Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 19 de outubro de 2024

Por agencia sindical em 5 de outubro de 2023

Diap divulga lista de lideranças no Congresso Nacional

O levantamento, sério, é chamado de “Cabeças” e reúne 100 parlamentares, selecionados entre os 594 total.

A edição 2023 desse levantamento foi divulgada na sexta, 29/9. A intenção do órgão é apontar aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades descritas.

Para o sindicalismo brasileiro, a pesquisa do Diap ajuda na hora de dialogar com a Câmara e o Senado a respeito dos vários temas de interesse dos trabalhadores.

Vale destacar, também, que esse é um dos “produtos” realizados pelo Departamento que é usado como ferramenta pelas entidades sindicais.

Seleção – A escolha dos “cabeças” de 2023, neste 1º ano da 57ª Legislatura, foi impactada por 3 vetores: alternância do poder na Presidência da República, reeleição dos presidentes das casas legislativas e formação de federações partidárias.

Entre os atributos que caracterizam protagonista do processo legislativo, se destacam a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade

Vetores – No primeiro caso, pelo deslocamento de partidos e parlamentares da situação para a oposição e vice-versa. No segundo, pelo poder que tem o presidente da Casa reeleito para alocar aliados nos espaços do poder no interior da Casa legislativa. E, no terceiro, pelo arranjo partidário decorrente da união de partidos durante toda a legislatura.

A pesquisa inclui apenas os parlamentares que estavam no efetivo exercício do mandato no período de avaliação, que vai do 1º trimestre de 2023 até setembro de 2023. Assim, quem esteve ou está licenciado do mandato, mesmo influente, não faz parte da lista. Por isto, não constam entre os 100 mais influentes de 2023, os deputados que estão licenciados do mandato, cumprindo missão no Poder Executivo.

Entre os 100 parlamentares que comandam o processo decisório no Congresso Nacional em, 71 são deputados, e 29 são senadores. Desses, 69% pertencem à base de sustentação do governo e 31%, à oposição.

Sindicatos – Como ferramenta necessária à luta sindical, recomenda-se que dirigentes e assessores dos Sindicatos – pelo menos – analisem a pesquisa e usem no dia a dia.

Influentes – Além dos 100 “Cabeças”, desde a 7ª edição da série, o Diap divulga levantamento incluindo na publicação anexo com outros que, mesmo não fazendo parte do grupo dos 100 mais influentes, têm recebido missões partidárias, podendo, mantida a trajetória ascendente, estar futuramente na elite parlamentar. Pode-se dizer que estão entre os 150 mais influentes.

Consulte aqui os nomes dos 100 parlamentares citados na pesquisa.

MAIS – Acesse o site do Diap.

crossmenu