28 de agosto de 2020

28/08 – compra de vagas em particulares vai à Justiça em SP, 342 professores infectados em Manaus, Nicolelis e o seu cérebro – e mais.

.

No webinar ‘Não é tempo de escola aberta” do Sinpro SP:


Miguel Nicolelis, cientista – “Os estudos que tive acesso, nos EUA e na Europa, mostram que as crianças claramente podem carregar o vírus”. Vera Iaconelli, psiquiatra – “ Acho que deveríamos partir para outras respostas que não sejam a abertura das escolas agora”.  Daniel Cara, professor – “Vencemos de vez no STF a tentativa do Escola sem Partido se estabelecer como projeto de lei”.
Perdeu? Assista agora, aqui: https://youtu.be/Waq2uslaejg

  

 

Covas decide em setembro se reabre escolas em 2020
Folha de S. Paulo; 28/08
https://bit.ly/2YFyH3m

O prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou nesta quinta-feira (27) que definirá na segunda quinzena de setembro se aulas presenciais voltarão nas escolas na capital paulista neste ano.

Segundo inquérito sorológico na cidade, 18,3% dos estudantes da rede municipal já possuem anticorpos contra coronavírus.

Covas afirmou que a rede municipal está preparada para voltar no ano que vem, se a área da saúde assim definir, ou ainda neste ano. Após a primeira fase do inquérito sorológico, o prefeito dissera que as aulas não voltariam em setembro, possibilidade aberta pelo governo João Doria (PSDB) quando ele permitiu a abertura das escolas para ministrar aulas de reforço, entre outras atividades.

“A decisão de retorno ou não é da área da saúde. A partir do momento que a área da saúde decidir, vale para a rede municipal, privada e estadual. A rede municipal está preparada para qualquer que seja a decisão, seja para retomar neste ano, seja retomar no ano que vem”, disse. Há uma pressão grande da rede privada para reabrir antes, possibilidade vetada pelo prefeito.

 

Aprovada por Covas, “compra” de vaga em escola é contestada e vai à Justiça
BOL/UOL; 28/08
https://bit.ly/2YIZbkf

Para os críticos, a ideia de Covas de pagar por vagas em escolas particulares é tida como uma extensão do programa Mais Creche, aprovado no fim do ano passado, e que permite o repasse de verba pública para creches privadas que atendem crianças de 0 a 3 anos. O programa também enfrenta processo na Justiça.

“Em princípio, me parece que nesse ponto específico é uma repetição daquela norma [programa Mais Creche], só que agora estendendo os efeitos para os alunos de 4 e 5 anos”, diz à reportagem o promotor João Paulo Faustinoni, integrante do Geduc (Grupo de Atuação Especial de Educação) do MP-SP (Ministério Público de São Paulo).

 

Manaus adia volta às aulas do ensino fundamental após 342 professores pegarem covid-19
Rede Brasil Atual; 26/08
https://bit.ly/34FvYdZ

Reabertura das escolas na capital do Amazonas se iniciou com o ensino médio no dia 10 de agosto. Situação mostra que retomada é mais complicada do que estimam os governos.

Em apenas 15 dias da volta às aulas em Manaus, capital do Amazonas, 342 professores de ensino médio da rede pública tiveram teste positivo para o novo coronavírus. Os dados resultaram de exames aplicados em 1.064 profissionais da educação da cidade, o que equivale a 32,2% de contaminação. Ao todo, a rede pública estadual tem 30 mil educadores. A situação levou o governador Wilson Lima (PSC) a decretar adiamento por tempo indeterminado da retomada das atividades do ensino fundamental, que deveria ter começado na última segunda-feira (24).


Aulas presenciais na rede municipal de Cotia estão suspensas este ano, afirma prefeito
Reporter Regional; 27/08
https://bit.ly/3b98Bun

Assim como Vargem Grande Paulista, Osasco e Itapevi, as aulas presenciais na rede municipal de Cotia também estão suspensas este ano. O anúncio foi feito durante live na noite desta quinta-feira (27) pelo prefeito Rogério Franco. Segundo ele, um decreto com todas as informações será publicado nesta sexta-feira (28)

O prefeito também comentou sobre as escolas particulares. Segundo ele, ficará facultada a essas unidades acatarem o decreto do município ou as determinações do Estado. “Se o Estado liberar as escolas particulares, nós não vamos influenciar nisso, mas nós vamos fiscalizar para que eles mantenham todos os protocolos de higiene e segurança”, disse Franco.


Artigo: ‘Priorizar escolas significa reabri-las agora’
UOL Ecoa; 27/08
https://bit.ly/2D6og10

Por Salomão Ximenes e Fernando Cássio: “Em menos de um mês, as escolas brasileiras completarão meio ano de portas fechadas. Neste período, a omissão federal no combate à pandemia turvou o debate sobre o retorno às atividades presenciais. Fez submergir, no prolongamento da crise e do sofrimento, na ansiedade da falta de perspectivas e na crescente pressão empresarial, algumas premissas que não podem ser relativizadas. Pelo menos se o objetivo for proteger vidas e, ao mesmo tempo, não agravar desigualdades educacionais”.

 

Escolas preparam espaços à espera de mudança de fase na pandemia
Estadão; 27/08
https://bit.ly/2EArsCH

“Por que eu vou reprovar em 2020.” Com esse título, a estudante Júlia Almeida, que cursa o terceiro ano do ensino médio em Belo Horizonte, publicou um vídeo no Instagram expressando seu descontentamento com as aulas remotas impostas com a pandemia. O clipe se tornou um viral, com mais de 120 mil visualizações, e serviu como um símbolo das dificuldades com que escolas, alunos e famílias lidam com as aulas remotas para os alunos da educação básica no momento atual.

Mesmo a perspectiva de retorno ao modo presencial não anima a todos. Em São Paulo, apesar do anúncio do governo estadual de retorno gradual das atividades a partir de 7 de outubro, há receios de professores, funcionários de escolas, familiares e estudantes com relação ao contágio do novo coronavírus. Algumas cidades do Estado já afirmaram que não irão reabrir suas escolas em 2020, como alguns municípios do ABC Paulista. Na capital, os colégios definem planos de retomada das atividades na forma híbrida, com aulas presenciais e no formato remoto.

 

Sinprosasco faz denúncia pública contra Colégio Bela Vista
Sinpro Osasco; 26/08
https://bit.ly/3gzgB97

Diante de tantas dificuldades provocadas por esse momento críticos que atravessamos, os profissionais ainda precisam enfrentar o desrespeito do cumprimento de obrigações trabalhistas essenciais, sem receber seus salários ou com salários atrasados por vários dias, o que caracteriza desrespeito ao cumprimento dos Acordos firmados, para débitos anteriores, com mediação do Sindicato e com a presença do departamento jurídico, gestores e a supervisora de ensino do Colégio, e o desprezo de não dar nenhuma justificativa para os docentes.

 

DCE da USP reúne mais de 300 assinaturas contra projeto que retira verba de universidades
Monica Bergamo, 28/08
https://bit.ly/2Qy0X3k

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da USP reuniu mais de 300 assinaturas de docentes e parlamentares em carta endereçada ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), contra projeto de lei que prevê a retirada de recursos das universidades estaduais e da Fapesp (fundação de fomento à pesquisa científica no estado).

O documento destaca que as instituições estão na linha de frente do combate à Covid-19 e cita realizações como o sequenciamento genético do vírus e a produção de respiradores. “Não podemos tratar a educação, a ciência e a inovação como despesas, mas sim como investimento”, afirma.

 



Brasil se aproxima de 120 mil mortos por covid-19. Especialista lamenta desvalorização da ciência
Rede Brasil Atual; 27/08
https://bit.ly/32BtBpE

O Brasil registrou 984 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas. O número é levemente inferior ao padrão apresentado nas últimas 11 semanas às quintas-feiras, que se mantiveram sempre acima da casa do milhar. Com o acréscimo, desde o início da pandemia, em março, são 118.649 vidas perdidas para o vírus no país.

Porém, mesmo com apenas cerca de 6% da população tendo passado por algum teste, o país é o segundo mais afetado pela covid-19 no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Entretanto, os norte-americanos, ao contrário, aplicam testes intensamente. Como resultado do descaso do governo federal na condução da pandemia, ontem, dia que a pandemia completou seis meses em solo brasileiro, o Brasil superou os Estados Unidos em mortes por 100 mil habitantes causadas pelo coronavírus.

 

 

Cérebro humano é capaz de criar realidade, diz o neurocientista Miguel Nicolelis
Folha de S. Paulo; 27/08
https://bit.ly/32zFBYT

Ninguém pode acusar Miguel Nicolelis de falta de ambição intelectual. Pois o neurocientista paulista, um pioneiro na criação de interfaces que unem o cérebro a máquinas e pai de um instituto de pesquisas em Macaíba (RN), decidiu recontar a trajetória da cognição humana e analisar os riscos que a espreitam em seu mais recente livro.

“O Verdadeiro Criador de Tudo” do título da obra é o próprio cérebro da nossa espécie. Nicolelis defende um ponto de vista “cerebrocêntrico”, sob o qual é impossível separar totalmente o que acreditamos saber sobre a estrutura do Universo da estrutura neuronal que nos permite raciocinar e imaginar. Em grande medida, o sistema nervoso humano “cria” a realidade à nossa volta, argumenta.

Não há nada místico nessa visão, até porque Nicolelis critica impiedosamente a fé religiosa e a vaga “religião cósmica” de Albert Einstein e outros físicos. As bases de sua proposta são essencialmente as da teoria da evolução.

As particularidades da trajetória evolutiva dos primatas moldaram de forma particular as estruturas cerebrais para que elas ajudassem na sobrevivência e na reprodução.

Com a ascensão da cooperação de grande escala entre humanos, formando tribos e impérios, essas capacidades cerebrais passaram a criar conexões entre massas de indivíduos, unindo-os em torno de ideias e mitos compartilhados, um tipo de sistema que Nicolelis apelida de “Brainet”, a internet dos cérebros.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio