30 de setembro de 2020| ,

Ensino superior: proposta patronal ‘insuficiente’ para deliberação por nossa assembleria

Convenção coletiva, direitos, fechado por dois anos. Representantes dos sindicatos deliberam por nova rodada de negociações para discutir clausulas financeiras da convenção.

Os sindicatos integrantes da Fepesp, reunidos em seu conselho na tarde desta quinta-feira (01/10), decidiram por não aceitar a proposta financeira das mantenedoras de instituições de ensino superior privadas nesta Campanha Salarial 2020.

 

Apesar do estágio avançado das negociações, os representantes dos sindicatos consideraram haver a necessidade de esclarecer alguns detalhes da proposta e, para tanto, deliberaram encaminhar por propor a realização de nova reunião entre a comissão de negociação dos sindicatos, coordenada pela fepesp, e os representantes das mantenedoras.

“Ainda não temos uma proposta completa, detalhada, para ser apresentada à deliberação da assembleia dos trabalhadores. por isso, será necessário estender a negociação com o patronal”, disse Celso Napolitano, da Fepesp, que coordena a comissão de negociação sindical.

Os sindicatos e o lado patronal já têm acordo pela renovação da convenção coletiva de professores e auxiliares de administração escolar no ensino superior por dois anos, até o final de fevereiro de 2022. As cláusulas sociais da convenção, que incluem direitos consagrados como garantia semestral de salários, estabilidade ao docente em vias de aposentadoria, bolsas de estudo aos dependentes dos trabalhadores, foram defendidos nesta campanha e deverão ser preservados.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio