26 de maio de 2020| , , ,

Gravando sua aula em casa – aprenda aqui como fazer

Craques em comunicação produzem manual de produção de vídeos dirigido especialmente a professores – passo a passo para uma aula bem gravada, sem sofrimento

Um grupo de antropólogos, cineastas, escritores, jornalistas, designers e animadores reunidos no laboratório digital cozinhalab.com, de São Paulo, resolveu dar uma mão aos professores apurados em produzir conteúdo para suas aulas online neste período de paralisação de aulas presenciais de combate à disseminação do vírus.

 

Thiago e Betina, do CozinhaLab: vídeo para professores

Thiago Carvalhaes e Betina de Tella, do CozinhaLab, resumiram o passo-a-passo da produção de vídeos, pensando na professora e no professor fechados em casa e com alunos esperando do outro lado da internet.

O resultado foi este Pequeno Manual Audiovisual para Professores’ – que é pequeno no nome e número de páginas, mas é enorme, e completo, em informações, técnicas, dicas de programas, sites e equipamentos para se produzir uma aula em vídeo bem acabada.

“Esse é um documento escrito para ajudar professores que, nesse momento de pandemia, precisaram encarar a realidade do ensino a distância e gravação de vídeos em casa”, dizem os organizadores do manual.

“São dicas e sugestões de ferramentas e equipamentos acessíveis. É um documento aberto a comentários, tanto para entender melhor a demanda dos professores quanto para colaborações de profissionais do audiovisual”.

 

  • O Pequeno Manual Audiovisual para Professores, completo, está aqui

 

Audiovisual leva tempo – “Vale lembrar que a realização de material audiovisual é um trabalho em si. É importante entender que um professor trabalha muito mais horas para elaborar e gerar um trabalho audiovisual, seja gravado ou mesmo ao vivo – porque o planejamento e fazer audiovisual demandam tempo. Se essa se tornou a sua realidade, por necessidade ou interesse, vamos cuidar para ter equilíbrio (gestores, inclusive) e não chegar em uma situação de estafa de tempo ou exploração emocional”.

O pequeno manual tem 66 páginas com técnicas de som, iluminação, enquadramento e edição de vídeos, com indicação de equipamentos básicos como a câmera do seu celular, microfones, programas de edição sem custo, como converter seu vídeo para whatsapp, banco de músicas (trilhas) com direito autoral liberado e exemplos de material acabado para inspirar o iniciante. Como adendo, o manual ainda traz indicações de sites para videoconferência gratuitos, com os prós e contras de cada um e como acessá-los.

A distribuição do manual é permitida pelo sistema CreativeCommons de compartilhamento permitido para uso não comercial.

Resumo no início – O manual é apresentado em duas partes. Começa com um ‘resumo para quem tem pressa’, que reproduzimos abaixo, e  segue pelo detalhamento das técnicas, com um monte de links para sites úteis e uma dica preciosa: “Ao planejar sua carga horário de trabalho [para a produção], reserve mais horas do que costumava reservar para planejar aulas anteriormente.

 

 

 

JOGO RÁPIDO

(Resumo para quem tem pressa)

Aqui no Jogo Rápido, apresentamos orientações bem resumidas para ajudar a resolver alguns problemas técnicos básicos e tirar dúvidas essenciais da gravação de videoaulas. É provável que algumas coisas não fiquem claras e você precise se remeter ao manual completo. De qualquer forma, quando tiver tempo,sugerimos ler as próximas páginas – elas entram em detalhes e procuram dar respostas mais específicas a possíveis situações que você pode enfrentar.

De maneira geral a filmagem fica melhor se feita no celular, mas isso vai depender de qual equipamento você tem à sua disposição. O computador pode ser mais confortável pra você. Faça o teste e pese na balança a qualidade e o conforto.

Dicas principais:
● Limpe a lente do seu equipamento.
● Libere espaço interno no seu equipamento para gravação.
● Garanta que a bateria esteja carregada e, se possível, o equipamento esteja plugado em uma fonte de energia.
● Se está em dúvida em que formato vai gravar, filme na horizontal – é o formato que funciona melhor para um número maior de equipamentos.
● Deixe o equipamento no silencioso e desabilite notificações.
● Faça testes das suas possíveis configurações antes de começar a gravar.

 

SOM

Microfone de lapela: mais qualidade

Consideramos o som mais importante do que a imagem para que o aluno se sinta próximo do professor. Alguns cuidados para você ter um bom som:

● O som do aparelho também capta ruídos externos além da sua fala. Procure um lugar isolado. Na impossibilidade,considere um microfone, listados opções abaixo.
● Na medida do possível, procure gravar em espaços com móveis, cortinas, etc., ao invés de espaços vazios, porque assim você evita que o som reverbere e soe distante.
● Quanto mais próximo do microfone, melhor a qualidade do som.
● Evite áreas com vento – gera ruído forte e estraga o som.
● Cuidado para não colocar a mão onde capta o som ou dar as costas para o aparelho,se estiver gravando no som do próprio equipamento.

 

IMAGEM

Sub-exposição x boa iluminação

Iluminação – A situação ideal é que haja uma fonte de luz que ilumine o seu rosto e que passe através de um elemento difusor (cortina, lanterna chinesa, etc). Evite sombras e luzes muito fortes. Confira o manual para sugestões mais detalhadas de como pensar a iluminação.

 

Dicas de iluminação

● Se o seu equipamento permitir, desative regulagens automáticas de foco e exposição, para a sua imagem não ficar pulsando. Se não for possível, experimente algum app como Open Camera.
● Evite situações em que o fundo esteja mais iluminado do que você, para que você não fique sub-exposto na imagem e não seja possível ver seu rosto.

 

Suporte caseiro, câmera na altura do rosto

Posicionamento de câmera e enquadramento
Talvez faça sentido para você adquirir um tripé para facilitar o posicionamento do seu equipamento. Ou você pode conseguir se resolver bem improvisando, com um rolo de fita crepe ou com um suporte feito de rolo de papel higiênico.

Algumas dicas para você melhorar a sua imagem:
● Procure manter a câmera na altura dos olhos para, a partir dessa altura, decidir o enquadramento.
● No enquadramento,considere um plano médio ou fechado (exemplos acima), ou com espaço em uma das laterais para você inserir informações (dependendo de como for sua abordagem).Note também como é sugerida a proporção de espaços vazios ao redor da pessoa e acima da cabeça.
● Evite gravar um plano muito aberto/de longe se você for gravar com o som do próprio aparelho.

 

EDIÇÃO

Algumas plataformas permitem que você grave em tempo real, já inserindo, por exemplo, elementos gráficos de uma apresentação de PPT – como o Zoom (limitado a 40 min por sessão na versão grátis). Talvez esse seja o caminho mais prático pra você. Mas, se o resultado que você busca exige pós-produção, recomendamos alguns programas de edição e links para tutoriais.

Edição no computador
● DaVinci Resolve – Download | Tutorial
● Shotcut-Download | Tutorial
● HitFilm Express- Download | Tutorial
● OpenShot- Download | Tutorial

Editores de vídeo para celular
● InShot- Download | Tutorial
● Kinemaster- Download | Tutorial

Banco de músicas com direitos liberados
● Youtube audio library – Link

 

Não vamos aqui te ensinar tecnicamente a editar – o que varia de programa para programa. Os tutoriais acima são
bem bons. Mas é fundamental dizer: edição não é técnica, ainda que ela exija a técnica. Você vai enfrentar situações
semelhantes em qualquer programa, e as dicas abaixo procuram facilitar esse caminho:

Procure referências. Que tipo de resultado (realista) você gostaria de realizar?Isso pode inspirar tanto a edição quanto outras decisões(cenário, posicionamento de câmera, etc).
Simplicidade, sem exagerar nos efeitos, é o caminho que mais valoriza a qualidade das imagens que você gerou e vai mais direto ao ponto.
● Cinema/vídeo é uma arte que transcorre no tempo, então procure se sintonizar com esse tempo – procure sempre uma metodologia que ajude a manter o fluxo do seu processo. No caso das vídeo-aulas, sugerimos uma caminho para manter esse fluxo (que vai variar de acordo com a especificidade de cada projeto e professor):

 

A melhor recomendação:
“Não seja perfeccionista –
siga experimentando e melhorando
em outros vídeos”.

 

Edite primeiro a sua fala (cortando elementos ou mantendo ela inteira, como preferir).
● Aproveite o fluxo e já vá inserindo marcações de onde você quer incluir outros elementos externos  (vídeos,cartelas, apresentação de PPT, trilha, etc).
● Insira os próximos elementos. Imagine a edição como a construção de uma casa, e construa a sua estrutura. Quais elementos são estruturantes, e quais são decorativos?
● Não seja perfeccionista – siga experimentando e melhorando em outros vídeos.
● Dê tempo para a(o) aluna(o) absorver informações complexas.
● Equalize o som – para que a trilha ou áudio de um vídeo não brigue com a sua fala.
● Assista novamente antes de concluir. Perceber o vídeo no tempo é o jeito mais eficiente de notar o que pode não estar funcionando.
● Exporte/converta para o formato desejado. Como deve ser muito comum a necessidade de subir para a plataforma Youtube, note que vários programas de edição já têm a predefinição “Youtube”, normalmente como subtítulo de codecs como H264, Quicktime ou MP4. Caso sua internet seja muito lenta, considere baixar a taxa de informações por segundo para reduzir o tamanho do vídeo. Para um vídeo em alta definição, reduza até cerca de 5mbps/5000kbps para manter uma qualidade boa, ou menos se for necessário.

 

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio