Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 14 de abril de 2024

29 de fevereiro de 2024

Pauta já está unificada e chegará ao patronal

Após uma manhã inteira de debate e troca de informações, as direções da categoria aprovaram, na terça, 27, as pautas […]

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

Após uma manhã inteira de debate e troca de informações, as direções da categoria aprovaram, na terça, 27, as pautas da Campanha Salarial 2024, referentes à Educação Básica e Superior. A unificação considerou as deliberações dos 25 Sindicatos integrantes da Federação. As pautas começam a ser entregues ao patronal, quinta (29).

Campanha – A campanha terá alguns eixos. O econômico buscará reposição das perdas, aumento real e valorização do Piso, entre outras demandas. Vários Sindicatos também têm na base o pessoal não-docente.

Para o Superior, grande parte das cláusulas, principalmente as sociais, está garantida até 2025 – licença-adoção ou guarda, licença-paternidade, hora-atividade, entre outras. Tais conquistas foram obtidas no ano passado.

A pauta pleiteia reajuste salarial pela média INPC/Fipe, de março de 2023 a fevereiro de 2024; aumento real; PLR ou Abono especial de 24% sobre o salário nominal no Ensino Médio, estendendo-se ao Superior.

Senac – Para o Ensino Superior do Senac, a pauta pleiteia reajuste pela inflação e aumento real de 3%. A proposta busca estender aos professores do Ensino Superior o Abono de 26%, já pago aos profissionais do Ensino Médio.

Sindicatos – Foram realizadas assembleias nos 25 Sindicatos integrantes da Fepesp. Em algumas bases, de forma remota. Em outras, nas sedes das entidades. Mobilização teve expressiva participação da categoria, que debateu itens tradicionais e apresentou novas demandas.

Assembleia de unificação de pauta, na terça (27)

Ailton Fernandes, diretor do Sinpro SP e da Federação, diz: “A grande virtude da Convenção Coletiva de Trabalho, que permeia professores e professoras, assim como auxiliares administrativos, é que ela tem extensão estadual. Em qualquer lugar do Estado o profissional estará protegido igualmente nos seus direitos trabalhistas”.

O diretor Ailton explica: “Convenção Coletiva é algo que vai além da CLT. Por isso, é preciso que todos os trabalhadores que realizam iguais funções, em nossa base, tenham os mesmos direitos. Muito importante unificar as pautas das muitas assembleias realizadas pelos 25 Sindicatos, a fim de que esses direitos continuem universalizados”.

PRÓXIMOS PASSOS – A pauta já começa a ser entregues, para agendamento de negociações. Fique atento. Acompanhe as redes sociais da Federação ou dos Sindicatos.

MAIS – Site dos Sindicatos integrantes.

Recomendadas para você

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio