Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 04 de fevereiro de 2023

18 de fevereiro de 2021

18/02 – escolas lotam salas na volta às aulas, covid fecha escolas em Santos, Ceará suspende aulas presenciais e mais: Thomas Piketty diz que educação fez prosperidade de países ricos.

.

 

 

 

VOLTA ÀS AULAS

Conflito de regras estadual e municipal faz escolas particulares de SP liberarem mais alunos em sala
Estadão; 18/02
http://bit.ly/37mxuSI

Um conflito entre regras estaduais e municipais faz escolas particulares da capital paulista receberem a partir desta semana quantidades diferentes de alunos em aulas presenciais. Algumas passaram a seguir o decreto estadual e aumentaram para 70% dos estudantes todos os dias. Outras se mantêm em  35%, como prevê a Prefeitura. Ter uma porcentagem maior é importante para as famílias porque significa mais dias na escola e menos rodízios.

Colégios como Santa Cruz e Espaço Lúdico, na zona oeste, e Projeto Vida, na zona norte, são alguns dos que decidiram aumentar a quantidade de alunos. E ainda afirmaram que foram autorizadas pelos seus supervisores nas diretorias regionais de ensino – ligadas ao Estado – a fazer a mudança. O Colégio São Luís, na zona sul, também mandou comunicado aos pais, avisando que aumentaria a presença para 50% dos alunos.


SP inicia programa com psicólogos na educação para ‘melhorar clima escolar’
UOL; 17/02
http://bit.ly/3dotp4r

O secretário de Educação paulista, Rossieli Soares, explicou que o programa contará com mil psicólogos à disposição da rede estadual, mas não terá atendimentos feitos diretamente aos alunos. A ajuda terá que ser solicitada pelas unidades de ensino, que serão orientadas pelos profissionais.


Santos: Escolas municipais têm aulas presenciais suspensas após casos suspeitos de Covid-19
Bahia.ba; 15/02
http://glo.bo/3ay7TZb

Duas escolas municipais de Santos, no litoral de São Paulo, tiveram que suspender parcialmente as aulas presenciais por conta de casos suspeitos de Covid-19 entre alunos e professores. A Secretaria de Educação de Santos informou, nesta quarta-feira (17), que as pessoas estão sendo acompanhadas e que nenhum caso ainda foi confirmado.

Os casos suspeitos surgiram na Unidade Municipal de Ensino (UME) Martins Fontes, localizada no Morro da Penha, na Unidade Municipal de Ensino Pedro II, que fica na avenida Prof. Aristóteles Menezes, na Ponta da Praia e na Escola Municipal Rural Ilha Diana, na Área Continental.


Ceará: novo decreto determina toque de recolher e suspensão das aulas presenciais
Diário do Nordeste; 18/02
http://bit.ly/3jWOHr2

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, nesta quarta-feira (17), toque de recolher das 22h às 5 horas em todo o Ceará. A decisão vale até o dia 28 de fevereiro. Outra medida é a suspensão das aulas presenciais em escolas e universidades públicas e privadas. E todos os espaços públicos fecharão às 17h.

Todas as medidas valem a partir desta quinta-feira (18), com exceção das aulas – que voltam a ser exclusivamente remotas na sexta-feira (19).

 

ENSINO SUPERIOR

Universitários e pais de alunos adiam matrículas
Valor Econômico; 16/02
http://glo.bo/3dl7sTL

As matrículas nas escolas e faculdades particulares estão sendo adiadas neste começo de ano devido ao atual cenário de pandemia. No ensino superior, os alunos estão postergando o ingresso para a metade do ano ou começo de 2022. Já na educação básica, os colégios estão percebendo uma demora por parte dos pais para realizar as matrículas dos filhos com a atual incerteza sobre o retorno das aulas presenciais, o que também está provocando redução de venda de material didático.

Levantamento da consultoria Educa Insights com cerca de 1 mil alunos mostra que em novembro, quando a pandemia tinha arrefecido e havia certo otimismo quanto à imunização, 38% dos entrevistados pretendiam começar a faculdade neste começo de ano e 24% em agosto. Agora, essa proporção se inverteu, com a maioria planejando o ingresso no ensino superior somente no segundo semestre.

Esse movimento é percebido, inclusive, nos cursos on-line, que tiveram forte demanda em 2020. Entre novembro e janeiro, o volume de interessados em iniciar uma graduação digital caiu de 46% para 38%. Houve uma postergação para o segundo semestre (veja tabela acima).

POLÍTICA EDUCACIONAL

Capes consolida critérios para distribuição de bolsas de pós-graduação
Agência Brasil; 16/02
http://bit.ly/3u3on30

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação de incentivo à pesquisa ligada ao Ministério da Educação, consolidou os critérios para distribuição de bolsas e auxílios para o período de março de 2021 a fevereiro de 2022. A portaria foi publicada hoje (17) no Diário Oficial da União.

O documento trata exclusivamente da distribuição de bolsas no âmbito do Programa de Demanda Social (DS) e de bolsas e auxílios para pagamento de taxas escolares dentro do Programa de Excelência Acadêmica (Proex), do Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (Prosup) e do Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições Comunitárias de Educação Superior (Prosuc).

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Startup de educação Descomplica recebe aporte de R$ 450 milhões
Estadão; 18/02
http://bit.ly/2OK2aGZ

A start up Descomplica, mais conhecida por atividades de reforço para Enem e vestibulares, anuncia nesta quinta, 18, que recebeu um aporte de US$ 84,5 milhões (cerca de R$ 450 milhões) – segundo a empresa, é o maior do segmento já feito na América Latina.

A rodada foi capitaneada pelo Invus Group, que já havia liderado outras rodadas na empresa, e pelo grupo japonês SoftBank. O Valor Capital Group, que também já havia feito investimentos em rodadas anteriores na startup, voltou a participar. Além dos três nomes, dois novos investidores chamam a atenção: The Edge, guitarrista do U2, e a Chan Zuckerberg Initiative, empresa de investimento de impacto social da família do fundador do Facebook. A Península Participações, de Abílio Diniz, fechou o time de investidores. Essa foi a quinta rodada de investimentos da empresa – a última havia sido em 2018 e trouxe R$ 54 milhões.

CORONAVÍRUS

Vacinação completa um mês, mas chega a apenas 2,6% da população. Casos se aproximam de 10 milhões
Rede Brasil Atual; 18/02
http://bit.ly/3pvxsyd

Além do surto fora de controle, novos estudos acendem alertas sobre o poder de letalidade da covid-19. Artigo publicado na sexta-feira (12) pela revista científica Journal of Infection confirmou a primeira morte de um brasileiro por reinfecção, no ano passado. Um paciente, homem de 44 anos, foi infectado pela primeira vez no dia 8 de maio. Após apresentar sintomas leves e boa recuperação, no fim de junho teve novo diagnóstico da doença. Desta vez, o quadro clínico evoluiu drasticamente e resultou em morte no dia 24 de julho.

Enquanto isso, o processo de vacinação segue lento, com apenas 2,64% da população tendo recebido ao menos uma dose de uma das vacinas contra a covid em uso no país. Também hoje, a vacinação em massa no país completa um mês.


Estudo sugere ser arriscado reduzir para dez dias a quarentena para infectados pelo novo coronavírus
Agência Fapesp; 18/02
http://bit.ly/2ZrV8c3

Resultados de uma pesquisa conduzida no Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (IMT-USP) sugerem que pode ser arriscado reduzir de 14 para dez dias o tempo de quarentena indicado para casos leves e moderados de COVID-19, como recomendou em outubro o Centro de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

A quarentena de 14 dias foi estabelecida ainda no início da pandemia com base no tempo médio que leva, após o início dos sintomas, para o SARS-CoV-2 deixar de ser detectado no teste de RT-PCR. Em geral, esses primeiros estudos foram feitos com indivíduos com doença moderada ou grave, que precisaram ser hospitalizados.

 


Thomas Piketty: “A educação foi uma ponte para a prosperidade nos países ricos”
Unisinos; 18/02
http://bit.ly/3bbzzSE

Em 2014, Thomas Piketty revolucionou a teoria economia contemporânea com a publicação de seu livro “O Capital no século XXI”. O economista francês (Clichy, 1971) realizou uma análise da desigualdade, especialmente na Europa e nos Estados Unidos, a partir do final do século XIX, com uma linguagem clara e alguns postulados contundentes, que o levaram ao número um da lista de não ficção do New York Times e o tornaram um sucesso de vendas (até o momento, ultrapassou três milhões de cópias vendidas em todo o mundo).

Piketty falou sobre o seu mais recente texto, sobre capitalismo e desigualdade, em uma conversa com o analista econômico colombiano Ricardo Ávila, em evento que compõe a programação do Hay Festival 2021, que acontece nesses dias na Colômbia.

“Eu considero que a luta de classes é importante, considero que a ideologia é importante, os dois fatores estão relacionados, mas não quer dizer que estejam alinhados um ao outro. A classe não determina a ideologia completamente, é só um dos fatores que influenciam, mas não se trata de uma relação um a um. Quando eu falo de ideologia, não a abordo com uma ideia negativa, o que quero dizer é que cada sociedade, cada indivíduo tem que ter ideias, ideologias, opiniões sobre o que considera ser a melhor forma de organizar a sociedade”.

Em seu texto, a partir de dados, números e estatísticas, o diretor de estudos da Escola de Estudos Superiores em Ciências Sociais (uma das instituições educacionais de maior reputação na França) remonta à origem das desigualdades, sob a premissa, explica, de que aprender da história de outros sempre será importante.

Leia a entrevista completa aqui.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio