tudo aqui:   https://bit.ly/2HpXPW8

 

Zona Leste: Escola feita de recicláveis quer transformar bairro pobre de São Paulo
Agora; 25/10
https://bit.ly/3mnN4T5

Uma escola bilíngue, construída com material reciclável e adepta do método montessoriano de educação. Se engana quem pensa que esse colégio fica em algum bairro rico, com mensalidade na casa dos R$ 5.000. A Mangalô Montessori School está encravada em meio a 150 mil habitantes de cinco comunidades pobres do Parque São Rafael, no extremo leste da capital paulista, e promete transformar a realidade das crianças da região a partir de 2021.

"A gente sempre disse que se for para inovar, que se inove do começo ao fim. Desde o processo construtivo até o engajamento do voluntariado, o método educacional", afirma Fernando Prieto Teles, co-fundador e CEO da ONG Mangalô. Para se tornar viável, o projeto prevê bolsas e mensalidades acessíveis .

Placas prensadas de produtos recicláveis, desde as fundações até o teto dão forma à escola. Ao todo, 2,5 milhões de embalagens plásticas e caixinhas de leite foram transformadas em paredes. "Se fosse construída de maneira convencional, com alvenaria, gastaríamos três vezes mais no mínimo", diz.

As matrículas para 2021 serão abertas agora em novembro e os custos para os pais vão desde a bolsa integral, gratuita, até R$ 550. "Vamos abrir pra toda comunidade. Nas inscrições, faremos perguntas socioeconômicas, para entender o perfil de cada família", afirma Talitha Martins Teles, diretora e também fundadora da Mangalô.


Segunda onda da covid-19: EUA e Europa em alerta vermelho
Rede Brasil Atual; 22/10
https://bit.ly/2HyeR4nEstados Unidos registram recordes diários de novos casos. Países da Europa já preparam novos lockdowns e toques de recolher. Retomada do contágio coincide com a volta do frio no norte.

Espanha, França, Portugal, Alemanha, Itália, Holanda e República Tcheca estão entre os países que decretaram estado de emergência e adotaram toque de recolher nas grandes cidades. Já o Reino Unido iniciou lockdown nos centros urbanos na quarta-feira (21).

O Brasil registra oficialmente 5.352.935 infectados e 156.469 mortos, já contabilizados que, nas últimas 24 horas, foram 29.305 novos casos e mais 569 mortos, segundo boletim do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

O Brasil é o segundo do mundo com mais mortos e terceiro com mais casos. Também é o país que mais tempo ficou no topo de óbitos diários registrados. E isso, mesmo sendo um dos países que menos testa no mundo e apesar da ampla subnotificação, reconhecida pelas autoridades sanitárias até do próprio governo.

 

PSB entra com ação no STF para suspender política de educação especial de Bolsonaro
O Globo; 24/10
https://glo.bo/3ovq6LA

Especialistas do tema criticam pontos do decreto como a previsão de escolas voltadas apenas para alunos com deficiência.


É positivo o decreto do governo que possibilita separar alunos com deficiência em escolas especiais?

NÃO (José de Araújo Neto, psicólogo, é fundador e presidente da AME - Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais): “Segregar é ignorar potenciais e limitar o desenvolvimento como ser humano”. Folha de São Paulo; 22/10
https://bit.ly/35zm8Jh

SIM (Patrícia Rezende, doutora em Educação pela UFSC, é professora associada do curso de pedagogia no Instituto Nacional de Educação de Surdo): “Falta de classes específicas marcou evasão escolar da comunidade surda”.
Folha de São Paulo; 22/10
https://bit.ly/34qLlq6

 


 

Com vitória em plebiscito, Chile enterra Constituição de Pinochet e inicia novo ciclo democrático
UOL; 26/10
https://bit.ly/2TnMUPl

Mais de 14 milhões de pessoas participaram do plebiscito neste domingo (25) e decidiram, com ampla maioria dos votos, enterrar de uma vez por todas a Constituição de 1980 instaurada pelo ditador Augusto Pinochet e que perdurava até então.

Às 22h30, 76% das urnas já haviam sido apuradas e o resultado é irreversível: 78,12% pela criação de uma nova Constituição, contra 21,88% pela manutenção da atual Carta Magna. Os números superaram as previsões de pesquisas.

 

Celebrações tomam conta do Chile após aprovação de Assembleia Constituinte
Opera Mundi; 26/10
https://bit.ly/35CPWVB

 Como foi a votação - Cada eleitor recebeu duas cédulas. A primeira cédula tinha a seguinte pergunta: “Você quer uma nova Constituição?”. As opções de resposta eram “Aprovo” (que significava estar de acordo com que se inicie um novo processo constitucional) e “Rechaço” (que significava manter vigente a atual constituição).

A segunda cédula, por sua vez, fazia a seguinte pergunta: “Que tipo de órgão deveria elaborar a Nova Constituição?”. Neste caso, as alternativas eram “Convenção Constitucional” (onde 100% dos integrantes devem ser pessoas sem cargo público eletivo vigente) e “Convenção Mista” (onde 50% dos integrantes também devem ser pessoas sem cargo público eletivo vigente, enquanto os outros 50%, 77 ou 78 membros, seriam deputados e senadores com mandato vigente atualmente).

O que está em jogo - A atual Constituição é a décima da história do Chile e a terceira mais longeva. Foi imposta em 1980 pelo ditador Augusto Pinochet – portanto, completou 40 anos de vigência neste 2020.

Vale recordar que, mesmo antes da Constituição de 1980, todas as constituições chilenas foram escritas pelos chamados “grupos de notáveis”. O Chile nunca teve uma assembleia constituinte e jamais uma mulher participou da elaboração das leis fundamentais do país.

Ao final do regime, em 1990, houve um processo de transição no país que não incluiu uma nova constituinte, mas sim uma série de reformas à constituição atual. Outra reforma constitucional aconteceu na primeira metade da década de 2000, durante o governo de Ricardo Lagos (2000-2006). Contudo, nenhuma delas alterou os alicerces do modelo de sociedade construído pelos Chicago Boys – grupo de economistas formado na Universidade de Chicago que liderou a economia nos anos Pinochet –, que fazem do Chile berço e símbolo do neoliberalismo até hoje.

Esse neoliberalismo raiz foi o principal alvo de indignação da revolta social iniciada em outubro de 2019. Depois de um mês de manifestações diárias em todo o país, algumas com mais de 2 milhões de pessoas nas ruas, vários dias de toque de exército nas ruas com toque de recolher incluído e o presidente Sebastián Piñera escondido no Palácio de La Moneda, surgiu a primeira mudança concreta: uma reunião de emergência no Congresso levou os presidentes de quase todos os partidos a realizarem o que chamaram de “Acordo de Paz”, cujo principal aspecto foi a aceitação de todos em realizar um plebiscito constitucional, que é este que aconteceu neste domingo.

Conteúdo Relacionado

crossmenu