Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Por Beth Gaspar em 18 de fevereiro de 2022

18/02 - Câmara aprova volta de gestantes ao trabalho presencial durante pandemia, urgência para o Sistema Nacional da Educação, o dinheiro esquecido nos bancos, e mais: Candido Mendes de Almeida, RIP

.
SESI/SENAI: assembleia com falta abonada já está marcada – será na próxima sexta-feira, 25/02. Veja no seu sindicato o horário e a forma de participação para discutir e deliberar sobre seu reajuste e suas condições de trabalho.  Leia aqui.

 

 


Aumento de jovens ‘nem-nem’ desafia educação e emprego

Valor Econômico; 18/02
https://glo.bo/3uYjvz7

O número de ‘nem-nem’ brasileiros, jovens de 15 a 29 anos que nem estudam nem trabalham, sempre foi elevado em razão das deficiências da educação, da pobreza e do mercado de trabalho pouco vigoroso - e vem crescendo acentuadamente nos últimos dez anos. A pandemia piorou o quadro. A previsão é que vai continuar em patamar alto, o que representa ônus para a sociedade, para o governo e para os jovens, sem perspectivas de melhora de vida a curto prazo.

Dados do Censo Escolar de 2021 [indicam que] 1,4 milhão da população de 5 a 17 anos não frequentou a escola em 2021, sendo 687 mil na faixa de 15 a 17 anos, que já se enquadra entre os nem-nem. Outra indicação é a queda das matrículas no Ensino de Jovens e Adultos (EJA), que abrange a população de 17 a 55 anos e registrou a maior queda de matrículas do ano passado de 9,5%, para 2,96 milhões, em comparação com 3,3 milhões antes da pandemia e 3,7 milhões em 2017. Nos dois anos da pandemia, a queda acumulada é de 12%. Nada menos que 340 mil estudantes desse segmento não voltaram à escola.

 

Câmara aprova volta de gestantes ao trabalho presencial durante pandemia
Rede Brasil Atual; 17/02
https://bit.ly/3IgKjP7

A Câmara dos Deputados aprovou, nessa quarta-feira (16), projeto que muda regras sobre o trabalho de gestantes durante a pandemia, prevendo sua volta ao presencial. A proposta, que permite o afastamento apenas se a gestante não tiver sido totalmente imunizada, será enviada à sanção presidencial.

Na votação, o plenário rejeitou emenda do Senado ao Projeto de Lei (PL) 2.058/21, de autoria do deputado Tiago Dimas (SD-TO), que muda a Lei 14.151/21. Essa alteração garantiu o afastamento da gestante do trabalho presencial com remuneração integral durante a emergência de saúde pública do novo coronavírus. Agora, exceto se o empregador optar por manter a trabalhadora em teletrabalho com a remuneração integral, a gestante deverá retornar à atividade presencial.

 

Aprovada urgência para projeto que cria Sistema Nacional de Educação
Correio Braziliense; 17/02
https://bit.ly/3gY3BfO

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (16/2), o requerimento de urgência para o Projeto de Lei Complementar (PLP) que institui o Sistema Nacional de Educação (SNE). A proposta, elaborada pela deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO), tem entre objetivos criar um padrão para a educação brasileira, reduzindo as desigualdades e aumentando a qualidade do ensino.


POLÍTICA EDUCACIONAL

Artigo: Educação em família para além do ensino formal
Folha de S. Paulo; 18/02
https://bit.ly/3JDr8iI

Por Claudia Costin, Diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais, da FGV, e ex-diretora de educação do Banco Mundial: “A educação em família, de fato, resgata a ideia de que aprendizagem não está limitada ao tempo e ao espaço da educação formal. Ela se inicia na primeira infância e avança no fortalecimento de vínculos afetivos, em lazeres e refeições partilhados, na solidariedade em momentos difíceis e nas narrativas de vivências dos mais velhos. Aprendemos ao ouvir como problemas foram solucionados e nas conversas ao entendermos que diferentes pessoas podem abrigar perspectivas e opiniões distintas sem precisar se agredir.

Mas não são só os pais que ensinam. As crianças e jovens trazem informações que aprenderam nas aulas, em leituras ou em trocas com colegas que podem enriquecer o diálogo. É justamente nesses contatos intergeracionais, muitas vezes na forma de perguntas, que muitos adultos continuam sua jornada de aprendizado”.

 

Franca: Secretária Executiva da Educação visita escolas em Pedregulho e anuncia recursos para o município
Folha de S. Paulo; 16/02
https://bit.ly/36obBox

A Secretária Executiva da Educação do Estado de São Paulo, Renilda Peres, cumpriu agenda de trabalho nesta terça-feira (15), em sua cidade natal, Pedregulho, região de Franca. O intuito foi anunciar recursos para que escolas da rede estadual sejam climatizadas, já que a cidade é conhecida pelo seu clima quente.

 

SEU DINHEIRO

Dez milhões têm dinheiro ‘esquecido’, mas ainda não acessaram site do BC
Rede Brasil Atual; 17/02
https://bit.ly/3p0ehzc

O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (17) que cerca de 10,3 milhões de pessoas físicas e jurídicas que possuem “dinheiro esquecido” em contas ainda não acessaram a nova plataforma para resgatar esses valores. Para isso, é necessário acessar o site valoresareceber.bcb.gov.br que o BC lançou nesta semana.

A instituição estima que 28 milhões de CPFs e CNPJs tenham recursos a sacar. Mas até o fim da tarde de ontem (16), apenas 17,7 milhões de pessoais – físicas e jurídicas – que possuem recursos esquecidos realizaram a consulta.

Passo a passo - Para fazer a consulta, basta acessar o Sistema Valores a Receber (SVR). Para pessoas físicas, além do CPF, o cidadão deverá inserir também a sua data de nascimento. Ou o CNPJ e a data de abertura da empresa, para pessoas jurídicas.

 

CORONAVÍRUS

Brasil tem quinto dia de fevereiro com mais de mil mortos pela covid
Rede Brasil Atual; 17/02
https://bit.ly/3LLhFaU

O Brasil registrou nesta quinta-feira (17) mais 1.128 mortes pela covid-19, com leve alta em relação ao dia anterior. Desde o início de fevereiro, são cinco dias com mais de mil mortos pela doença, de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Assim, a média móvel semanal voltou a subir, para 841 óbitos diários, o que equivale a patamares registrados em meados de agosto do ano passado.

Nas últimas 24 horas, o país também somou mais 131.049 casos da infecção. Nesse critério, no entanto, a média móvel vem caindo, com 116.905 diagnósticos diários na última semana. É a menor taxa em quase um mês, após a recente explosão na transmissão da doença causada pela variante ômicron . Ao todo, o país soma 641.902 mortos pela covid-19 oficialmente registrados, com mais de 27,9 milhões de casos.

 

 

 

Candido Mendes de Almeida, professor e escritor (03/06/1928 – 17/02/2022)
Valor Econômico; 18/02
https://glo.bo/3sReEgl

Morreu nesta quinta-feira (17), no Rio de Janeiro, Candido Mendes de Almeida, escritor, professor, reitor e imortal da Academia Brasileira de Letras, segundo informou a coluna de Ancelmo Gois, do jornal "O Globo". Ele tinha 93 anos.

Candido Antônio José Francisco Mendes de Almeida nasceu no Rio de Janeiro em 3 de junho de 1928, filho de Candido Mendes de Almeida Júnior e de Emília Melo Vieira Mendes de Almeida. Ele era reitor da Universidade Candido Mendes (Ucam), uma das mais antigas instituições de ensino superior do país, que tem como mantenedora a Sociedade Brasileira de Instrução, fundada por seu pai em 1902.

Formado em direito e filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/Rio), doutorou-se na Faculdade de Direito da antiga Universidade do Brasil. Dedicou-se à sociologia e à ciência política, áreas onde buscou temas para uma extensa obra bibliográfica.

Foi professor nas faculdades de Direito e de Ciências Políticas e Econômicas da Ucam, na PUC/Rio e na Escola de Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas. Nos Estados Unidos, foi professor visitante das universidades de Harvard, Princeton, Stanford e Columbia.

Ligado à Igreja Católica por tradição de família (era o terceiro conde de Mendes de Almeida, título nobiliárquico conferido pelo papa Leão XIII a seu avô, em 1874), foi secretário adjunto da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e secretário-geral da Comissão Brasileira Justiça e Paz. Nessas posições, atuou seguidamente, durante o regime militar, na defesa e proteção de presos e perseguidos políticos. Foi um dos principais responsáveis pela organização de uma rede de advogados que colhiam denúncias de tortura nos porões da ditadura, depois divulgadas, no país e no exterior, muitas vezes com a ajuda de diplomatas.

No princípio dos anos 1970, foi um dos responsáveis civis pela articulação de encontros de militares, bispos, representantes da CNBB e outras personalidades católicas que se reuniam, discretamente, para buscar formas de diálogo e conciliação entre a Igreja e a ditadura em assuntos referentes à repressão política.

Conteúdo Relacionado

crossmenu