Justiça decide que professores não podem ser convocados para aulas presenciais

Decisão do Tribunal de Justiça diz que retorno presencial na fase mais aguda da pandemia é medida sem motivação