Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 14 de abril de 2024

31 de janeiro de 2023

31/01 – Título do tesouro poderá financiar faculdade particular, as obras superfaturadas no MEC de Bolsonaro, covid 19 continua sendo pandemia, e mais:  os indícios de que houve genocídio contra os Yanomami

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

Começando fevereiro teremos assembleias parar preparar a campanha salarial 2023 do Ensino Superior. Mas não esquecemos que temos nosso dissídio de 2022 – que foi parar no STF por que o patronal, mau perdedor, não se conforma com o julgamento do Tribunal Regional do Trabalho, que determinou reajuste salarial compensando perdas da inflação e garantiu nossos direitos por 4 anos.
Leia tudo aqui:  https://bit.ly/3HJf0OZ

  

Tesouro estuda lançar título para famílias bancarem faculdade dos filhos – O Tesouro Nacional estuda lançar um título de renda fixa voltado a famílias que planejam investir para bancar os custos dos filhos durante a vida universitária.  Os recursos poderão ser aportados pelo interessado ao longo dos anos e o resgate, com a devida remuneração do investimento, poderá ocorrer durante um período determinado –como quatro ou cinco anos. O Tesouro ainda está em fase inicial de estudos sobre a proposta e os detalhes ainda não estão fechados. Folha de S. Paulo  30/01  https://bit.ly/3HJRocT

 

Inscrições para nova seleção da USP com nota do Enem terminam nesta terça (31) – Os candidatos interessados em ingressar na USP (Universidade de São Paulo) por meio da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) têm até o meio-dia desta terça-feira (31) para se inscrevem no Enem-USP.

A nova modalidade oferece 2.917 vagas em diversos cursos da universidade e substitui o Sisu, sistema federal de seleção unificada.

Do total de vagas, 599 serão reservadas para candidatos na modalidade de ampla concorrência (vagas para todos os candidatos, sem exigência de nenhum outro pré-requisito), 1.233 para estudantes EP (destinadas a quem tem renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas brasileiras) e 1.085 para estudantes PPI (destinadas aos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas). Folha de S. Paulo 30/01  https://bit.ly/3jgnPX7

 

TCU diz que obras na Educação de Bolsonaro custaram 14 vezes mais que o previsto –  O Tribunal de Contas da União (TCU) descobriu que o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) durante o governo de Jair Bolsonaro (PL) desprezou critérios técnicos e repassou R$ 8,8 bilhões para obras na área de Educação em inúmeros empenhos fracionados, o que representa um valor 14 vezes maior do que o previsto para o orçamento da área em 2021.Portal Fórum  30/01   https://bit.ly/3jgnPX7

 

No MEC, ministro vê indícios de fraude no FNDE: ‘Atendia a interesses políticos’ – Em entrevista à revista VEJA, o ministro da Educação, Camilo Santana, criticou a falta de transparência no repasse de verbas do FNDE durante o governo Jair Bolsonaro (PL), que coleciona suspeitas de corrupção. “Há ali vários indícios de fraudes, o que uma auditoria da Advocacia-Geral da União está aprofundando a meu pedido. Para mim, ficou claro que altos recursos foram canalizados atendendo a interesses políticos”. O relatório realizado pela área técnica do TCU entende que houve crime no repasse desses valores a aliados do ex-presidente.  UOL 29/01  https://bit.ly/3HcUUuW

 

Projeto prevê segundo professor para turma que possua alunos com deficiência – O Projeto de Lei 2861/22 obriga o poder público a assegurar a oferta de segundo professor para atender, de forma conjunta com o professor titular, os alunos com deficiência matriculados na educação básica regular. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

O texto estabelece que o segundo professor vai atuar por turma, terá formação em educação especial, e não vai se confundir com o profissional de apoio escolar, já previsto no estatuto, que passará a trabalhar por turno. Este profissional executa tarefas que não requerem formação específica, como alimentação e locomoção dos estudantes com deficiência. Agência Câmara 30/01  https://bit.ly/40j0qos

 

SAÚDE

Covid-19 continua sendo pandemia e emergência não acabou, conclui OMS  –  Três anos depois da eclosão do surto da covid-19, a OMS (Organização Mundial da Saúde) anuncia que a crise continua sendo uma emergência global e que não está no momento de declarar o fim da pandemia. Eliminar o vírus passou a ser “altamente improvável”, diz a entidade, embora a crise esteja em um momento de “transição”.  UOL  30/01  https://bit.ly/3RhplVr

 

Bolsonaro e garimpo levaram Yanomamis à tragédia e à maior crise humanitária do século
Rede Brasil Atual 30/01
https://bit.ly/3WQ1oWq

A tragédia humanitária em território Yanomami, a maior deste século, é consequência do descaso criminoso do governo de Jair Bolsonaro (PL) e da cobiça dos invasores. É o que mostrou reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, exibida neste domingo (29), detalhando como a maior terra indígena do Brasil chegou a uma situação de emergência sanitária, com crianças, adultos e idosos em condições dramáticas de saúde, vitimados por doenças como malária e pneumonia, desnutrição, e contaminação por mercúrio.  Veja a reportagem aqui.

A reportagem acompanhou ação do programa de socorro coordenado pelo governo Lula, na região nos chamados Pelotões de Fronteira Especial (PFE) do Exército, em Roraima. Naquele local é onde a situação é a mais grave. E também onde está a maior concentração de garimpeiros.

 

Quais os indícios de que houve genocídio contra os Yanomami – Associações indígenas já vinham denunciando essa situação há anos, inclusive com representações ao Tribunal Penal Internacional pedindo que o então presidente Jair Bolsonaro fosse investigado por genocídio e crime contra a humanidade. Na quarta-feira (25), a Polícia Federal abriu um inquérito para descobrir se houve genocídio ou outros crimes contra os Yanomami. Envolvidos em toda a cadeia do garimpo ilegal e pessoas que integraram a gestão Bolsonaro serão investigados. Nexo 28/01  https://bit.ly/3Y8ryor

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio