Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo

segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Por Beth Gaspar em 15 de agosto de 2022

15/08 - Prepare-se para a assembleia do Superior na quarta-feira, os professores vão parar?, o marketing das escolas particulares, e mais: desvalorização do ensino aumentam crises de ansiedade e depressão

.

Ensino Superior: nesta quarta, dia 17 às 17 horas, assembleia com falta abonada - e vale pelo dia todo! Veja aqui os links de cada sindicato para participar da assembleia nesta quarta:   https://bit.ly/3RMLEST

 

Negociação no ensino superior não avança, assembleia na quarta-feira – ‘Segundo o presidente da Fepesp e coordenador da Comissão de Negociação, Celso Napolitano, os patrões mantêm o impasse na negociação. “Recusam reajuste, recusam discutir novas condições de trabalho criadas pela ampliação do ensino à distância, recusam mediação. Não dá pra ficar desse jeito”, critica o professor.

Assembleias – Ocorrem de forma simultânea no dia 17, às 17 horas. A Fepesp ressalta que os trabalhadores do ensino superior têm direito a participar, com falta abonada, garantida pela Convenção Coletiva da categoria. “A falta abonada vale pelo dia todo, ou seja, professores e auxiliares poderão paralisar seu trabalho para participar da assembleia”, enfatiza a Federação.

Unidade – De acordo com o informe da entidade, a mobilização de todos é necessária a fim de pressionar o setor patronal. Os trabalhadores reivindicam a reposição integral da inflação na data-base, 1º de março. Apesar disso, o setor patronal insiste em achatar os salários e conceder apenas parte da inflação no período.’ Agência Sindical, 12/08  https://bit.ly/3c2aOfY


No dia da assembleia do Superior: 17 de agosto é o Dia Nacional de Mobilização e Luta dos/as Trabalhadores/as da Educação Privada –  O ensino superior brasileiro agoniza! Acha-se sitiado e dominado pelo capital rentista, que o transformou em mercadoria comum, sem qualquer padrão de qualidade social, compromisso com a produção do conhecimento e com a formação dos jovens para a vida.  Carta Capital, 11/08  https://bit.ly/3QG5233

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Folha lança 'Desconectados', documentário sobre educação na pandemia; veja trailer– Longa-metragem tem pré-estreia no Espaço Itaú de Cinema nos dias 22 de agosto, em São Paulo, e 24 de agosto, em Brasília. Folha de S. Paulo, 15/08  https://bit.ly/3dy6BB5

 

Só 32% da população elogia ensino público, mostra pesquisa – Em pesquisa encomendada pelo Instituto Natura e realizada pela Quaest sobre percepções em relação à educação pública e em relação ao ensino médio no Brasil, os entrevistados (três e cada quatro) afirmam que mais recursos destinados à educação garantiriam melhor qualidade de ensino e aprendizagem. Valor Econômico, 15/08  http://glo.bo/3zWq4mO


Educação ainda vive dilema do salto de qualidade -  “Não podemos aceitar, como sociedade, a essa altura do campeonato, que tantas pessoas cheguem a uma certa etapa não tendo aprendido certos saberes e que são fundamentais para que elas possam exercer seus direitos”, diz o Maurício Ernica, professor da Faculdade de Educação da Unicamp. Valor Econômico, 15/08  http://glo.bo/3JSZDD5

 

Prouni 2022: MEC prorroga prazo para comprovação de informações; confira novas datas -  Agora, estudantes terão até o dia 24 de agosto para comparecer, de forma virtual ou presencial, às instituições de ensino para as quais foram pré-selecionados.  Estadão, 11/08  https://bit.ly/3pk5Puj

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Especialistas falam sobre finanças e marketing para escolas particulares que já planejam 2023 - A Associação das Escolas Particulares de Guarulhos (AEG) organizou um workshop, nesta quarta-feira, 10/08, sobre estratégias que as instituições de ensino podem usar para alavancar as matrículas de 2023. A advogada Nathália Meireles falou da importância da elaboração de contratos mais fiéis à realidade pós-pandemia. “Além de prever variáveis como inflação as instituições de ensino não podem deixar de lado, nos contratos com as famílias dos alunos, itens como a possibilidade de cumprimento de serviço em plataforma híbrida; a autonomia da escola na prestação do serviço [e] questões de saúde”. Folha Metropolitana, 12/08  https://bit.ly/3drV9qO

 

Anima sai de lucro para prejuízo líquido de R$ 24,0 milhões no segundo trimestre -  [Mesmo assim] receita líquida do grupo educacional no período foi de R$ 910,5 milhões, em alta de 57,8% sobre o resultado de R$ 576,9 milhões de um ano antes.  Valor Econômico, 15/08  http://glo.bo/3dwCutL

 

ELEIÇÕES 2022

Revogação da reforma trabalhista?– A chapa Lula-Alckmin protocolou junto ao TSE seu programa de governo. De acordo com o parágrafo 13 desse documento, eles se comprometem, se eleitos, a propor, "a partir de um amplo debate e negociação, uma nova legislação trabalhista de extensa proteção social a todas as formas de ocupação, de emprego e de relação de trabalho, com especial atenção aos autônomos, aos que trabalham por conta própria, aos trabalhadores e trabalhadoras domésticas, ao teletrabalho e aos trabalhadores em home office, mediados por aplicativos e plataformas, revogando os marcos regressivos da atual legislação trabalhista, agravados pela última reforma e reestabelecendo o acesso gratuito à Justiça do Trabalho."  Folha De São Paulo, 12/08  https://bit.ly/3SULdpV https://bit.ly/3855hTV

 

Eleições 2022: Confira datas e informações sobre título, biometria e local de votação - Neste ano, o fuso horário para a votação será um só em todo o país, o de Brasília, das 8h às 17h. Com isso, os eleitores do Acre, por exemplo, terão que ir às urnas das 6h às 15h. O prazo para tirar ou regularizar o título terminou em 4 de maio. Quem não fez biometria poderá votar normalmente, segundo o TSE —a coleta de digitais permanece suspensa devido à pandemia. Tem dúvidas sobre o pleito? Veja perguntas e respostas aqui. Folha De São Paulo, 18/07   https://bit.ly/3855hTV

 

SAÚDE

Exploração e desvalorização do ensino aumentam crises de ansiedade e depressão – A constatação já foi confirmada no estudo “Novas formas de trabalhar, novos modos de adoecer”, realizado com 714 trabalhadores da educação, divulgado no fim de 2021, pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) – veja o estudo aqui. O medo de pegar a doença e a mudança no trabalho, que passou a ser a distância, impactaram a saúde mental dos professores e das professoras e levaram a categoria a solidão e isolamento.  CUT, 25/07   https://bit.ly/3zWOdcN

 

 

 

“Brasil não tem direito de pensar pequeno em educação”, diz especialista
CNN, 14/08
https://bit.ly/3bXajnC

Para a especialista CNN em educação Claudia Costin, a execução do novo ensino médio nas escolas brasileiras apresentará desafios logísticos para o país, mas que devem ser enfrentados para alcançar uma melhora na preparação dos jovens.

 

O novo ensino médio entrou em vigor neste ano e promoveu mudanças na grade curricular das escolas. Agora, a partir do segundo ano, o aluno deve escolher qual área quer se aprofundar. Para Costin, a mudança vai em linha com países exemplos em sistemas educacionais, mas será necessário encarar gargalos, como a oferta de disciplinas em municípios que possuem apenas uma escola.

“Nós temos que olhar para isso como um desafio que não é só de formar e valorizar os professores – como até os alunos disseram que os professores precisam ser valorizados como profissionais – precisamos olhar como um desafio logístico imenso”, diz a especialista CNN em educação.

De acordo com Costin, o novo ensino médio representa um modelo mais contemporâneo, mas desafiador. “Vai ser um desafio logístico grande, vai ser um desafio de ensino grande, mas o Brasil não tem direito de pensar pequeno em educação. Nós somos a 12 economia em termos de PIB. Estão certos os alunos ao dizer ‘nós precisamos de escola em tempo integral’”, pontua a especialista. “Não vai ser fácil, mas está na hora do Brasil dar a importância que a educação tem que ter”, ressalta.

Conteúdo Relacionado

crossmenu