Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 25 de outubro de 2021

10 de dezembro de 2020| , , ,

Unimep/Piracicaba: instituição não paga e greve continua

Metodistas prometem e não cumprem. professores grevistas ampliam seu movimento.

Em assembleia conduzida nesta quarta-feira (09/12) pelo Sinpro Campinas, os professores e coordenadores decidiram permanecer em greve contra a Unimep – má pagadora, contumaz em fazer promessas falsas e não cumprir decisões judiciais.

Os professores e coordenadores entraram em greve no dia 26 de novembro. Pedem pagamento de atrasados. A direção da Unimep, os Metodistas, pedem desculpas, reconhecem que estão em falta, mas não cumprem suas obrigações.

Agora, os grevistas produziram um manifesta e vão se empenhar em ampliar o seu movimento.

 

Veja aqui a carta aberta aprovada em assembleia:

Prezado colega professor/coordenador,

Em assembleia realizada no último dia 26 de novembro, os professores da Unimep decidiram iniciar uma paralisação das atividades docentes, com o objetivo de reivindicar o pagamento de salários em atraso por parte da instituição, entre os quais:
a) Salário de dezembro, 1/3 de férias e 13º do ano de 2019;
b) Salários referentes a 2020, equivalentes a praticamente 3,5 meses, considerando-se que a universidade vem pagando apenas       50% dos valores líquidos desde abril;
c) Em assembleia realizada no último dia 09 de dezembro constatou-se que a este montante em atraso somam-se mais 50% do salários de novembro de 2020 e a primeira parcela do 13º salário de 2020.

Após o início da greve foram realizadas mais três assembleias, nos dias 30 de novembro, 03 e 09 de dezembro, além de uma reunião entre a diretoria do Sinpro e a nova Direção Geral do IEP, sem que a universidade tenha apresentado uma proposta formal sobre como pretende fazer o pagamento destes débitos. Em documento encaminhado ao Sinpro, a Direção Geral sinalizou um início de negociação sobre as reivindicações somente a partir de março de 2021.

A assembleia realizada neste dia 09 de dezembro aprovou o envio desta carta aos coordenadores de Curso da Unimep, a fim de convidá-los a participarem deste movimento, tendo em vista a sua importância para a universidade e para a garantia dos direitos dos professores. A expectativa é de que a participação mais ampla de cursos, com seus coordenadores e docentes, possa contribuir para uma solução mais rápida da situação, a partir de um processo de debate e deliberação coletivos.

A assembleia reafirmou também a necessidade de lutarmos por uma universidade que tenha garantida sua autonomia e seu caráter democrático e participativo, como condição fundamental à superação da atual crise na qual está inserida.

A próxima assembleia de professores está marcada para o dia 15 de dezembro, terça-feira, às 19 horas, em formato virtual devido à pandemia do Coronavírus.

Continuamos em Assembleia Permanente, caso haja apresentação de proposta pelo IEP/Unimep, o sindicato chamará imediatamente uma nova assembleia. Contamos com sua presença e participação ativa neste processo!

Assembleia de Professores da Unimep – 09/12/2020

 

Todo apoio à justa greve na Unimep

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio