18 de novembro de 2019| ,

‘Da resistência à liberdade’, no congresso de entidades de educadores da América Latina

Congresso de educadores em Bueno Aires condena ‘pacote verde amarelo’ em suas resoluções finais.

Reunidos no 11º congresso de entidades de trabalhadores em educação e cultura na América Latina, educadores da Argentina, Brasil, Uruguai, Panamá, Costa Rica, Honduras, Guatemala, Chile, Paraguai e Perú assinaram nota condenando a precarização do trabalho que será provocada pela medida provisória 905/19 do governo Bolsonaro – o pacote ‘verde amarelo’, que retira direitos ao primeiro emprego de jovens e financia subsidio a empregadores com imposto sobre salário desemprego.

O congresso, realizado entre 14 e 15 de novembro, teve como tema a discussão dos efeitos de políticas neoliberais sobre a Educação e os trabalhadores em geral.

“Esta é luta que temos que enfrentar em toda a América Latina”, disse Jorge Kalinger, secretário geral da federação latinoamericana de educadores, a Flatec, que organizou o encontro. “Temos que passar da resistência à liberalização e participação, em busca de justiça social”, afirmou, como está neste vídeo produzido pelo sindicato de professores na rede privada da Argentina, o Sadop.

 

 

A pauta neste Congresso foi a discussão da (má) influência de políticas neoliberais, restritivas, sobre a atuação de educadores em nossos países. Sendo realizado na Argentina, que acabou de votar pela saída do presidente neoliberal Mauricio Macri depois de anos de depressão econômica, apresentou um ambiente estimulante bem interessante para a discussão.

 

Nota de saudação da Fepesp ao Congresso da Flatec

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo – Fepesp, em nome dos seus 25 sindicatos integrantes, cumprimenta com entusiasmo a Flatec – Federação Latino-americana dos Trabalhadores em Educação e Cultura, instituição irmã, pelos quarenta anos de atividade incansável na discussão das questões que mais de perto interessam a professoras, professores e todos os que dão apoio ao ensino dos mais jovens no seu dia a dia.

Discutir as políticas neoliberais que comprometem nossa qualidade de vida e arrocham nossos meios de sustento, além de desconsiderar a educação como prioridade, é tarefa urgente e necessária.

À direção da Flatec e a todos os congressistas, desejamos sucesso no seu 11º Congresso!

 

Congresso latino-americano de educadores: mesa de abertura

 

 

 

 

 

NA IMPRENSA LOCAL:

 

Pacote verde amarelo: nota técnica aponta os problemas

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio