Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 20 de fevereiro de 2024

10 de maio de 2022

11/05 – Negócios da Educação: Anitta vira professora da Estácio, Fabio Porchat financia 200 inscrições do Enem, e mais: Saúde física e mental dos professores no limite

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

Participe da sua assembleia nesta sexta-feira, dia 13. Veja horário e link no seu sindicato, ou aqui: https://bit.ly/3w1gTRl

 

NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Vale tudo: cantora Anitta será professora de curso de negócios em universidade Estácio
Estadão; 10/05
https://bit.ly/3w3FogB

Além de cantora, palestrante, empresária e membro do conselho de administração do Nubank, agora Anitta vai poder adicionar uma nova experiência ao seu currículo Linkedin: professora. A artista dará aulas no curso “Anitta Prepara” da universidade Estácio, companhia que ela é garota propaganda.

Conforme divulgado pela instituição de ensino, o curso será focado em estratégias de empreendedorismo, negócios, inovação e marketing para pequenos empresários. “Eu queria muito compartilhar o que eu utilizei de conhecimento na minha carreira com todo o meu público e com todos os brasileiros”, contou Anitta nas redes sociais.

Além das aulas teóricas com a nova professora, os alunos também terão acesso ao material virtual disponibilizado pela universidade durante seis meses. Todo o processo de inscrição e aulas será feito de maneira virtual.

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Enem 2022: Pix poderá ser usado para pagar inscrição, que começaram nesta terça-feira
Valor Econômico; 09/05
http://glo.bo/3LbiUyI

Miguel Nagib, fundador do movimento Escola sem Partido (foto), acusou o presidente Jair Bolsonaro (PL) As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2022) começam nesta terça-feira (10) e vão até o próximo dia 21. Nesta edição, os interessados em participar do exame poderão fazer o pagamento da taxa de inscrição por meio de Pix ou cartão de crédito.

A taxa de inscrição para o Enem 2022, versões digital e impressa, foi mantida no valor de R$ 85

As provas serão realizadas nos dias 13 e 20 de novembro. A aplicação dos testes impressos seguirá o horário de Brasília. A abertura dos portões será às 12h e o fechamento às 13h. O início das provas será às 13h30. No primeiro dia de Enem, o término das provas será às 19h. No segundo dia de testes, às 18h30.

 

Mecenato: humorista Fábio Porchat vai pagar a inscrição de 200 participantes no Enem 2022: ‘Só a educação muda o mundo’
G1; 10/05
http://glo.bo/3wlIlYF

O projeto apelidado de ‘Quebra Essa, Porchat’ aconteceu pela primeira vez em 2021, quando milhares de participantes perderam o direito à isenção, mas não tinham como pagar os R$ 85.  Para participar, o inscrito precisa preencher um formulário (aqui), que também foi divulgado pelo apresentador, com informações de contato, dados do boleto e ainda enviar o arquivo da cobrança. O comprovante de pagamento será enviado por e-mail para o participante.

Quem for contemplado pela ajuda tem apenas um pedido a cumprir: “E depois quero todo mundo me mandando as notas do Enem igual fazia na escola!”, finalizou o humorista.

 

Educação domiciliar no Brasil divide governo, defensores e especialistas
Folha de S. Paulo; 10/05
https://bit.ly/3M4rJvb

A possibilidade de que pais eduquem seus filhos somente em casa dividiu a base do governo e gerou dois projetos de lei que se antagonizam quanto ao nível de regulação que a prática teria. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu em 2018 que quem quiser optar por isso não comete crime, mas tem que seguir normas que seriam definidas pelo Legislativo.

Dois projetos de lei que procuram disciplinar o homeschooling estão sendo discutidos no Congresso. ​ O primeiro, relatado pela deputada Luísa Canziani (PSD-PR), libera a atividade com regulações como a necessidade de matrícula em instituição de ensino e avaliações periódicas. Além disso, ele prevê a obrigatoriedade de que um dos pais da criança educada em casa tenha curso superior.

Até quem se posiciona contra o ensino em casa, por princípio, questiona as limitações aventadas no projeto de lei em apreciação no Legislativo. É o caso de Mariza Abreu, consultora em educação. “Sou contra a liberação de qualquer forma que seja, mas exigir que um dos pais tenha faculdade torna essa ideia elitista”, afirma.

 

Comissão de Educação ouve diretores do FNDE sobre pregão superfaturado e carros de luxo
Agência Senado; 10/05
https://bit.ly/3w4H6hy

A Comissão de Educação vai ouvir nesta quarta-feira (11) o diretor de Ações Educacionais do FNDE, Garigham Amarante Pinto; e o diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais, Gabriel Vilar. Garigham foi responsável pelo pregão eletrônico de ônibus escolares com suspeita de superfaturamento de R$ 700 milhões, embargado pelo TCU. Os diretores também devem explicar a compra de veículos de luxo logo após assumirem o cargo. O autor é o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP).

O autor do requerimento, senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, também quer explicações sobre a compra de dois automóveis esportivos de luxo pelos diretores, logo após assumirem o cargo. Com um salário de R$ 10 mil, eles teriam comprado veículos avaliados em R$ 330 mil e R$ 250 mil cada.

 

Prefeitura de SP aumenta raio de atendimento para transporte escolar
Portal iG; 10/05
https://bit.ly/3wjo71U

Mudança irá gerar acréscimo de 75% de estudantes beneficiados; medida é válida para 2023 após novo credenciamento dos veículos.

Com a mudança, os alunos que moram a partir de um quilômetro e meio da escola em que estão matriculados, passarão a ter direito ao transporte. Hoje, pela legislação em vigor são atendidos os alunos cuja distância é de dois quilômetros. Ao ampliar o raio de atendimento em 500 metros, a Prefeitura passará a atender, a partir do ano que vem, mais 22 mil estudantes, saltando de 29 mil para 51 mil, um aumento de 75%.

 

SAÚDE

Saúde física e mental dos professores no limite
Extra Classe; 10/05
https://bit.ly/3yqW9E9

Mais da metade dos professores do ensino superior questionados sobre como se sentem no retorno à presencialidade relataram uma piora nas suas condições de saúde no primeiro semestre deste ano.

A pesquisa Realidade Docente 2022, realizada pela consultoria FlamingoEDU para os sindicatos de professores (Sinpro/RS, Sinpro/Noroeste e Sinpro/Caxias), entre os dias 18 e 25 de março, por meio de 18 questões objetivas e subjetivas, teve a participação de 857 docentes da educação superior do ensino privado e comunitário gaúcho. Ela revelou que, para 54% dos professores, as suas condições física e mental pioraram ainda mais no primeiro semestre de 2022, em comparação a 2021.

Veja a pesquisa completa aqui.

SEM REMUNERAÇÃO – A sobrecarga de trabalho vinculada à sala de aula e trabalhos sem remuneração são evidenciados nas respostas. Mais de 50% dos pesquisados consideram que houve acúmulo de atividades e de funções sem o respectivo acréscimo na sua carga horária semanal remunerada. Entre os que produziram conteúdo para disciplinas EaD, 52% não receberam qualquer remuneração pelo material.

 

 

 

Desigualdade, saúde e inflação são os temas que mais preocupam brasileiros, aponta pesquisa
Valor Econômico; 11/05
http://glo.bo/3Mc6fwM

Em sexto lugar, surge a educação, citado por 28% dos entrevistados, seguido, em sétimo, pelos impostos, com 19%.

Os temas sociais e econômicos estão entre as maiores preocupações dos brasileiros, segundo levantamento mensal realizado pela Ipsos, empresa de pesquisa e inteligência de mercado fundada na França. De acordo com o estudo, a pobreza e a desigualdade social são as questões que mais afligem a população do país hoje, com 41%. Em seguida, aparecem a saúde, com 34%, e, logo após, a inflação, com 33%, que teve aumento de nove pontos em relação à pesquisa anterior. Além disso, os índices de confiança econômica apontam pessimismo: 79% concordam que a situação da economia no Brasil está ruim.

Por outro lado, o levantamento indica que a discussão sobre a gestão da pandemia no país, que provocou a morte de mais de 660 mil pessoas, não está entre os assuntos mais relevantes para a população. O coronavírus aparece em 8º lugar entre as preocupações dos brasileiros, com 10%. Isso não significa, porém, confiança no sistema de saúde.

Caminho errado – A pesquisa mostrou ainda que 70% dos entrevistados acreditam que o Brasil está no caminho errado, contra apenas 30% que pensam que os rumos do país são positivos. De acordo com a diretora da Ipsos, o desalento é muito alto, mas caiu um pouco nos últimos meses. Em outubro de 2021, o índice de pessimismo era de 80%.

Apesar do pessimismo, 52% dos entrevistados disseram acreditar que, daqui a seis meses, a economia do país estará mais forte, enquanto 69% afirmaram que nesse período sua situação financeira pessoal estará melhor

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio