16 de setembro de 2019|

Kroton, Ânima, Ser ou Yduqs: quem gastou mais com universidades?

Grandes grupos vão às compras – a movimentação de aquisições de escolas por conglomerados no ensino superior privado

O blog de análises financeiras Money Times conseguiu e publicou uma tabela importante, preparada pelo banco BTG Pactual realizou levantamento do setor educacional após a compra da Unitoledo pela Yduqs (YDUQ3), ex-Estácio, listando os movimentos de fusão e aquisição no setor desde 2017.

A empresa que mais gastou com compras de universidades foi a Ânima Educação (ANIM3), ao adquirir quatro centros por R$ 238,9 milhões.

Em seguida, aparece a Ser Educacional (SEER3) com a compra da UniNorte no Amazonas. A operação custou R$ 200 milhões aos cofres da companhia.

 O terceiro lugar é ocupado pela Kroton (KROT3), que gastou R$ 102,7 milhões desde 2017 com fusões e aquisições. Com diferença de somente R$ 200 mil, a Yduqs aparece em quarto lugar, pela transação com a Unitoledo, de R$ 102,5 milhões, avaliada pelo BTG como “pequena, mas inspiradora”.

 

Confira abaixo todas as transações do setor:

 

Mercantilização do ensino – O resultado dessa movimentação tem sido a concentração de instituições privadas de educação superior em grandes conglomerados – tendo como consequência a precarização do ensino, como denunciado em audiência pública na Câmara Federal por Celso Napolitano / Fepesp. Veja todos os números neste programa da TV Fepesp:

 

 

Mercantilização do Ensino superior privado: os números

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio