Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 13 de agosto de 2022

6 de abril de 2022| ,

Sindicatos rejeitam proposta econômica das mantenedoras: ‘3% é inaceitável!’

A proposta econômica apresentada pelos representantes das mantenedoras no ensino superior privado foi sumariamente rejeitada na sessão de negociação desta quarta-feira, 06/04, pela comissão de negociação dos sindicatos, coordenada pela Fepesp.

As mantenedoras ofereceram reajuste de 3% a ser pago a partir de abril, com abonos de 15% pagos em agosto e 15% em outubro – que não são integrados ao salário, é bom lembrar.

 

“Esse patamar é baixo ao extremo”, diz Celso Napolitano, coordenador da comissão de negociação. “Essa proposta é ofensiva, inadmissível, e foi recusada de pronto”.

O acumulado da inflação, lembra Napolitano, atingiu 10,57% nos 12 meses entre março de 2021 e fevereiro de 2022.

Os sindicatos e as mantenedoras devem voltar em nova rodada de negociações na próxima semana, no dia 13. “Essa proposta coloca a negociação em um patamar baixíssimo e sugere uma intenção de postergar as negociações. Isso não nos interessa”, afirma Napolitano, “as negociações não podem se alongar indefinidamente”.

Urgente, atualização 13/04

PATRONAL CANCELA REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO COM DESCULPA ESFARRAPADA

O sindicato das mantenedoras de ensino superior pediu o cancelamento da rodada de negociação que deveria ocorrer na quarta-feira, dia 13, alegando a necessidade de a comissão de tratativas fazer uma reunião interna sobre as negociações salariais e as pautas apresentadas.

O presidente da Fepesp e coordenador da campanha salarial de professores e auxiliares no estado, Celso Napolitano, reclamou. Em resposta ao Semesp, protestou contra o adiamento  e a prática de utilizar o tempo destinado às rodadas de negociação para o que chamou de “ajustes internos”.

A próxima rodada de negociação está marcada para 20 de abril.

 

Assembleias rejeitam cortes em direitos – Em uma rodada de assembleias realizada entre os dias 31 de março e a segunda-feira, dia 4, professores e de auxiliares de administração rejeitaram propostas de cortes em direitos estabelecidos em convenção coletiva sugeridas pelas mantenedoras no início das negociações, como eliminação na prática da garantia semestral de salários, corte em 50% nas bolsas de estudo, flexibilização de férias e recesso, redução de carga horária, entre outras.

Os negociadores dos sindicatos já haviam recusado discutir essas propostas antes de receber uma proposta econômica e, também, da mesma maneira que as mantenedoras não responderam às reivindicações dos trabalhadores.

As assembleias também foram declaradas em sessão permanente para a discussão de novas propostas e ações de mobilização.

 

Negociação, Ensino Superior, 06/04: sindicatos recusam de pronto proposta econômica, ‘inadmissível’

 

Mobilização – Os sindicatos, agora preparam sessões de esclarecimento e mobilização junto a professores e pessoal administrativo, conforme foi discutido nas assembleias das categorias. Aos trabalhadores: fique atento aos avisos do sindicato. Vamos discutir as formas de pressão diante das mantenedoras. Não deixe de comparecer às reuniões de esclarecimento ou assembleias convocadas pelo sindicato. Agora é sua vez!

 

Precarização do Ensino Superior privado: uma audiência pública na Alesp

Uma resposta para “Sindicatos rejeitam proposta econômica das mantenedoras: ‘3% é inaceitável!’”

  1. Murilo Dos Santos. disse:

    Eles estão de brincadeira, as universidades cheias de alunos, em todos os anos eles aumentaram as mensalidades dos alunos, mas nada foi repassado para os funcionários, esta na hora de se mobilizar de verdade, com todas as armas possível, chega de passividade. Quero ver trio elétrico na frentes das universidades fazendo barulho e mostrando para os alunos o motivo da nossa manifestação.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio