Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 27 de fevereiro de 2024

21 de fevereiro de 2022

21/02 – Educação e Saúde batem cabeça sobre quantos casos de covid devem fechar escola, funcionários do MEC entregam cargos, assalto e tiro em porta de escola, e mais: Movimento pela vida das mulheres já prepara o 8 de Março

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]
No Boletim Educação da TV 247, Andrea Trus entrevista Celso Napolitano sobre os problemas da Reforma do Ensino Médio (transmitido ao vivo no sábado dia 19 e, aqui, na íntegra)

 

 

 

 

 

Saúde de SP recomenda fechar escola com 2 casos de covid e contraria Secretaria da Educação
|stoÉ/Estadão; 18/02
https://bit.ly/35iHG0A

A Secretaria Estadual da Saúde divulgou na sexta-feira, 18, uma nota sobre a definição de surtos de covid-19 em escolas que contraria o que vinha dizendo a Educação do próprio Estado de São Paulo. Recomenda que a instituição seja fechada após dois casos da doença que tenham frequentado, por exemplo, o mesmo refeitório.

A Secretaria de Saúde do governo João Doria informou em nota que “mantém discussão sobre o tema com técnicos da Secretaria de Educação para o detalhamento para os ambientes escolares”. Depois que a reportagem foi publicada online, a secretaria afirmou que “2 casos não fecham a escola, podem chegar a fechar um ambiente, como uma sala, por exemplo”. Detalhou ainda, dizendo que “o contato precisa estar próximo, em uma mesa por exemplo” do refeitório e que cada situação será avaliada pela Vigilância Sanitária.

 

Professores receberão PLR após ação do Sinpro-SP
Agência Sindical; 19/02
https://bit.ly/3BBIHfY

O Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP) venceu ação na Justiça do Trabalho para que a Unipaulistana pague a Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) ou Abono especial de 50%, além de multa por atraso, a todos os profissionais que lecionaram na instituição em 2021. São cerca de 70 beneficiados com a decisão.

“A sentença mostra a importância da ação sindical bem articulada com a categoria e revela, também, a confiança que os professores têm no Sinpro-SP”, declara Luiz Antonio Barbagli, presidente da entidade. Ele completa: “É uma vitória da entidade de classe, dos professores e dos direitos trabalhistas”.

 

Pai de alunos é baleado em assalto em frente a escola no Morumbi (SP)
Terra; 17/02
https://bit.ly/3p6sbj9

Um homem foi baleado nesta quinta-feira, 17, durante um arrastão em frente a uma escola particular na região do Morumbi, na zona Sul de São Paulo (Escola Mais, na rua Olavo Leite, número 140, na Vila Andrade). Logo cedo pela manhã, quatro criminosos em duas motos passaram pela rua Olavo Leite para roubar as pessoas que estavam levando as crianças na escola.

Informações preliminares dão conta de que o homem teria reagido ao assalto e foi baleado com dois tiros. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Municipal do Campo Limpo, mas ainda não se tem informação sobre o estado de saúde dele. O caso foi registrado no 89º Distrito Policial do Portal do Morumbi.

A escola divulgou uma nota a respeito do caso, e informou que anteriormente já havia solicitado reforço de segurança da Polícia Militar no entorno da unidade, devido aos casos de violência no bairro:

‘A Escola Mais está consternada com o assalto ocorrido nesta quinta-feira (17) em frente a sua Unidade Vila Andrade, no bairro do Morumbi, que feriu o pai de dois de nossos estudantes. Este é um momento de tristeza para nossa comunidade e estamos empenhados em dar todo o suporte necessário à família, às crianças, a todos os nossos estudantes e colaboradores. Nossa maior preocupação neste momento é com a o estado de saúde da vítima, que teve atendimento de emergência e foi levado ao hospital — imediatamente após à ocorrência, acionamos ambulância, polícia e protegemos nossos alunos dentro da escola, prestando apoio psicológico a eles e aos nossos funcionários’.


POLÍTICA EDUCACIONAL

Funcionários do MEC entregam cargos por ‘supremacia de interesse público sobre o privado’
Folha de S. Paulo; 19/02
https://bit.ly/3JJ69e8

Declarações do ministro da Educação, Milton Ribeiro levaram 11 servidores da Consultoria Jurídica da pasta a entregarem os seus cargos na última semana.

Em uma carta direcionada ao novo chefe do setor, Davy Jones Pessoa Almeida de Menezes, elOs funcionários, que são advogados da União, deixam vagos cargos na coordenadoria de assuntos finalísticos, de assuntos administrativos, de assuntos estratégicos, de licitações e na chefia de divisão.es entregam os cargos sob a justificativa de defender a “supremacia do interesse público sobre o privado”.

 

Curso a distância tem maior adesão do que presencial no Brasil pela 1ª vez
Época Negócios; 19/02
https://glo.bo/3JFj7JZ

A quantidade de alunos que, no ano letivo de 2020, ingressaram em cursos de graduação a distância no Brasil, os chamados EAD, superou o total de estudantes que optaram por cursos presenciais pela primeira vez na história, segundo censo divulgado nesta sexta-feira, 18.

O fenômeno, que faz parte de uma tendência observada nos últimos anos, havia sido constatado em 2019 apenas na rede privada.O levantamento aponta que, entre os mais de 3,7 milhões de alunos que ingressaram em instituições públicas e privadas em 2020, mais de 2 milhões (53,4%) optaram por cursos a distância, enquanto 1,7 milhão (46,6%) escolheram os presenciais.

 

Prouni: candidatos também poderão utilizar notas do Enem 2019 e 2020
Metrópoles; 19/02
https://bit.ly/3In537T

O presidente Jair Bolsonaro (PL) editou decreto a fim de autorizar a utilização, pelo Programa Universidade para Todos (Prouni), das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 e 2020 para aumentar a adesão de estudantes no programa. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (18/2).

Segundo comunicado veiculado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, o ato servirá para “adequar” a legislação que rege o Prouni, já que a pandemia da Covid-19 acabou “ocasionando atrasos nas últimas edições do Enem”.

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Streamings de educação oferecem cursos a partir de R$35 por mês
IstoÉ Dinheiro; 17/02
https://bit.ly/3BDSPoP

Os streamings já estão presentes em muitos domicílios brasileiros. Apesar de as atividades preferidas ainda serem assistir filmes (84%) ou séries (82%) muitas empresas de educação já estão de olho nesse mercado, oferecendo um grande catálogo de cursos por uma mensalidade fixa.

É o caso da Kope (Knowledge From People – conhecimento para as pessoas, em português). O sócio-diretor da empresa, Rafael Valim, é advogado e jurista e sempre esteve envolvido com o meio acadêmico. A plataforma oferece cursos em várias áreas das ciências humanas como história, direito, ciência política, economia e até música, com professores como Silvio Almeida e Luiza Trajano. O plano anual da plataforma, com cursos certificados, é de R$ 35 por mês.

“Um diferencial nosso é cobrar um valor muito acessível e oferecer o que há de melhor na intelectualidade, não é aquilo de pagar barato e não ter entrega nenhuma. Temos um plano ambicioso de verticalização de oferecer não só esses cursos de formação gerais, mas outros como pré-vestibular e até mesmo ensino superior”, explicou.

 

Fundação Lemann lança o Plantar Educação
IstoÉ Dinheiro; 18/02
https://bit.ly/3p4wRpF

A fundação de Jorge Paulo Lemann, acionista da Ab InBev, uniu-se ao Instituto Gesto para melhorar os indicadores de educação da região Amazônica e assim promover a conservação da floresta. A iniciativa batizada de Plantar Educação acontecerá em parceria com as secretarias municipais que, após um diagnóstico, passarão por quatro anos de programa onde serão abordados três grandes pilares: Desenvolvimento Profissional, com formação em didáticas específicas, gestão estratégica e gestão escolar; Educação para Sustentabilidade; e Gestão Pedagógica e Administrativa.

 

CORONAVÍRUS

São Paulo identifica terceiro caso de subvariante da Ômicron
Veja; 20/02
https://outline.com/MTAR6V

A cidade de São Paulo identificou na sexta-feira o terceiro caso de uma pessoa contaminada com a subvariante BA.2 do coronavírus, que surgiu a partir de mutações da variante ômicron (BA.1).

O paciente é um homem, de 45 anos, residente de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, que foi atendido no sistema de saúde da capital paulista.

A subvariante foi identificada pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Instituto Butantan a partir da análise genômica do vírus.

O homem já havia recebido as três doses de vacinas contra a covid-19 e teve sintomas no último dia 30 de janeiro. Ele passou 14 dias em quarentena e não apresenta mais sinais da doença.

 

 

 

8M: Movimento pela vida das mulheres divulga manifesto contra o governo Bolsonaro
Rede Brasil Atual; 20/02
https://bit.ly/3s4qcxC

Articulação Nacional de Mulheres Bolsonaro Nunca Mais divulgou um manifesto de entidades que, juntas, denunciam a exploração e a resistências das mulheres contra o sistema capitalista, machista e misógina sobre as mulheres negras, indígenas, quilombolas, LGBTs, jovens, idosas e com deficiência (PcDs), nos campos, nas águas, florestas e cidades. O manifesto vem em momento de preparação dos movimentos sociais para mais uma jornada pelo #ForaBolsonaro no próximo dia 8 de março, o 8M.

O documento pontua que o sistema político e econômico faz uso da exploração da força de trabalho das mulheres e dos seus corpos para se sustentar.

“Produzimos grande parte de toda riqueza do mundo. Somos fundamentais para a reprodução social, através do trabalho doméstico e de cuidados, bem como para aquele considerado produtivo. Ainda assim, somos 70% da população mais pobre do mundo”, diz um trecho do manifesto.

Rememorando a mobilização histórica das mulheres revolucionárias russas em 8 de março de 1917, o movimento reforça que se colocará “no enfrentamento a todas as formas de violência que vivemos hoje em nosso país”.

O documento de cinco páginas, relembra o aprofundamento da crise econômica no Brasil, uma vez que as mulheres são umas das mais afetadas.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio