21 de novembro de 2016| ,

Sala de Professores – Escolas S/A

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo acompanha desde 2013 os números de quatro instituições educacionais de capital […]

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo acompanha desde 2013 os números de quatro instituições educacionais de capital aberto: Kroton, Ser, Estácio e Anima. A última atualização, do primeiro semestre de 2016, é o tema da conversa entre Celso Napolitano, Oscar Malvessi, especialista em finanças e professor da FGV, e Luiz Antonio Barbagli, presidente do Sindicato dos Professores de São Paulo.

Neste programa, Celso Napolitano, presidente da Fepesp, entrevista o jurista Pedro Paulo Manus, diretor da Faculdade de Direito da PUC-SP e ex-desembargador do Tribunal Superior do Trabalho sobre essa questão e outras que passam por decisão do STF e podem afetar a todos os professores, como a terceirização de atividades fim e a desaposentação. A súmula 277 do Tribunal Superior do Trabalho determina que os acordos coletivos devem ser respeitados e aplicados mesmo depois do término da vigência do termo coletivo. A isso se chama ultratividade.

Programas Anteriores

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio