27 de julho de 2020

A saúde emocional do educador: 58% reclamam de estresse durante pandemia

Pesquisa do site Nova Escola mostra que ansiedade afeta 58% dos educadores no período de suspensão de aulas durante a pandemia; os problemas de saúde mais relatados pelos educadores foram estresse e dor de cabeça (63%), insônia (39%), dores nos membros (38%) e alergias (38%).

Pesquisa do site Nova Escola mostra que estresse afeta 58% dos educadores no período de suspensão de aulas durante a pandemia: 28% avaliam a saúde emocional como péssima ou ruim, 30% como razoável. Apenas 8% entre os entrevistados afirmam que se sentem ótimos.

Os resultados são resultado de 9.500 respostas de questionário publicado entre 16  e 28 de maio de 2020.

► Estresse envolvido na necessidade de aprender rápido para adequar o planejamento, risco  de contaminação, insegurança em relação ao futuro, falta de reconhecimento das famílias e  gestores, aumento no tempo de preparo das  aulas e de dedicação aos alunos e sensação de  não conseguir dar conta de todas as demandas  domésticas, familiares e profissionais aparecem  entre os fatores destacados pelos professores.

Mais de metade (51,1%) dos professores  relatam não ter recebido formação de suas  redes ou mantenedores para trabalhar.

 

Baixe a pesquisa completa aqui: ne-pesquisa-professor-final-1

Quadros selecionados:

  

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio