7 de dezembro de 2018| , , ,

Escola sem partido é movimento ideológico

O projeto da Escola Sem Partido, aprovado ou não, trará e já trouxe prejuízos para a educação

Por Conceição Fornasari

O projeto de um vereador barbarense sobre o controle da escola e do professor, com a justificativa de despartidarização da escola, encontra-se em análise e no aguardo dos pareceres do jurídico da casa e das comissões pertinentes. Até tu, Santa Bárbara em seus duzentos anos? “Vale a tentativa do vereador”, diz o locutor de uma rádio desse município ao referir-se à essa proposta, mas para nós, não vale mesmo!

Enquanto isso o projeto da Câmara Federal após dez sessões da Comissão Especial teve o parecer do relator lido e pode ser votado a qualquer momento, mesmo com a oposição combativa de valorosos e destemidos deputados e deputadas, verdadeiros guerreiros na defesa da liberdade e da democracia na escola e que se esparramam pela vida.

O STF, que deveria votar na última semana o projeto de Alagoas, em uma atitude de seu presidente que o retirou da pauta em uma atitude protelatória e que sugere uma disposição em deixar para o Congresso Nacional essa decisão, bem a gosto do governo eleito.

Há alguns anos, por ocasião do mês do professor, publiquei um texto com o título de “Professor, professora: profissão perigo” que hoje está mais atual do que nunca, pois esse movimento ideológico, cruel, perseguidor, beligerante e antidemocrático, traz perigo muito maior do que o escrito no passado.

Amedrontar, discriminar, criar um clima de pânico e de terror, com o objetivo claro de ganhar adeptos em todos os rincões do país, de pequenos a grandes municípios e estados, que sem muito entender o prejuízo indelével para as crianças e jovens no presente e no futuro em todos os cenários, passam a defende-lo.

Esse projeto denota clara inconstitucionalidade e por mais que se escreva, por mais que se leia, por mais que se combata nunca será demais ou desnecessário. O projeto da Escola Sem Partido, aprovado ou não, trará e já trouxe prejuízos para a educação, para a escola, para os professores, para a ciência, para a tecnologia e para o presente e o futuro do Brasil. Combatamo-lo em todas as frentes!

Conceição Fornasari, professora, é coordenadora do Forum Estadual de Educação, Diretora de Assuntos Culturais e Educacionais – FEPESP e Secretária Geral – SINPRO Campinas e Região.

Recomendadas para você

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio