Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 27 de fevereiro de 2024

7 de dezembro de 2022

07/12 – MEC implode neste fim de governo, estabilidade no Ensino Superior, dono da Estácio faz negócio com o sheik do Catar, e mais: jogo do Brasil na sexta é ponto facultativo? Entenda

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

Sesi/Senai: não vamos esperar o ano acabar para começar nossa campanha salarial 2023: agora é nossa vez! Neste sábado, 10/12 – campanha unificada, em todo o Estado: confira horário, e o link para participar, no seu sindicato!

 

TRANSIÇÃO

Bolsonaro implode Ministério da Educação; sem dinheiro, pasta é novo desafio ao governo Lula – Déficit orçamentário deixado pelo atual governo federal na educação deve afetar distribuição de merenda, livros, Enem e até o fornecimento de papel higiênico às universidades e institutos federais. A situação do MEC se tornou ainda mais grave quando, na semana passada, o governo Bolsonaro bloqueou R$ 466 milhões. Tal corte deve colocar em risco o funcionamento das universidades e institutos federais. Revista Forum  05/12  https://bit.ly/3P69t74

 

Mercadante diz que o maior risco da Educação no momento é ‘não pagar bolsas de residentes de medicina’ Segundo Mercadante, 14 mil alunos que trabalham em hospitais universitários federais podem ser impactados “se nada for feito”. A informação foi dada durante a coletiva de imprensa do grupo técnico da transição responsável pela área da educação. O Ministério da Educação já havia indicado esses dados ao grupo em uma reunião realizada na segunda-feira (5).

A residência médica é um tipo de pós-graduação que funciona como um “treinamento em serviço”: os alunos trabalham nas instituições de saúde sob a supervisão de médicos mais experientes. Atualmente, o valor mínimo mensal pago a cada participante é de R$ 3.300,43 (pode haver complementos).G1 06/12  http://glo.bo/3BfsfDn

  

Revogaço, recuperação de aprendizagens e financiamento: as prioridades do GT da Educação Em entrevista ao Brasil de Fato, Daniel Cara, integrante do Grupo de Transição da Educação e dirigente da Campanha Nacional pelo Direito à Educação afirma que há disputa na área, mas “urnas escolheram a educação pública”. Apesar disso, o grupo está em acordo sobre a revogação de uma série de políticas destrutivas aplicadas pelos governos Bolsonaro e Temer.

Entre elas está o fim das escolas cívico-militares, da alfabetização focada em um aplicativo, da atual política de formação de professores e da Política de Educação Especial, considerada excludente. G1 06/12  http://glo.bo/3BfsfDn

 

 Três nomes são favoritos para ocupar Ministério da Educação Três nomes aparecem na dianteira, segundo pessoas ligadas à nova gestão petista e especialistas da área. No topo da lista está a governadora do Ceará, Izolda Cela, seguida pelo mineiro Reginaldo Lopes (PT). São Paulo corre em paralelo, com o superintendente-executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques. Estado de Minas 06/12  https://bit.ly/3uwWwde

 

 

ENSINO SUPERIOR

Professores do Ensino Superior estão em estabilidade até 24 de janeiro de 2023 – Lembramos, ainda, que a partir desta data também já estará valendo a garantia semestral de salários para profissionais com mais de 18 meses de casa. Essa estabilidade não é garantia de salário, mas impede o desligamento dos educadores no Ensino Superior depois do início do ano letivo em 2023. E, então, o professor já estará coberto pela cláusula da Convenção Coletiva que garante o salário integral até a conclusão do semestre. Sinpro ABC  05/12  https://bit.ly/3hbfEdp

 

 Reajuste do ensino superior: cumpra-se! – Às instituições de ensino, que não raro veiculam as peças publicitárias do “formamos para a democracia e a cidadania”, cabe única e exclusivamente o dever de cumprir na íntegra a sentença judicial do TRT.

Assim, as instituições que não respeitarem as determinações impostas pelo Tribunal serão imediatamente notificadas pelo SinproSP, e uma ação de cumprimento será ajuizada, para que os direitos das professoras e professores sejam garantidos e a sentença judicial, acatada. Numa democracia, decisões da Justiça devem ser respeitadas. Portanto, cumpra-se! SinproSP 06/12  https://bit.ly/3VHoyyC

 

PRÊMIO

Professora que viralizou com aula sobre África ganha prêmio nacional de educação– A educadora Lavínia Rocha, de 25 anos, que protagonizou um vídeo onde fazia uma espécie de “antes e depois” com estudantes de 9 e 10 anos durante estudos da cultura africana, em Belo Horizonte, foi uma das cinco ganhadoras do Prêmio Perestroika, que destaca professoras e professores brasileiros com as iniciativas e práticas mais inovadoras e criativas na educação (clique na imagem para assistir o vídeo –  ou aqui).

O Prêmio Perestroika é uma iniciativa da Perestroika e da agência de notícias  Sputnik que tem o objetivo de mapear, destacar e premiar as professoras e professores com as iniciativas e práticas mais inovadoras e criativas na educação. G1 06/12  http://glo.bo/3ha6vlC

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Maple Bear investirá US$ 200 milhões no Oriente Médio – O Grupo SEB, do empresário libanês Chaim Zaher, pretende abrir 50 escolas da rede canadense Maple Bear no Oriente Médio em parceria com um fundo soberano local. A meta é investir, no prazo de dois anos, US$ 200 milhões em unidades localizadas, preferencialmente, no Catar, Omã, Arábia Saudita, além de Dubai e Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos).

Atualmente, o SEB já tem nove escolas e 588 alunos em cinco países árabes. Essas unidades operam na região por meio de franquias, mesmo formato adotado no Brasil – maior mercado da rede canadense que possui 530 escolas no mundo. Mas, nessa nova fase de expansão no Oriente Médio, o grupo fará uma joint venture com um fundo soberano árabe e também negocia converter algumas escolas já em atividade nas cidades escolhidas para a bandeira Maple Bear. Valor Econômico 07/12  http://glo.bo/3Hjgtfa

 

 Empresário aumenta participação na Yduqs (Estácio) – O empresário Chaim Zaher e sua família aumentaram de 7,6% para 10,8% a participação acionária que detêm na Yduqs, segundo maior grupo de ensino superior do Brasil. E podem elevar mais essa fatia. “Acredito muito no potencial da companhia e dos gestores. Se for possível, vou comprar mais”, disse Chaim. A família Zaher é o maior sócio individual da Yduqs, que tem ainda a gestora de private equity Advent como acionista.

Valor Econômico 07/12  http://glo.bo/3BfyIy2

 

 

 

Jogo do Brasil no dia 9 de dezembro é ponto facultativo? Entenda
Valor Econômico, 06/12
https://bit.ly/3h6ueD5

O Brasil segue avançando na Copa do Mundo do Catar e, agora, enfrentará a seleção da Croácia na sexta-feira (9), às 12h, em partida válida pelas quartas de final da competição.

No caso das partidas disputadas em dia de semana, é comum a dúvida sobre um possível feriado em partidas da seleção brasileira ou se é decretado ponto facultativo.

Para o setor privado, não há uma regra específica que defina como será o expediente em dia de jogo do Brasil. Sendo assim, é um dia útil comum, com a possibilidade de funcionários negociarem medidas alternativas com seus chefes, como a liberação com compensação de horas em outros dias ou até mesmo assistir a partida no local de trabalho.

“Dia de jogo do Brasil é um dia útil normal. Existe até uma brincadeira recorrente de que todo funcionário que não foi convocado pelo Tite deve trabalhar”, disse Rodrigo Marques, advogado especializado na área trabalhista, em entrevista anterior ao Valor.

Já para o setor público, o ministro da Economia, Paulo Guedes, assinou uma portaria permitindo que funcionários sejam dispensados de trabalhar em jogos disputados às 12h – caso de Brasil x Croácia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio