Fepesp - Federação dos Professores do Estado de São Paulo

terça-feira, 14 de novembro de 2023

Por agencia sindical em 14 de novembro de 2023

Centrais pedem cessar-fogo e autonomia à Palestina

Manifestação ocorreu nas escadarias do Teatro Municipal, Centro de SP.

Evento aconteceu na mesma manhã em que um grupo de brasileiros era repatriado de Gaza, livrando-se de bombardeios e das duras privações impostas àquela faixa da Palestina.

Presentes CUT, Força Sindical, UGT, CTB e CSB, além de vários Sindicatos, entre os quais Sintaema, Comerciários de SP e Metalúrgicos de Guarulhos. O ex-deputado federal Jamil Murad (PCdoB) também participou. Ele já visitou a Palestina diversas vezes.

Os dirigentes exaltaram os esforços do governo Lula e da diplomacia nacional em prol da paz e a fim de salvar vidas de civis, especialmente crianças e mulheres.

Classe - João Carlos Gonçalves, Juruna, secretário-geral da Força Sindical, observou que a paz é bandeira histórica da classe trabalhadora. Para Juruna, “a paz protege o mais fraco, especialmente as crianças, mulheres e as pessoas pobres, em geral”.

Pela UGT, falou Josemar Andrade. Disse: “Aqui não é um ato a favor de uma ou outra parte. Nossa manifestação é pela paz, sem a qual não há progresso, emprego e dignidade para as pessoas”.

Sérgio Nobre, da CUT, destacou a atuação do governo e da nossa diplomacia. Ele diz: “Somos um país pacífico e Lula reafirma a posição histórica do Brasil. Hoje é um dia feliz pra todos também porque 32 pessoas que estavam sofrendo em Gaza puderam ser repatriadas”.

Deputado - Jamil Murad critica a agressividade israelista, apoiada pelos Estados Unidos. Para o ex-parlamentar, “guerra pressupõe algum tipo de equilíbrio entre as partes, que inexiste no atual conflito”. Portanto, afirma, “o que ocorre é massacre contra um povo pobre e desprotegido”.

MAIS - Sites das Centrais Sindicais.

crossmenu