Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 28 de fevereiro de 2024

7 de março de 2022

07/03 – O insulto ao chamar ‘mulher fácil’, a possível cassação do deputado, começa hoje prazo para declarar o IR , e mais: por que pesquisas eleitorais têm diferença de resultado

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]
Acompanhe o noticiário e as edições especiais marcando o Dia Internacional da Mulher de 2022 aqui.

 

 

Deputados se mobilizam para cassar o mandato de Mamãe Falei
UOL; 06/03
https://bit.ly/3MuCebW

A possível cassação do deputado estadual por São Paulo Arthur do Val, o Mamãe Falei (Podemos), por ter dito que “as mulheres ucranianas são fáceis porque são pobres”, será o tema que vai marcar as discussões entre deputados na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (7). Várias manifestações contra Arthur do Val, em defesa de sua cassação, devem ser apresentadas em comissões como a da Mulher e de Direitos Humanos.

 

“Mulher fácil”? Não aceitamos tal insulto! Nota da Fepesp sobre declarações do deputados Arthur do Val
Rádio Peão Brasil; 05/03
https://bit.ly/3MxAEG7

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo, Fepesp, divulgou neste sábado (5) nota em repúdio às falas do deputado estadual de São Paulo pelo Podemos, Arthur do Val, que mostram discriminação de gênero e desrespeito ao povo ucraniano.

Leia a nota:

“Mulher fácil”? Não aceitamos tal insulto – Na véspera do dia internacional da mulher ouvimos uma repugnante manifestação de um cidadão eleito à Assembleia Legislativa que não faz jus à grandeza do seu mandato e nem merece ser citado por sua baixeza. Farão bem seus colegas deputados em examinar a ofensa às mulheres – que compõem a grande maioria de nossa categoria – , repudiar suas declarações e aplicar a sanção mais severa não só pela quebra de decoro parlamentar, já que o deputado declarou-se em viagem oficial, mas pela repulsiva e inaceitável descrição das mulheres ucranianas neste momento tão difícil.

A Fepesp, em nome de seus sindicatos integrantes, repudia toda e qualquer manifestação preconceituosa ou de misoginia em relação às nossas bravas companheiras e saúda todas as mulheres em seu Dia.

 

 

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Fundos criados por ex-alunos se espalham por universidades brasileiras
Folha de S. Paulo; 06/03
https://bit.ly/3Kl52Sj

Com presença cada vez maior no cenário universitário nacional, os fundos patrimoniais criados por ex-alunos têm pipocado em instituições de todo o país, já financiam projetos e colaboram entre si. As iniciativas, no entanto, ainda enfrentam desafios importantes como a falta de estímulos para doação.

Os chamados “endowments” foram regulamentados no país em 2019. Por lei, definiu-se a possibilidade de criação de fundos obtidos por meio de doações cujos recursos são aplicados no mercado financeiro. Os rendimentos vão para, por exemplo, instituições de educação, ciência e tecnologia. É o caso das universidades.

 

Futuro governo tem de ampliar educação e reduzir pobreza, dizem empresários
UOL; 06/03
https://bit.ly/3hKJnGX

O Brasil precisa reduzir as desigualdades para voltar a ter crescimento econômico de forma sustentada. E o caminho para diminuir a distância entre ricos e pobres no país passa necessariamente por mais investimentos em educação e aperfeiçoamento dos programas de transferência de renda. É o que sugerem entidades empresariais da indústria, do comércio e do setor financeiro aos potenciais candidatos a assumir a Presidência da República a partir de 2023.

Nesta reportagem, estudiosos ouvidos pelo UOL afirmaram que, o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) por si só não resolve o problema da desigualdade e que não há crescimento sustentável sem a redução da desigualdade.

 

Quase 30% dos pré-selecionados na 1ª chamada do Prouni utilizaram a nota do Enem 2020
Agência Brasil; 04/03
https://bit.ly/35SEh8P

Dos 188.127 candidatos pré-selecionados nesta 1ª chamada, 55.269 usaram a nota do Enem 2020 e 132.858 a nota do Enem 2021.

Ao todo, 544.755 candidatos se inscreveram nesta edição do Prouni, que ofertou um número recorde de bolsas: 273.001, sendo 181.036 bolsas integrais e 91.965 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade do curso. A distribuição desse número superior de bolsas integrais foi observada em 23 estados e no Distrito Federal.

SEU DINHEIRO

Prazo para declarar Imposto de Renda começa nesta segunda; veja o que fazer
Folha de S. Paulo, 07/03
https://bit.ly/3MFZvrF

Os 34,1 milhões de contribuintes obrigados a declarar o Imposto de Renda 2022 podem, a partir das 8 horas desta segunda-feira (7), baixar o programa da declaração e enviar o documento à Receita Federal. O prazo para prestar contas ao fisco termina às 23h59 do dia 29 de abril. Quem é obrigado a declarar e perde a data-limite paga multa mínima de R$ 165,74, que pode chegar a 20% do imposto devido no ano.

Em 2022, os contribuintes terão menos tempo para fazer a declaração, já que o programa, que costumava ser liberado em 1º de março, atrasou devido à operação-padrão dos servidores da Receita, mas novidades que serão implantadas pelo órgão neste ano podem facilitar o preenchimento e auxiliar quem tem dúvidas sobre o IR.

Baixe aqui o programa para a declaração do IR de 2022.

 

CORONAVÍRUS

Covid-19: estados preparam flexibilização do uso de máscaras
Rede Brasil Atual; 04/03
https://bit.ly/3Mrjx95

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou nesta quinta-feira (3) que irá flexibilizar o uso de máscaras contra a covid em locais abertos. A medida passa a valer a partir da próxima segunda (7). A Secretária de Saúde estadual do Rio de Janeiro foi além. A pasta deve anunciar ainda hoje a dispensa do uso da proteção facial inclusive em locais fechados. No entanto, o decreto deve garantir aos municípios a palavra final sobre a questão.

Já o governo de São Paulo deve avaliar os impactos do carnaval nos números da covid para decidir sobre a liberação do uso de máscaras nos próximos dias.

Especialista considera “precipitada” a liberação de máscaras em locais de maior risco de transmissão, como transporte público, ambientes hospitalares e casas de repouso.

 

 

 

Por que pesquisas eleitorais têm diferença de resultado
Nexo; 06/03
https://bit.ly/35CFql1

Uma pesquisa sobre a corrida presidencial de 2022 do instituto Futura Inteligência, encomendada pelo Banco Modal Mais, chamou a atenção ao ser divulgada em 23 de fevereiro, em razão da discrepância de resultado na comparação com os demais levantamentos que vêm sendo realizados com vistas às eleições de outubro.

Enquanto outros institutos apontavam vantagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o presidente Jair Bolsonaro naquele momento, o Futura Inteligência mostrou um empate técnico entre os dois, despertando questionamentos das metodologias na realização das entrevistas.

Amostragem, margem e confiança – Antes das diferenças na condução de pesquisas por parte dos institutos, veja quais são os conceitos básicos necessários para entender como funciona um levantamento de intenção de voto.

É preciso destacar que, como os próprios políticos costumam dizer, pesquisa é o retrato de um momento. O resultado de um levantamento num determinado cenário e período não garante que o mesmo resultado seja reproduzido no futuro pelas urnas.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio