Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 27 de fevereiro de 2024

1 de setembro de 2022

01/09 – O estado de greve e a proposta do TRT nas assembleias do Ensino Superior, greve da UNIB vai a Tribunal, Educação ausente no debate eleitoral, e mais: o dia da Amazônia celebrado em festivais

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

 

Assembleias decidem: professores e pessoal administrativo em assembleia permanente – ‘Cláusula de paz’ temporária: acordo até volta ao TRT em 15/09 – Sem acordo satisfatório, greve ou Tribunal leva dissídio a julgamento! Saiba mais aqui: https://bit.ly/3KGNNMO
 

 

Ensino Superior: assembleias  decretam estado de greve, respeitam proposta do TRT, e resolvem: acordo ou julgamento –   Professoras, professores e pessoal administrativo do Ensino Superior privado voltaram às assembleias em todo o Estado nesta quarta-feira, 31/08, e decidiram por ampla maioria aceitar a proposta do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de suspender temporariamente a greve marcada para o dia 5 desde que as mantenedoras apresentem uma proposta de acordo satisfatória para os sindicatos e a Fepesp.

Em audiência de conciliação de greve promovida pelo TRT na sexta-feira, dia 26, o juiz Gabriel Lopes Coutinho Filho propôs o que chamou de uma ‘cláusula de paz’: os sindicatos suspendem a greve temporariamente. O juiz ainda marcou uma data, 15/09, para a volta ao Tribunal. Não havendo acordo aprovado por assembleias o dissídio pode ir a julgamento. As assembleias acataram a proposta e votaram se manter em estado de greve.. Fepesp, 31/08   https://bit.ly/3pSXmhW


SP: greve na Universidade Ibirapuera vai hoje a Tribunal –  Hoje, 1º de setembro. Haverá audiência de conciliação da greve de professores da UNIB. A ação junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região  foi protocolada pelo SinproSP, como substituto processual dos professores, para cobrança do adicional de férias, 13º salário de 2021, salários atrasados em 2021 e 2022, FGTS e contribuição previdenciária.

Os professores estão em greve há mais de 20 dias. Os professores aceitam receber os valores devidos em quatro parcelas, corrigidas pela Selic e querem a garantia de que os salários a partir de agosto e o 13º serão pagos no prazo legal. A oferta da mantenedora, rejeitada da assembleia, previa pagamento da dívida em dez parcelas, sem previsão de correção.  Nos dois casos, os valores devidos serão apurados assim que os professores receberem todos os holerites e comprovantes de depósitos.

Em nome da diretoria do SinproSP, o professor Celso Napolitano elogiou a conduta corajosa dos professores. “Vocês são pessoas de fibra, que nunca receberam da mantenedora o devido respeito”, afirmou. Sinpro SP, 31/08    https://bit.ly/3pH3c5U

 

POLÍTICA EDUCACIONAL

Banco do Brasil renegocia dívida do Fies a partir desta quinta-feira –  O Banco do Brasil começa nesta quinta-feira (1º) a renegociar dívidas do financiamento estudantil do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). Para regularizar os débitos é preciso ter contratado o Fies até o segundo semestre de 2017, ter parcelas em atraso acima de 90 dias em 30 de dezembro de 2021 e não ter aderido a renegociação anterior. Valor Econômico, 01/09   http://glo.bo/3CLtpIn


Consultoria aponta que governo Bolsonaro corta recursos da educação de forma recorrente  –   Um estudo realizado pela Consultoria de Orçamento da Câmara dos Deputados e do Senado Federal constatou que o governo de Jair Bolsonaro vem cortando recursos e diminuindo o investimento em educação de forma recorrente e sistemática. Segundo critérios de apuração do teto de gastos, as despesas na área de 2016 para 2021 caíram significativamente, passando de R$ 103.9 bilhões (2013) para R$ 80.9 bilhões (2021). No mesmo período, as despesas totais passaram de 6,5% (2013) para 5,3% (2021). Já as despesas discricionárias passaram de 21,4% (2013) para 17% (2021). SINPRO-DF, 31/08    https://bit.ly/3KGn2b5

 

Empobrecimento e falta de políticas públicas empurram jovens para fora da escola –   Em 2021 o Brasil registrou aumento no número de crianças e adolescentes fora da escola: 244 mil meninos e meninas de 6 a 14 anos não estavam matriculados no segundo trimestre – uma alta de 171,1% em relação ao mesmo período de 2019. Os números são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sinteal, 30/08  https://bit.ly/3cAseRg

 

ELEIÇÕES 2022

Educação no debate eleitoral, a grande ausente –  Do total de 160 minutos de sabatina com os quatro principais candidatos, menos de um minuto foi dedicado à educação – e assim mesmo o tema só surgiu como parte da fala final de um candidato. Não é culpa da TV Globo. Nem dos candidatos. A razão é simples: educação não é o tema mais premente do eleitor. No debate da Band não foi diferente. Congresso em Foco, 31/08   https://bit.ly/3q2df5G


Opinião, Claudia Costin: ‘Não basta ao candidato dizer que educação é prioridade’ –  Para a Especialista CNN, se faz necessário que os candidatos digam o que pensam para a educação básica, a alfabetização de crianças e o ensino integral, pois, se o país se mantiver em um nível educacional baixo, “não há capital humano que construa a economia”. CNN, 31/08   https://bit.ly/3Rolkxi


Da balbúrdia à “farra dos pastores”: educação sob Bolsonaro –  Marcada por escândalos e uma série de trocas de ministros, a gestão da educação no governo do presidente Jair Bolsonaro trouxe retrocessos principalmente por inação e falta de coordenação, o que se tornou mais desastroso durante a pandemia, apontam especialistas e representantes do movimento estudantil ouvidos pela DW Brasil. A ideologia, avaliam, ficou mais no discurso do que na ação. DW, 31/08   https://bit.ly/3TCs78n

 

 

Dia da Amazônia será celebrado em festivais em sete estados
RBA, 30/08
https://bit.ly/3AYYgPh

O Dia da Amazônia, 5 de setembro, será celebrado com festivais em oito cidades brasileiras. As atividades culturais, gratuitas, com participação de Gaby Amarantos, Geraldo Azevedo, Maria Gadú e BaianaSystem começam a partir do sábado (3) e vão até o dia 10. Veja a programação aqui: https://festivaisdiadaamazonia.com.br/

A data foi instituída por lei, em 2007 e a organização trabalha com a perspectiva de que sejam incluída no calendário cultural dos brasileiros. O bioma Amazônico está no centro das atenções mundiais por seu papel na regulação do clima e na vida de suas populações. E também pela escalada de ataques, com desmatamento e queimadas recorde, além de violência crescente, que têm comprometido sua integridade.

Nesse sentido, para os organizadores, o Dia da Amazônia é uma forma de alertar o Brasil e o mundo sobre essa ameaça de consequências globais. Por isso, diversos movimentos e organizações decidiram sair às ruas para divulgar a data. A preservação da Amazônia é também um dos temas centrais das eleições.

Segundo dados do Ruralômetro 2022, 68% dos atuais deputados votaram a favor de leis contrárias ao meio ambiente, indígenas e trabalhadores rurais. Então, a atenção dos eleitores não deve se restringir ao voto no presidente. Uma nova composição do Congresso Nacional está em jogo.

Festivais Dia da Amazônia – Por isso, o objetivo da mobilização é atrair públicos diversos ao longo das programações de cada cidade, levando a mensagem de que a Amazônia, que ocupa 52% do território brasileiro, está em todo lugar, muito além de suas fronteiras, e merece ser comemorada.

Os Festivais Dia da Amazônia 2022 (clique aqui para acessar o site) estão sendo produzidos pelas organizações e iniciativas socioambientais Reocupa, Namaloca, Psica, Negritar, Gira Mundo, Condô Cultural, Nossas, Instituto Clima e Sociedade (iCS), Uma Concertação pela Amazônia, Ja.Ca, Murerú Produções, Tapajós de fato, Na Cuia, Suraras do Tapajós, Projeto Saúde e Alegria, Movimentos pela Soberania Popular na Mineração (MAM), Federação das

Confira a programação – O show de abertura será em São Paulo, dia 3, com Gaby Amarantos, Anelis Assumpção, Djuena Tikuna, Suraras do Tapajós, Bloco do Água Preta e outros convidados. Em Belém, no mesmo dia, também iniciando as celebrações, será realizada a 5ª edição do Festival de Cinema das Periferias e Comunidades Tradicionais da Amazônia. Os eventos se estendem até o dia 10 de setembro, finalizando com o Festival Maní(Festar), em Santarém (PA).

No dia seguinte (4), haverá festivais em Manaus, Belém, São Luís, Macapá, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Em cada local haverá atividades gratuitas para todas as idades. Clique aqui para acessar a agenda completa com os horários). Cada evento celebra e respeita as diversidades regionais e culturais, e isso se reflete nos nomes e identidades diferentes de cada palco em cada cidade.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio