16 de dezembro de 2017
 
 
Enviar por email
RSS
Imprimir

Condições de trabalho e diário de classe eletrônico foram temas da rodada de negociação com o Sesi e Senai

04/03/2015

Condições de trabalho e o uso de novas tecnologias foram discutidos na rodada de negociação com o Sesi e Senai, dia 5/3. Os sindicatos cobraram a chamada "hora-tecnológica", ou seja, o pagamento pelo aumento do trabalho decorrente do uso de novas tecnologias obrigações que apareceram com a chamada hora-tecnológica.

As entidades destacaram que a implantação do diário de classe eletrônico foi feita de modo errado, o que tem provocado aumento das horas de trabalho fora da escola. Ao criticarem a forma como a ferramenta foi implantada, os sindicatos relataram muitas das reclamações ouvidas. Eles disseram que além do sobretrabalho, muitos professores estão usando com o custo do trabalho, usando seu próprio 3G, banda larga etc. 

Uma das reivindicações apresentadas é a disponibilização de computadores pessoais ou notebooks conectados à internet de banda larga em todas as salas de aula e de professores, além de mobiliário ergonômico nestes espaços.

Pacote econômico
Na reunião, os representantes dos professores expuseram as principais reivindicações econômicas da categoria. Estão neste pacote o reajuste de 10% nos salários, na hora-atividade e nos valores do vale-refeição e do vale-alimentação.

Uma outra proposta importante é o pagamento, anual, de um abono por tempo de serviço para quem completar cinco anos ou mais de serviço.

Os dois lados iniciaram o debate desses itens e devem prosseguir nas próximas reuniões.

Cláusulas acordadas
Em outra parte da reunião, sindicatos e representantes patronais acertaram a redação de algumas cláusulas existentes no Acordo Coletivo para as quais já existe consenso.

No caso da proposta sobre as creches, o Sesi aceitou incluir na cláusula os professores ou professores que adotarem crianças com até dois anos.  Em contrapartida, foram rejeitadas as seguintes propostas:

♦ Assistência médica: extensão para os cônjuges e companheiros

♦ Contrato por prazo determinado: proibição de contratação por empresa interposta

♦ Licença maternidade: ampliação para 180 dias

♦ Assédio moral: criação de uma comissão específica, com participação paritária de representantes dos trabalhadores e do Sesi/Senai, para investigar denúncias de assédio moral. Estabilidade no emprego ao(à) professor (a) que fizer a denúncia. 

PRÓXIMA RODADA DE NEGOCIAÇÃO: 13/3, SEXTA-FEIRA
 

 

Comentários
0 comentário(s)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Insira os caracteres abaixo