Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 18 de abril de 2024

9 de dezembro de 2022

09/12 – Instituições privadas querem Fies para EaD, valeu a grita e MEC encontra dinheiro para pagar bolsistas, um lote de novos ministros, e mais: por que o Peru vive uma crise política permanente

.

[addthis tool="addthis_inline_share_toolbox_whwi"]

Ensino Superior: patronal esperneou, entrou com recurso contra o dissídio – e perdeu de novo! TRT confirmou julgamento: está valendo o reajuste de 10,78% (desde março!), estabilidade, direitos por 4 anos e mais. Instituição não pagou? Denuncie já no Sindicato! Saiba como aqui:  https://bit.ly/3W2IED1

 

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Eles estão gulosos: Fies para curso on-line entra no debate Hoje, só as graduações presenciais são contempladas no programa estudantil e havia, até então, um consenso de que o valor da mensalidade de cursos EAD é muito baixo para se estruturar um financiamento. Em média, a mensalidade de uma graduação presencial custa R$ 800. No EAD, R$ 200.

Ontem, durante evento para analistas e investidores, Rodrigo Galindo, presidente do conselho de administração da Cogna, defendeu que o Fies seja ofertado também para graduação on-line. Na opinião de Elizabeth Guedes, irmã do ministro Paulo Guedes uma das novas integrantes da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE), ligado ao MEC, a ampliação do Fies para cursos EAD é viável e necessária, Valor Econômico  09/12  http://glo.bo/3BlLKdB

  

CRISE NO MEC

Valeu a grita: ministro da Educação diz que bolsas de pós-graduação serão pagas até terça (13) – “O ministro da Educação, Victor Godoy, afirmou nesta quinta-feira (8) que a pasta conseguiu a liberação de R$ 460 milhões para o pagamento de despesas da educação, incluindo bolsas de pós-graduação da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

O pagamento de mais de 200 mil bolsas da Capes foi paralisado devido ao congelamento de verbas do MEC (Ministério da Educação), aprovado há uma semana pelo Ministério da Economia. De acordo com o ministro, as bolsas serão pagas até a próxima terça (13). Folha de S. Paulo 08/12 https://bit.ly/3W2i7FR

  


Pressão cresce, Bolsonaro recua e libera R$ 460 milhões do orçamento do MEC –
Após dia de mobilização contra os cortes no MEC em todo o país, ministro da Educação, Victor Godoy, anuncia liberação de R$ 460 milhões para a pasta. E o pagamento das bolsas de estudos, de pesquisa e da residência médica.

Alerta até o fim – A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), uma das entidades organizadoras dos protestos comemorou a decisão {de liberação de recursos], mas afirma que se manterá alerta. “Nossa mobilização deu resultado e o governo acaba de anunciar a liberação da verba para recompor o orçamento do MEC. Estão contemplados os recursos para o pagamento de todos os bolsistas. Continuaremos em alerta até o depósito! #PagueMinhaBolsa“, disse a entidade, também pelo Twitter. Rede Brasil Atual  08/12 https://bit.ly/3Y7hug9

 

 Bolsonaro não paga despesas do país para criar tumulto e por temer investigação, diz economista – É falso o argumento usado pelo governo de Jair Bolsonaro (PL) de que faltam recursos orçamentários nas áreas de educação e saúde, entre outros setores da administração pública que estão com as atividades rotineiras ameaçadas por conta dos cortes de verbas.

De acordo com a economista Mônica de Bolle, PhD na área e professora da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, o governo federal tem dinheiro para repassar às universidades federais, assim como pagar pelas bolsas de pesquisas da Capes e de médicos residentes, como também financiar os remédios do programa Farmácia Popular. A economista calcula que a União tenha atualmente quase R$ 2 trilhões para utilizar em caixa. RBA  08/12 https://bit.ly/3Fgtmnj

 

 TRANSIÇÃO

No Senado: Alckmin recebe relatório e recomendações à educação pós-pandemia – O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin recebeu, nesta quinta-feira (8/12), um relatório sobre os impactos na educação brasileira durante a pandemia da Covid-19. A entrega ocorreu no Senado Federal, com a participação do presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

O documento também faz recomendações ao setor. O relatório é assinado pelo senador Flávio Arns (Podemos-PR), que presidiu a Subcomissão Temporária para Acompanhamento da Educação na Pandemia (CECTCovid). O colegiado foi criado pela Casa, em 2021, para avaliar e monitorar os impactos da Covid-19 na educação e ainda propor recomendações para recuperar os sistemas de ensino impactados pelo período. Metrópoles 08/12  https://bit.ly/3iJqTdz

 

Lula deve anunciar Haddad, Múcio, Dino e Rui Costa como ministros nesta sexta – Aliados de Lula dizem que ele deve confirmar os nomes de Rui Costa (PT) na Casa Civil, Flávio Dino (PSB) na Justiça, José Múcio na Defesa e Fernando Haddad (PT) na Fazenda. Também deve ser anunciado o diplomata Mauro Vieira para o comando do Itamaraty —ele ocupou o posto no segundo mandato da ex-presidente Dilma Rousseff. Folha 08/12  https://bit.ly/3hd0PHn

 

SP: convidado para assumir a Educação, Feder deixou um desastroso legado no Paraná Renato Feder está de malas prontas. Deixará a Secretaria de Educação do Paraná, no governo de Ratinho Jr., do PSD, para assumir a pasta homônima em São Paulo, a convite do governador eleito, Tarcísio de Freitas, do Republicanos. Para os professores e educadores paranaenses, o empresário deixará pouca saudade e péssimas lembranças.

Em 2020, sua ascensão ao Ministério da Educação bateu na trave. Com a queda do histriônico Arthur Weintraub, aquele que pediu a prisão dos ministros “vagabundos” do STF em uma reunião ministerial e depois buscou refúgio nos EUA, Feder teve o nome cogitado para substituí-lo. Só não emplacou porque o ex-capitão descobriu que ele é amigo de João Doria, à época governador de São Paulo e já um desafeto político. Carta Capital  08/12  https://bit.ly/3YcykKw

  

SINDICATOS

Sesi/Senai inicia campanha salarial 2023 Professoras, professores e técnicos de ensino do Sesi e do Senai em São Paulo têm compromisso marcado para o início de nossa campanha salarial 2023: a primeira assembleia já está marcada, e será na manhã deste sábado, dia 10 de dezembro.

Como todos já sabem, nossa data-base – quando deve ser renovado nosso acordo coletivo de trabalho – é 1º de março. Mas a nossa campanha começa em dezembro, com a elaboração da pauta de reivindicações. É agora, quando temos a memória das questões que nos afligiram durante o ano letivo, o momento de discutirmos em conjunto os avanços que pretendemos conquistar e os direitos que não podemos perder. Contee 08/12  https://bit.ly/3FDLCIL

 

 Abc: em assembleia virtual, professores da Educação Básica aprovam contribuição assistencial para 2023 Docentes da Educação Básica participaram, no sábado (3/12), da assembleia virtual que deliberou a contribuição assistencial para o ano de 2023 no segmento. Por unanimidade, os professores aprovaram 5% sobre o salário de março, a ser descontado em parcela única, no mês de abril.

“Essa contribuição é necessária para manter o SINPRO ABC vivo e operante nas lutas em defesa dos direitos da categoria”, explicou a presidente do Sindicato, Edilene Arjoni. “Não existe presente por parte do empregador. Nossa Convenção Coletiva é resultado de um trabalho árduo do movimento sindical, que luta para assegurar a criação, manutenção e ampliação das cláusulas”. SinproABC 07/12  https://bit.ly/3FDLCIL

  

DIREITOS TRABALHISTAS

Plano de recuperação judicial da Educação Metodista é homologada pela Justiça – De acordo com o plano, 100% dos créditos trabalhistas, 95,2% dos credores classe 3 (quirografários) e 83,5% dos credores classe 4 (microempresa e empresa de pequeno porte) receberão seus créditos na integralidade. Aqueles com garantia real (classe 2) terão deságio de 30% —a previsão inicial era um desconto de 70%. Também foi proposta a manutenção dos atuais 2.300 postos de trabalho.

O processo envolve 16 unidades do conglomerado. Entre elas, o Instituto Metodista de Ensino Superior, de São Bernardo do Campo (SP), e o Conselho Geral das Instituições Metodistas de Educação. Folha de S. Paulo  08/12  https://bit.ly/3W5eFuk

 

Sócios minoritários da Arco Educação pedem rejeição à proposta de investidor estrangeiro – Um grupo formado por sócios minoritários da cearense Arco Educação pedem que a proposta de compra feita pela General Atlantic L.P. e Dragoneer Investment Group seja rejeitada.

Segundo informações da Bloomberg, um documento enviado pelos acionistas mostra que o preço US$ 11 por ação é “desfavorável”. Eles argumentam que o preço não está nem perto do “aceitável”. Isso se deve ao fato do histórico da Arco, da dinâmica dos lucros e o preço de mercado. Valor Econômico 08/12  https://bit.ly/3haM4VD

 

Por que o Peru vive uma crise política permanente
Nexo, 08/12
https://bit.ly/3Bnd4bi

Depois de Pedro Castillo ordenar dissolução do Congresso e ser preso por tentativa de golpe de Estado, Dina Boluarte assume como sexta presidente do país em menos de cinco anos

A nova presidente do Peru, Dina Boluarte, afirmou nesta quinta-feira (8) que pretende governar até 2026, quando se encerraria o mandato de seu antecessor Pedro Castillo, de quem era vice. Castillo sofreu um processo de impeachment e foi preso após tentar dissolver o Congresso na véspera. Caso cumpra seu objetivo, Boluarte será uma exceção à regra recente no país, que teve seis presidentes diferentes em menos de cinco anos.

 

Dina Boluarte assume a presidência do Peru após impeachment de Pedro Castillo – Dina Boluarte, que era a vice-presidente de Pedro Castillo, assumiu a presidência do Peru nesta quarta-feira (7) e, assim, tornou-se a primeira mulher a liderar o país.

Em julho de 2021, Dina Boluarte foi nomeada por Pedro Castillo ministra do Desenvolvimento e Inclusão Social do Governo. Ela renunciou ao cargo em novembro deste ano, após mais de um ano no ministério. A nova presidente é da cidade de Chalhuanca, e formou-se em direito. Ainda como vice-presidente, ela criticou a tentativa de Castillo de fechar o Congresso.

A nova presidente fez seu juramento no Congresso. O presidente da Câmara, José Williams Zapata, passou a faixa para ela.. G1 08/12  http://glo.bo/3YbQyf4

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio