Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 14 de abril de 2024

14 de fevereiro de 2023

14/02 – O direito à educação das crianças de 4 e 5 anos, pela revogação do ‘novo’ Ensino Médio, INSS pede ao STF suspensão da revisão da vida toda, inteligência artificial aprende sem ser ensinada – e mais: hoje, dia nacional de protesto contra os juros altos

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

Senac-SP: campanha salarial integrada tem assembleia marcada em todo o Estado para a segunda-feira, dia 27. Veja no seu sindicato o horário e o local ou link para participação!

 

VOLTA ÀS AULAS

O início de mais um ano letivo renova o desafio: Brasil tem o dever de assegurar o direito à educação das crianças de 4 e 5 anos – A meta de universalização do atendimento das crianças de 4 e 5 anos foi incluída no Plano Nacional de Educação (PNE) e deveria ter sido atingida em 2016. De acordo com estimativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no entanto, a parcela de crianças sem frequentar a pré-escola girava em torno de 8% no ano passado, índice bem maior que o verificado no ensino fundamental (0,3%). Vale lembrar que o PNE é lei e que a própria Constituição prevê o atendimento escolar obrigatório a partir dos 4 anos de idade. No Brasil, não raro, nem isso basta para garantir a efetivação de direitos. O Sul 12/02  https://bit.ly/40Y3E1g

 

Artigo: ‘O ‘Novo’ Ensino Médio é muito pior que o anterior’ – Considerando que o governo Lula segue expressando o desejo de recuperar a exitosa trajetória de democratização do acesso das massas ao ensino superior de 15 anos atrás, como ele irá sustentar o apoio a uma reforma educacional como o NEM, que barateia a educação escolar dos mais pobres, simplifica o currículo do ensino médio e sonega o conhecimento a pessoas cujo acesso à educação básica de qualidade sempre foi negado? A reforma do ensino médio não é reformável e deve ser revogada. Por Fernando Cássio, em Carta Capital 13/02  https://bit.ly/3RU9QTP

 

Na TV Fepesp, vale a pena ver de novo: ‘Reforma do Ensino Médio deve ser rejeitada!’ –  A TV Fepesp traz ao estúdio Cesar Callegari, presidente da comissão de elaboração da Base Nacional Comum Curricular, membro do Conselho Nacional da Educação do MEC. Callegari é categórico sobre a reforma do Ensino Médio apresentada pelo governo federal: “é uma aberração e deve ser rejeitada”. Celso Napolitano entrevista e Thadeu Almeida (Contee) comenta o assunto. TV Fepesp  28/04/18  https://youtu.be/eTowriTcNd8

 

PREVIDÊNCIA

INSS pede ao STF suspensão nacional dos processos da revisão da vida inteira – O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pediu que o STF (Supremo Tribunal Federal) suspenda todas as ações de revisão da vida inteira, até que saia o trânsito em julgado da decisão, ou seja, até a etapa final do processo, que ocorre apenas após a publicação do acórdão e a apresentação e análise de eventuais embargos de declaração. O pedido foi apresentado pela AGU (Advocacia-Geral da União), que defende o órgão na Justiça, nesta segunda-feira (13).

Na opinião do advogado previdenciário Rômulo Saraiva, colunista da Folha, o INSS sabe que não reverterá o julgamento, mas pretende ao menos frear os aumentos imediatos em benefícios. Folha de S. Paulo  13/02  https://bit.ly/3jXMnEC

 

TECNOLOGIA

ChatGPT: na volta às aulas, experimentação precisa ser o caminho, defendem especialistas –  Na visão do pesquisador Diogo Cortiz,  professor da PUC-SP e pesquisador do NIC.Br, o caminho mais efetivo para os educadores no momento atual é ter cautela e focar no uso experimental da ferramenta. “É uma situação inédita, um ponto de inflexão e sinal de mudança para o futuro. Por isso, temos que ir com cautela, mas não proibir ou ver como mal. Não é o caso de definir prós e contras. Uma palavra que resume o momento é experimentação”, argumenta o pesquisador, que é também coordenador do curso de Design da PUC-SP.  Agência Lupa 08/02  https://bit.ly/3jRqFCj

 

Inteligência Artificial já está aprendendo sem que precisemos lhe ensinar – Normalmente, um modelo de aprendizado de máquina como o GPT-3 precisaria ser treinado novamente com novos dados para essa nova tarefa. Durante esse processo de treinamento, o modelo atualiza seus parâmetros à medida que processa novas informações para aprender a tarefa. Mas, com o aprendizado no contexto, os parâmetros do modelo não são atualizados, então parece que o modelo aprende uma nova tarefa sem passar pelo processo de aprendizado. Inovação Tecnologica 12/02  https://bit.ly/3YO2kvL

 

BANCADA DO RETROCESSO

Deputado aciona Conselho Nacional da Educação para barrar uso de linguagem neutra – Após o Supremo Tribunal Federal (STF) formar maioria para derrubar a proibição da linguagem neutra nas escolas, o deputado federal Ismael dos Santos (PSD-SC) entrou com medidas para o resguardar o uso adequado da Língua Portuguesa. O parlamentar protocolou, nesta segunda-feira (13), um documento em que reconhece o papel fundamental do Conselho Nacional de Educação (CNE) nas decisões a nível curricular e didático no Brasil. Nd+  13/02  https://bit.ly/3jWzJWo

 

INTERIOR DE SP

Sorocaba: ex-aluno com suástica é apreendido após lançar bombas caseiras contra escola – Um jovem de 17 anos foi apreendido depois de atirar bombas caseiras do tipo coquetel molotov em duas escolas que funcionam no mesmo prédio, em Monte Mor, no interior de São Paulo. Dois artefatos explodiram depois de atingir a grade de entrada do prédio, mas ninguém ficou ferido. O ataque mobilizou a polícia, a guarda municipal e o Corpo de Bombeiros. Ao ser apreendido, o rapaz portava uma machadinha e uma braçadeira com uma suástica, símbolo nazista. Estadão  13/02  https://bit.ly/3E2hyFy

 

Presidente Prudente: concursos para profissionais de educação – Em edição extraordinária do Diário Oficial desta segunda-feira (13/02), a Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Secad), convocou mais oito profissionais para o quadro efetivo de servidores, que foram aprovados por meio de concursos públicos. Agência PP  13/02  https://bit.ly/40XQVLJ

 

Contra juros altos, movimentos convocam dia nacional de protesto nesta terça
Rede Brasil Atual 13/02
https://bit.ly/3RZti1x

Sindicatos e movimentos sociais promovem nesta terça-feira (14) um “Dia Nacional de Luta Contra os Juros Altos no Brasil”.

Com o mote “Menos juros e mais empregos. Não à autonomia do BC”, o protesto mira a atual política monetária levada a cabo pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Os movimentos alegam que a taxa básica de juros (Selic) em 13,75% ao ano é um obstáculo para o crescimento da economia e a criação de empregos, e só beneficia o setor financeiro.

A mobilização contra os juros altos no Brasil é uma iniciativa da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), que foi abraçada pelos sindicatos dos bancários de São Paulo e do Rio de Janeiro. Centrais sindicais como a CUT, CTB, CSP, CSB e movimentos sociais que compõem as frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular também participam.

Os protestos vão ocorrer em frente à sede do Banco Central, em Brasília, e também de suas representações em São Paulo – na Avenida Paulista – e Rio de Janeiro – na Avenida Presidente Vargas, a partir das 11h.

Maiores taxas do mundo – De março de 2021 a agosto de 2022, o Comitê de Política Monetária (Copom) aumentou a taxa básica de juros 11 vezes seguidas. Assim, a Selic saltou de 2% para 13,75% ao ano. A justificativa é que o arrocho monetário serviria para conter a alta da inflação. Mas os aumentos dos preços não ocorreram em função do aumento da demanda.

A alta dos preços dos alimentos, por exemplo, foi sentida em todo o mundo, em função dos choques de oferta causados primeiramente pela pandemia de covid-19 e, depois, pela guerra entre Rússia e Ucrânia. Além disso, no Brasil, a escalada dos preços dos produtos também teve relação com a alta dos combustíveis. Esta, por sua vez, se explica pela adoção da política de Preço de Paridade de Importação, que a Petrobras passou a adotar desde 2016.

Assim, apesar da alta dos juros, o BC viu a inflação estourar a meta nos dois últimos anos. Hoje o Brasil tem a maior taxa de juros real do mundo (descontada a inflação), maior até que países como a Rússia e Turquia, que enfrentam descontrole inflacionário ainda maiores.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio