Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 16 de junho de 2024

Por Beth Gaspar em 18 de junho de 2020

18/06 - a demissão de Weintraub, aulas presenciais na USP e federais só em 2021, presidente de Portugal dá aula online durante pandemia - e mais.

.

Hoje, dia 18 às 14 horas: painel ‘Em defesa do Direito à Educação’ reúne Celso Napolitano/Fepesp, com professora Bebel/Apeoesp, Janaina Rueda/educadora e cozinheira e Mario Sergio Cortella/escritor e educador. Assista no FB da Fepesp, aqui:  https://www.facebook.com/fepesp/

 

Assessores do MEC aguardam demissão de Weintraub nesta quinta
Painel, FSP; 18/06
https://bit.ly/2CeEbtf

Assessores próximos do ministro da Educação, Abraham Weintraub, aguardam para esta quinta-feira (18) o capítulo final sobre sua demissão do cargo.

A expectativa dentro do ministério é que ele e o presidente Jair Bolsonaro anunciem sua saída do comando do MEC. Deputados bolsonaristas disseram que o presidente e o ministro já fizeram uma despedida informal nesta quarta-feira (17). Segundo aliados, a queda não deverá passar de sexta-feira (19).

A ideia é que seja gravado um vídeo nesta quinta para explicar a saída de Weintraub, em formato semelhante ao feito com a atriz Regina Duarte quando ela deixou a secretaria nacional da Cultura.

 

Bolsonaro pode nomear secretário do Ministério da Educação como interino
Yahoo News; 17/06
https://bit.ly/2YaDAl2

O Palácio do Planalto discute a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro indicar um ministro interino para o Ministério da Educação. Enquanto isso, estuda cargos para realocar Abraham Weintraub, atual ministro.

Uma das soluções ventiladas nos bastidores é de que o secretário-executivo da pasta, Antonio Paulo Vogel de Medeiros, assuma interinamente o cargo. A justificativa é de que ele segue a mesma linha do atual ministro. Servidor público, Vogel já era braço direito de Weintraub na Casa Civil, onde ocupavam o cargo de secretário-executivo e secretário-executivo adjunto no início do governo.

 


Opinião: ‘Weintraub se tornou um obstáculo político para Bolsonaro’
Folha de São Paulo; 18/06
https://bit.ly/2N6kiHd

Por Bruno Boghossian: “Jair Bolsonaro fez festa para Abraham Weintraub no fim do ano passado. "Melhorou demais", disse, sobre o Ministério da Educação. O presidente ponderou que o auxiliar precisava "dar uma calibrada" no discurso, mas mostrou que se identificava com suas barbaridades: "Está dando uma de Jair Bolsonaro quando deputado, em alguns momentos".

O presidente nunca se incomodou de verdade com as delinquências do subordinado. Quando ele foi acusado de racismo, Bolsonaro saiu em sua defesa. Depois que Weintraub falou em mandar ministros do STF para a cadeia, a máquina do governo trabalhou para tentar protegê-lo.

Bolsonaristas radicais tentam segurar o ministro na cadeira, mas auxiliares do presidente já dizem procurar uma "saída honrosa". Se a demissão ocorrer, será difícil embrulhar a queda com alguma dignidade”.

 

Por 9 votos a 1, Supremo mantém Weintraub no inquérito das fake news
Folha de S. Paulo; 18/06
https://bit.ly/2N6nHWv

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quarta-feira (17) manter o ministro Abraham Weintraub (Educação) no inquérito das fake news.

Por meio de votação virtual, os ministros rejeitaram o pedido de habeas corpus ajuizado pelo ministro André Mendonça (Justiça) em favor de Weintraub. Desde segunda (15), a corte havia chegado à maioria —de seis votos— pela rejeição do HC. Votaram pela manutenção de Weintraub no inquérito os ministros Edson Fachin (relator), Luis Roberto Barroso, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Rosa Weber, Luiz Fux, Celso de Mello e Ricardo Lewandoski. Apenas o ministro Marco Aurélio Mello votou de forma contrária.



MEC estende aulas online de federais até o fim do ano e libera estágio a distância
Estadão; 17/06
https://bit.ly/2UWMhNH

O Ministério da Educação (MEC) autorizou nesta quarta-feira, por meio de portaria no Diário Oficial da União, que as aulas a distância em universidades federais se estendam até o 31 de dezembro. Cursos presenciais nas instituições estão suspensos desde março por causa da pandemia do coronavírus. Estágios e práticas online também estão autorizados pelo ministério, exceto para alunos de Medicina a partir do 5º ano. Entidades de Enfermagem e Farmácia vão à Justiça contra essa liberação.


USP vai retomar aulas presenciais só em 2021
UOL; 17/06
https://bit.ly/2NbowNQ

A Universidade de São Paulo anunciou que as aulas presenciais só devem retomar em janeiro de 2021. A decisão foi apresentada em uma reunião de dirigentes e proposta pelo grupo de trabalho guiado pelo vice-reitor, Antonio Carlos Hernandes.

Segundo o planejamento, as atividades para alunos de graduação seguem ministradas virtualmente devido à pandemia do novo coronavírus. A medida vale para inclusive o segundo semestre, que começa em 18 de agosto.

 

Rio de Janeiro: Professores da CNEC tem todo apoio dos professores de São Paulo
Fepesp; 17/06
https://bit.ly/2YJUm9L

Nota pública da Fepesp:  “Chega de abuso, de intransigência, de descaso patronal! O país já não aguenta ser tratado com desprezo pelos que se agarram a um fiapo de poder, os brasileiros já estão sofrendo para enfrentar uma perigosa pandemia, e os professores da CNEC ainda têm que aguentar a falta de sensibilidade patronal? Não, isso é demais e tem toda a razão o Sindicato dos Professores de Macaé e Região em liderar essa luta pela dignidade profissional, por direitos básicos, pelos seus salários.

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo, em nome dos seus sindicatos integrantes, presta toda solidariedade e apoio ao Sinpro Macaé e às professoras e professores da CNEC em sua greve neste momento tão difícil.

Força, companheiros!”

 

  

Covid-19 em São Paulo: após abertura do comércio, casos, internações e mortes sobem
Rede Brasil Atual; 17/06
https://bit.ly/2YehoXb

O estado de São Paulo teve novo recorde de mortes causadas pelo coronavírus registrado nesta quarta-feira (17). Foram 389 óbitos em 24 horas. O recorde anterior era de 365 vítimas, ocorrido um dia antes.

Além disso, o estado registrou 8.825 novos casos de covid-19 – com aumento de 26,1% na variação semanal – e 1.584 novas internações de pacientes com a doença no mesmo período, aumento de 3,4% em uma semana. Os dados mostram agravamento do quadro da pandemia de covid-19, duas semanas depois de o governo João Doria (PSDB) decretar a abertura do comércio e dos serviços, iniciada no dia 1º.

Doria adiou a reavaliação da abertura do comércio em meio à pandemia de covid-19 para evitar que agravamento force a aplicação de medidas mais restritivas.

 

 Minas Gerais: Escolas particulares iniciam protocolos de retomada das aulas presenciais em BH
O Tempo; 16/06
https://bit.ly/3fy7ZQ7

Sem data para retomar as atividades presenciais e na falta de protocolos de órgãos públicos para a possível reabertura, escolas particulares em Minas Gerais começam a articular medidas de segurança para atividades presenciais por conta própria. “Esses protocolos deveriam vir do poder público, mas, infelizmente, ele não tomou ação. Queremos que a educação privada seja desvinculada da pública, porque a resposta do poder público é muito mais lenta e tem realidades operacionais diferenciadas”, diz Allan Mendes, dono de duas escolas infantis em Belo Horizonte e um dos representantes do movimento Pró-Educação Infantil, que reúne cerca de 40 escolas na capital.

 

Ceará: Prefeitura de Fortaleza antecipa volta de aulas presenciais em escolas particulares para 20 de julho
Diário do Nordeste; 16/06
https://bit.ly/3hHlWx5

A prefeitura de Fortaleza reduziu em 12 dias o período de suspensão das aulas presenciais nas instituições de ensino privadas da Capital. Com o novo decreto, publicado no último domingo (14), as atividades do segmento poderão voltar na quarta fase do plano de retomada da economia, previsto para o dia 20 de julho.

A data, entretanto, depende do avanço das etapas do plano estabelecido pelo estado e pela prefeitura, que está baseado na manutenção da redução dos índices de Covid-19 na capital. Caso se perceba piora nas taxas de infecção pelo novo coronavírus, o plano pode retroceder, postergando o dia previsto para o retorno das aulas, conforme explicado pelo prefeito Roberto Cláudio em transmissão ao vivo nesta terça-feira (16).

 

 

Na pandemia: presidente de Portugal dá aula online para alunos do 1º ao 9º ano
YouTube; 17/06
https://bit.ly/3fBKJAA

Do jornal Publico (Portugal, aqui: https://bit.ly/2Nbjktk ) - O presidente da República [de Portugal], Marcelo Rebelo de Sousa, vai dar na segunda-feira, 22/06, às 13h30 uma aula sobre cidadania em directo para o projecto de ensino à distância #EstudoEmCasa na RTP Memória.

De acordo com a agenda de segunda-feira do chefe de Estado, divulgada este domingo, a sua chegada aos estúdios da RTP, em Lisboa, está prevista para as 12h50. No local, deverá ser recebido pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, adiantou à Lusa fonte da Presidência da República.

O projeto #EstudoEmCasa é uma parceria entre o Ministério da Educação de Portugal e a RTP para a produção de conteúdos televisivos dirigidos aos alunos do 1.º ao 9.º anos de escolaridade, que estão sem aulas presenciais neste período de pandemia de covid-19.

Conteúdo Relacionado

crossmenu