Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 25 de janeiro de 2022

10 de novembro de 2021

10/11 – a crise no INEP e o risco ao Enem, STF proíbe orçamento secreto, uniformes rasgados nas escolas ‘cívico-militares’, e mais: ‘somos o único povo do mundo que se vacinou à revelia do presidente’

.

Toda força dos sindicatos integrantes nas campanhas e ações unificadas com a coordenação da Federação –  é o que foi deliberado no 10º Congresso e está no plano de ações da Fepesp!
Leia aqui: https://bit.ly/3moTWBo  

  

 

ENEM: Pedido ignorado por ministro foi estopim da crise no Inep
Valor Econômico; 10/11
https://glo.bo/3Cep64x
https://outline.com/pUwfP9

Os 35 servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que pediram demissão dos cargos de coordenação avaliam que a atual direção do órgão não tem condições de realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e esperam respostas por parte do seu presidente, Danilo Dupas, que deve falar hoje à Câmara dos Deputados.

Após meses de queixas sobre os problemas estruturais e de gestão no Inep, os coordenadores decidiram deixar os cargos quando o ministro da Educação, Milton Ribeiro, ignorou pedido de reunião para a última sexta-feira. De acordo com os servidores, Ribeiro teria tratado o pedido como “ação de sindicalistas”.

“Para além de problemas estruturais que foram negligenciados ao longo da atual gestão do Inep, os servidores denunciam o assédio moral, o desmonte nas diretorias, a sobrecarga de trabalho e de funções e a desconsideração dos aspectos técnicos para a tomada de decisão”, diz em nota a Assinep, associação representativa dos funcionários.

 

‘Estamos ferindo de morte o órgão diretor da educação brasileira. Isso é muito grave’, diz primeiro presidente do Inep na gestão Bolsonaro
O Globo; 09/11
https://glo.bo/3qr39wG

A avaliação de funcionários, especialistas em educação e de ex-presidentes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que teve 35 pedidos de demissão coletiva, é de que a instituição está fora de controle às vésperas dos exames para o acesso às universidades do país. Ex-presidente do instituto de fevereiro de 2014 a fevereiro de 2016, Francisco Soares afirma que não lembra de outro momento com uma crise dessa gravidade, nos 20 anos em que acompanha o funcionamento do Inep.


Enem tem risco de ser adiado? Entenda os efeitos da debandada no Inep
Estadão; 09/11
https://bit.ly/3HcrpZA

Servidores ouvidos pelo Estadão dizem que haverá dificuldades para compor uma nova equipe técnica responsável por resolver problemas durante a aplicação.

Se a realização do exame não incluir esses técnicos, o Enem será “um voo às cegas”, disse um dos servidores. Outra servidora que pediu exoneração afirmou que o Inep fica “acéfalo” com as saídas. Segundo ela, o exame pode até ser realizado – mas, com as exonerações, não contará com o acompanhamento técnico que a prova exige.

Com isso, aumentam os riscos de problemas na hora da prova. Segundo o Estadão apurou, integrantes da Cesgranrio temem o que possa acontecer com a prova sem a interlocução e a experiência dos técnicos que têm deixado seus cargos. Oficialmente, a empresa afirmou que não se manifestaria por “força contratual”.

 

STF X CONGRESSO X BOLSONARO

Câmara aprova em 2º turno PEC dos Precatórios
Agência Câmara; 09/11
https://bit.ly/3HbgFKX

A Câmara aprovou ontem em segundo turno a PEC dos Precatórios, que parcela dívidas judiciais do governo e fura o teto de gastos, abrindo espaço para o pagamento do Auxílio Brasil no valor de R$ 400 em 2022, ano eleitoral. O placar foi mais amplo do que na votação do primeiro turno na semana passada.

Estratégia – A PEC perdeu votos de deputados do PDT que haviam apoiado a proposta no primeiro turno, mas ganhou novas adesões de parlamentares do DEM, do PSDB, do PP, do PSL e do Republicanos. O governo usou as emendas do relator do Orçamento, liberando verbas nas últimas duas semanas, para garantir a vitória. / folha

Resistência – A proposta de emenda à Constituição vai agora para o Senado, onde o presidente Jair Bolsonaro prevê mais dificuldades de aprovação. A PEC é criticada por oficializar o adiamento no pagamento dos precatórios a serem quitados em 2022 e afrouxar os compromissos fiscais do governo ao permitir o furo do teto de gastos. / uol

Maioria – Com seis votos de dez possíveis, o Supremo formou ontem maioria pela suspensão dos pagamentos das emendas do relator, que vêm sendo usadas pelo governo Bolsonaro para angariar apoio no Congresso. A distribuição de verbas por meio desse expediente é criticada por “esconder” os parlamentares beneficiados. / nexo

Relatora – Rosa Weber já havia suspendido as emendas do relator na sexta-feira à noite. E foi criticada por Bolsonaro, que lembrou de outras decisões da ministra que o desagradaram. O julgamento em plenário virtual sobre os repasses aos parlamentares, no caso que ficou conhecido como “orçamento secreto”, acaba hoje. / nexo

 

TRABALHO

Uber, 99, Rappi e Lalamove devem registrar motoristas em carteira imediatamente, diz MPT
Rede Brasil Atual; 09/11
https://bit.ly/3mZaj9l

O Ministério Público do Trabalho em São Paulo (MPT-SP) ajuizou quatro ações civis públicas na última segunda-feira (8) contra empresas de aplicativo de transporte, acusadas de fraude trabalhista. As multinacionais Uber (EUA), 99 (China), Rappi (Colômbia) e Lalamove (Hong Kong) são alvos das ações no MPT, que pedem o reconhecimento do vínculo de emprego de motoristas e entregadores em todo o Brasil (clique no nome das empresas para ler cada ação, na íntegra).

O MPT requer que as empresas registrem imediatamente seus motoristas na carteira de trabalho, sob pena de multa de R$ 10 mil por trabalhador em situação irregular.


Alunos de escolas cívico-militares recebem uniformes rasgados, pequenos e com tecido ‘transparente’
Estadão; 09/11
https://bit.ly/3Hct5Cm

A Triunfo, responsável por produzir as roupas de baixa qualidade, é controlada pelos mesmos sócios da Nilcatex Têxtil, condenada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em junho, juntamente com outros investigados, por cartel em licitação de uniforme escolar no período de 2007 a 2012. A Nilcatex chegou a figurar como interessada na licitação dos uniformes. Apesar de não ter concorrido no pregão, o nome da empresa consta de etiquetas de camisetas como produtora das peças e a Triunfo, como comercializadora. No site da Receita Federal, a Triunfo mantém telefones e endereço eletrônico vinculados à Nilcatex como seus próprios contatos.

O conluio operou em São Paulo, Santa Catarina, Goiás e no Rio entre 2007 e 2012, segundo o órgão que combate este tipo de cartel.

 

CORONAVÍRUS

Brasil completa uma semana com média móvel abaixo de 250 vítimas diárias de Covid; total se aproxima de 610 mil
G1; 10/11
https://glo.bo/3wymr47

O Brasil registrou nesta terça-feira (9) 214 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 609.816 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 243 –abaixo da marca de 250 pelo 7º dia (e abaixo de 300 pelo 9º dia).

Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -30% e aponta queda. Há 8 dias o país mantém tendência de queda expressiva nesse comparativo, com ao menos 30% de diminuição todos os dias.

 

Nova fase da covid-19 na Europa é alerta para o resto do mundo, diz OMS
Rede Brasil Atual; 09/11
https://bit.ly/3wxmwoQ

O diretor executivo do Programa de Emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan, afirmou nesta terça-feira (9) que a batalha da Europa contra a covid-19 é uma “chamada de alerta” para o resto do mundo. Apesar de os principais países do continente estarem com médias de imunização em torno de 70%, o vírus não deixou de circular e os europeus têm enfrentado nas últimas semanas uma pandemia entre “não vacinados”.

 

 

Artigo: ‘Somos o único povo do mundo que se vacinou à revelia do presidente’
Folha de S. Paulo; 10/11
https://bit.ly/3F1QdBA

Por Gregorio Duvivier, ator e escritor: “Alguns povos se vacinaram apesar do presidente, ou sem a participação dele. O brasileiro foi além: se vacinou contra a vontade dele. Arrisco dizer: pode ser até que tenha gente se vacinando só pra deixar ele puto.

Quase 610 mil pessoas morreram no Brasil. Se não fossem os institutos de pesquisa, os prefeitos e governadores, pesquisas indicam que esse número passaria de 1 milhão. Mas não podemos nos esquecer daquele que fez muito mais do que lhe foi pedido: o brasileiro médio.

O povo brasileiro se isolou o máximo que pôde sem que lhe exigissem, muitos ficaram em casa enquanto o presidente mandava ir pra rua, e 80% já se vacinaram apesar do boicote deliberado do presidente —que não somente não comprou vacina, mas também não se vacinou, e também disse que as vacinas causavam Aids”.

 

Taubaté faz postagens bem-humoradas para atrair público jovem à vacinação
RM Vale; 10/11
https://bit.ly/30cXi2M

A Prefeitura de Taubaté está apostando em postagens bem humoradas nas redes sociais para chamar o público jovem para se vacinar contra a Covid-19, na cidade. Um dos posts usava os personagens da série Rebeldes (RBD) e do filme Harry Potter.

Na publicação da saga Harry Potter, a prefeitura chamou os jovens de 26 anos para se vacinar com muito bom humor e fez referências ao filme: “pega sua varinha mágica, seus documentos, suba em sua vassoura e vem vacinar!”, dizia a legenda.

Para convocar o público de 25 anos, a prefeitura brincou com a música tema da famosa série mexicana Rebeldes (RBD). “Yo soy rebelde, cuando me voy a vacinar. Yo soy rebelde, 25 años vente para acá”.

Por conta disso, uma moradora de Taubaté até foi tomar vacina vestida como os personagens.

e acordo com o diretor de comunicação da prefeitura, Miguel Kater, o objetivo das postagens bem-humoradas é, antes de tudo, acessar o público adulto e jovem, promovendo o engajamento e criando um relacionamento com os jovens munícipes, não só para ampliar a comunicação, mas também para motiva-los a irem se vacinar.

“Além de oferecer descontração e alívio em um momento em que a vacinação avança e nos dá uma perspectiva mais positiva. Não caberia essa linguagem em um momento anterior em que as incertezas eram grandes. A ideia partiu do designer de redes sociais e endossada pelo Departamento de Comunicação. A iniciativa tem levado com leveza a mensagem da importância da vacinação”, afirmou o diretor.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio