29 de abril de 2019

29/04 – ESP: Aluna filma professora, 500 mil estudantes tem Fies atrasado, o governo antifilosofia, e mais.

.

Esta semana, na TV Fepesp: a história do primeiro de Maio, este ano unitário, massivo e em defesa da aposentadoria.
Assista aquihttps://youtu.be/wRq2pviMnlI

 

 

Aluna filma professora e vídeo vai parar no Twitter de Bolsonaro
Carta Capital; 28/04
http://bit.ly/2WcQuLZ

Uma aluna de cursinho filma um bate-boca com uma professora de Gramática que teria criticado o atual governo e o filósofo Olavo de Carvalho na aula. O vídeo, de pouco mais de 1 minuto e 50 segundos, foi parar na conta do presidente Jair Bolsonaro no Twitter com a seguinte legenda: “Professor tem que ensinar e não doutrinar”. E assim, o pesselista voltou a defender o projeto Escola Sem Partido, que assegura o direito de alunos gravarem aulas. No vídeo, a aluna argumenta que a professora usou 25 minutos da aula para apresentar sua opinião político-partidária. “A senhora criticou (o projeto) Escola Sem Partido, o governo, e eu não estou pagando cursinho para ouvir a sua opinião política-partidária”, disse, enquanto gravava a conversa.

 

Ministro da Educação diz que filmar professores 
na sala de aula é direito dos alunos
Gaúcha ZH; 29/04
http://bit.ly/2Wc1BEU

Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, filmar professores durante as aulas é um direito dos alunos. Ele afirma que os educadores podem ficar tranquilos, pois “o direito de todos será preservado”, mas que podem ser necessárias medidas para “melhorar o ambiente escolar” nos casos relatados. Ao jornal O Estado de S.Paulo, o ministro disse que ainda irá analisar se há alguma irregularidade cometida pelos docentes nos vídeos compartilhados nas redes sociais pelo presidente Jair Bolsonaro e por seu filho Carlos, neste domingo (28).

 

Se escola tiver partido, que seja dos dois lados, defende Bolsonaro
Folha de S. Paulo; 28/04
http://bit.ly/2L8IWsx

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a criticar, neste domingo (28), a suposta doutrinação que vê sendo praticada por alguns professores no Brasil e defendeu que, se houver partido nas escolas, “que seja dos dois lados.” As declarações foram feitas pelo presidente ao chegar à casa de seu filho mais velho, o senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), em Brasília, por volta de meio-dia.

 


Contra as ameaças e a delação de Professores 
Fepesp; 2018
http://bit.ly/2DH37Yu

A Federação dos Professores do Estado de São Paulo, integrada por 25 sindicatos das várias regiões do Estado, vem protestar contra o clima de chantagens e ameaças à atividade docente em sala de aula. A extrema-direita busca reeditar velhas práticas de intimidação, conclamando alunos a gravar o que seus mestres falam em sala de aula e a denunciarem supostas ‘doutrinações ideológicas’. A ideia é impor barreiras à liberdade de expressão e opinião e à liberdade de cátedra.

 

Aluno gravando aula? Professor não deve autorizar
Fepesp; 2018
http://bit.ly/2J40iEn

Departamento Jurídico da Fepesp prepara notificação de professores à escola, desautorizando uso de imagem ou voz de gravação de aulas. Formato de abaixo-assinado protege indivíduo. Baixe o modelo aqui.

 

Doria muda cronograma de escolas estaduais 
e reduz férias de julho para 15 dias
Folha de S. Paulo; 26/04
http://bit.ly/2V11RKc

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira, 26, que as escolas da rede estadual terão quatro períodos de férias escolares, com redução do recesso no mês de julho. Em vez de um mês de férias no meio do ano, professores e alunos terão, a partir de 2020, apenas 15 dias de descanso no período. Os outros 15 dias serão distribuídos da seguinte forma: uma semana em abril e outra em outubro. O governo ainda estuda em quais semanas desses meses ocorrerão os recessos. Doria propôs aos 645 municípios do Estado de São Paulo que adotem o mesmo modelo em suas escolas.


Calendário de escolas privadas não muda 
com alteração das férias na rede estadual de SP, diz sindicato
G1; 26/04
https://glo.bo/2PAlFhK

O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (Sieeesp) afirmou que o calendário das escolas privadas não deve mudar após o governador, João Doria (PSDB), anunciar que as escolas estaduais terão quatro períodos de férias a partir do ano que vem. Já as datas de 2020 da rede municipal de São Paulo ainda estão em estudo, segundo a Prefeitura da capital. “Nas escolas particulares nada muda. Não vamos questioná-los porque já possuímos a nossa convenção coletiva de trabalho e nela não houve alteração”, diz o sindicato.”

 

Estado do Rio terá que pagar escola privada para alunos 
que não conseguiram vaga na rede pública
O Globo; 28/04
https://glo.bo/2LaWjbG

O juiz Pedro Henrique Alves, da 1ª Vara da Infância da Juventude e do Idoso, concedeu liminar obrigando o governo do estado a pagar por vagas em escolas privadas para alunos que não tenham conseguido uma colocação na rede pública. De acordo com a decisão provisória, o estado também deve arcar com a matrícula e outros custos desses estudantes durante o ano letivo de 2019 , segundo publicou o G1.

 

 

Confira outras charges no facebook da Federação: http://bit.ly/2J3dfhw
Ou através do nosso site: http://bit.ly/2XOuabG

 

 


MEC vai refinanciar mais de 500 mil contratos do Fies
G1; 27/04
https://glo.bo/2GHQWv0

Começa na segunda-feira (29) o prazo para a renegociação das dívidas com o Fies, o programa de crédito para o ensino superior do governo federal. Mais de 500 mil estudantes estão com parcelas atrasadas há mais de três meses. Seis em cada dez pessoas que usaram o Fies para estudar têm parcelas em atraso. São 517 mil contratos com prestações vencidas: mais R$ 2 bilhões de um total de R$ 11,2 bilhões que os universitários pegaram emprestado e ainda não pagaram.

 

Nota de repúdio às declarações do ministro da educação 
sobre filosofia e sociologia 
Anpof; 25/04
http://bit.ly/2vseEpT

A Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia (ANPOF) e associações abaixo mencionadas repudiam veementemente as falas recentes do atual presidente da república e de seu ministro da educação sobre o ensino e a pesquisa na área de humanidades, especificamente em filosofia e sociologia. As declarações do ministro e do presidente revelam ignorância sobre os estudos na área, sobre sua relevância, seus custos, seu público e ainda sobre a natureza da universidade. Esta ignorância, relevável no público em geral, é inadmissível em pessoas que ocupam por um tempo determinado funções públicas tão importantes para a formação escolar e universitária, para a pesquisa acadêmica em geral e para o futuro de nosso país.

 

Contee contra ministro
Contee; 26/04
http://bit.ly/2VqxpJ9

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee expressa seu repúdio pelas postagens do presidente da República, Jair Bolsonaro, em sua página no Twitter corroborando a intenção do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de descentralizar os investimentos para os cursos de ciências humanas, sobretudo filosofia e sociologia, no país. A proposta do governo, além revelar sua profunda ignorância sobre a relevância dos estudos nas áreas, fundamentais para a consolidação da reflexão crítica, evidencia a perseguição ideológica praticada por essa gestão.

 

FGV vive devassa financeira e é apontada por Cabral 
como elo legal para propina no Rio
Folha de S. Paulo; 29/04
http://bit.ly/2ZHMepI

Uma das mais importantes instituições privadas de ensino e pesquisa do país, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) é alvo de uma devassa financeira por órgãos de investigação no Rio de Janeiro. A FGV já foi alvo de desdobramento da Operação Lava Jato e é investigada em ao menos cinco procedimentos do Ministério Público estadual. As suspeitas vão desde superfaturamento de contratos com o poder público, obtenção de lucro indevido e malversação da verba da própria fundação.

 

 

Contra reforma, dez centrais se juntam no Dia do Trabalho
Folha de S. Paulo; 27/04
http://bit.ly/2UOCGWu

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) motivou uma união inédita. Pela primeira vez na história do sindicalismo nacional, todas as centrais estarão sobre o mesmo palanque na quarta-feira, 1º de maio. As medidas nas áreas da Previdência Social e trabalho encampadas pela equipe econômica do ministro Paulo Guedes provocaram também uma parceria singular.

 

Professores entram em estado de greve 
contra reforma de Bolsonaro e por reajuste
Rede Brasil Atual; 22/04
http://bit.ly/2HFsaPc

Professores da rede estadual de ensino aprovaram, em assembleia, estado de greve contra o projeto de “reforma” da Previdência do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que dificulta o acesso à aposentadoria. A paralisação será definida em 26 de abril, após encontros regionais promovidos pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). A decisão foi tomada em ato neste Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, que lotou a Praça da República, no centro da capital.

 


Os clipes que detonam a ‘reforma’ da Previdência
Fepesp; 26/04
http://bit.ly/2UNf8kE

Para tirar as dúvidas, uma onda criativa agora nos proporciona uma série de filmes curtos que explicam os conceitos centrais da proposta de ‘reforma’ que está em discussão. Sem uma aposentadoria justa, o Brasil vai quebrar mesmo! Entenda o que é capitalização, como as professoras e professores serão penalizados e veja como fica fácil, em uma brincadeira de criança, entender como é passar a vida trabalhando para acabar sem amparo na velhice.

 

Metroviários de São Paulo ameaçam entrar em greve 
na próxima terça-feira
Rede Brasil Atual; 26/04
http://bit.ly/2vqU35l

Os trabalhadores da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) aprovaram greve para a próxima terça-feira (30). Em assembleia na noite de ontem (25), na sede do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, a categoria rechaçou a proposta da empresa , que nega todas as reivindicações, propondo apenas a reposição da inflação. Além disso, o Metrô quer reduzir em R$ 40 milhões por ano o investimento no plano de saúde próprio – o Metrus – e não quer discutir a participação nos resultados, deixando indefinidos os valores e as datas de pagamento.

 

 


De Platão a Foucault: 136 curtas de animação 
para aprender tudo sobre filosofia, sociologia e política
Revista Bula;
http://bit.ly/2VwhUz5

A empresa especializada em educação online Macat produziu uma série de animações curtas sobre as principais teorias de grande pensadores da humanidade. Ao todo, são 136 vídeos com duração de aproximadamente três minutos cada. Todos eles foram disponibilizados gratuitamente no canal da instituição no Youtube. Os temas abordados são bastante amplos, contemplando desde filosofia clássica, com os pensamentos de Platão e Aristóteles, até a filosofia moderna, de Foucault e Judith Butler.

 

170 Livros de Sociologia para Baixar em PDF 
(Weber, Durkheim, Levi-Strauss)
Online Cursos;
http://bit.ly/2GIAfjf

O estudo da sociedade tem se mostrado cada vez mais necessário nos últimos anos. Isso porque o homem tem se transformado rapidamente e com ele as relações e os comportamentos também, o que influencia diretamente na maneira como a sociedade se apresenta. É possível definir sociologia como o “estudo da organização e do funcionamento das sociedades humanas e das leis fundamentais que regem as relações sociais, as instituições, etc (Dicionário Houaiss).

 

Leia a íntegra da primeira entrevista de Lula desde que foi preso
El País; 28/04
http://bit.ly/2W8pyNg

Leia a íntegra da entrevista concedida pelo ex-presidente Lula aos jornalistas Florestan Fernandes Júnior, do EL PAÍS, e Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, em 26 de abril.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio