Federação dos Professores do Estado de São Paulo, 25 de outubro de 2021

10 de setembro de 2021

10/09 – Contribuição ao sindicato no Ensino Superior, mil alunos com covid na volta às aulas em SP, Enem adia-não-adia, e mais: o recuo de Bolsonaro na carta escrita por Temer

.

Com a assinatura da nova convenção coletiva de trabalho do Ensino Superior, é hora de contribuir para a fiscalização dos seus direitos. Veja como, aqui: https://bit.ly/38PVcqZ

 

 

 

Covid-19 atinge mais de mil alunos no primeiro mês de volta às aulas em SP
Agora; 09/09
https://bit.ly/3BXx0zb

As escolas estaduais de São Paulo registraram 1.748 de casos prováveis de coronavírus no sistema educacional, entre os dias 2 e 31 de agosto. Desse total, 1.040 são de supostos contágios de alunos no período. A gestão João Doria (PSDB) deixou de contar os casos confirmados de Covid-19 na rede estadual de ensino e considera como “casos prováveis” de infecção.

O estado aponta 651 funcionários e mais 57 trabalhadores terceirizados como prováveis contaminados, segundo dados da Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para a Covid-19 (Simed) criado pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo.

Na capital, estão matriculados 1.480.257 de alunos. Cerca de 675.9 mil estudantes estão na rede municipal, 565.8 mil, na estadual e 238,4 mil na rede privada.

 

 

Oito cidades da Grande SP adiam aplicação da 3ª dose da vacina contra Covid-19
Agora; 10/09
https://bit.ly/2Xaa8Oc

Oito cidades da Grande São Paulo optaram por suspender até o dia 15 de setembro a aplicação da terceira dose da vacina contra Covid-19. A decisão anunciada pela Prefeitura de Taboão da Serra tem como motivo a divergência sobre qual marca do imunizante usar para a dose de reforço.

Em nota à reportagem, a cidade da Região Metropolitana de São Paulo diz que a entrega de mais doses do imunizante da Pfizer por parte do Ministério da Saúde está prevista para o próximo dia 15. Os outros municípios que aderiram ao movimento foram Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Embu Guaçu, Cotia e Vargem Grande Paulista.



POLÍTICA EDUCACIONAL

MEC estuda adiar Enem após STF determinar reabertura das inscrições
Folha de S. Paulo; 09/09
https://bit.ly/3BTJtE0

Depois de sofrer uma derrota no STF (Supremo Tribunal Federal), o MEC (Ministério da Educação) estuda como irá cumprir a decisão de reabrir as inscrições do Enem para garantir a isenção de taxa a quem faltou na última edição.

Uma das opções avaliadas é pôr os novos inscritos para fazer o exame na mesma data reservada aos presos ou internados. Outra possibilidade é atrasar a data da prova, atualmente marcada para o fim de novembro.

Na sexta (3), o Supremo decidiu, por unanimidade, que as inscrições do exame devem ser reabertas de maneira gratuita a quem se ausentou na prova de 2020, sem a necessidade de o estudante apresentar uma justificativa para a falta no ano anterior.

 

Resultado da primeira fase da Olimpíada de Matemática
Agência Brasil; 09/09
https://bit.ly/38Vrr81

O resultado da primeira fase da 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) foi divulgado hoje (9). A lista dos estudantes classificados para a segunda fase pode ser acessada na página da Obmep (veja aqui).

Cerca de 18 milhões de estudantes de 55 mil escolas participaram da primeira etapa. As provas foram aplicadas entre 28 de junho e 3 de agosto. Já os exames da segunda fase estão previstos para 6 de novembro e a divulgação dos premiados para 18 de janeiro de 2022.


Educação 360 debate racismo, Paulo Freire e ensino pós-pandemia; inscrições abertas
O Globo; 09/09
https://glo.bo/3BTKbRG

Como os professores estão se preparando para o pós-pandemia? Como lidamos com as incertezas neste momento de retomada escolar? Essas e outras questões serão debatidas na próxima edição do Educação 360 Internacional (veja aqui), uma iniciativa dos jornais O Globo, Extra e Valor Econômico que reúne pensadores, professores, escritores, estudantes, psicólogos e especialistas do Brasil e do mundo. Os debates e palestras são abertos para toda a sociedade.

O evento acontecerá nos dias 14 e 15 de setembro em versão on-line e gratuita, e as inscrições foram abertas nesta quarta-feira, dia 8 de setembro, no site educacao360.com . O Educação 360 Internacional tem patrocínio do Grupo SEB, apoio do Itaú Social e apoio institucional de Unicef, Unesco, Futura e Fundação Roberto Marinho.

 

DIREITOS

Taubaté: Projeto de presidente do Sinpro implementado para proteção da Mulher
Diário de Taubaté; 10/09
https://bit.ly/3nmqa27

Jeferson Campos, presidente do Sinpro (Sindicato dos Professores de Taubaté) e ex-vereador na cidade, deixou raízes na vereança e agora um projeto importante de sua iniciativa acaba de ser instituído: é a Procuradoria Especial da Mulher, por meio do ato da Presidência da Câmara 09/2021.

Entre as funções desta Procuradoria Especial da Mulher estão a de receber e encaminhar denúncias sobre casos de violência e discriminação contra a mulher, fiscalizar a execução de programas dos governos municipal, estadual e federal para a promoção da igualdade de gênero e, ainda, promover a participação efetiva das vereadoras nas atividades da Câmara.

A criação da Procuradoria se deu pela Resolução 208/16 de autoria de Jeferson Campos, que foi vereador de 2005 a 2016.

“Sempre foi parte da minha atuação, tanto no parlamento municipal como na direção do sindicato dos professores, a defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores e dos menos protegidos em nossa sociedade”, diz Jeferson Campos. “A vigilância da violência contra as mulheres, que muitas vezes deixa de ser registrada em casos de abuso doméstico, fez parte dessa prioridade”.

 

O NEGÓCIO DA EDUCAÇÃO

Eleva Educação, de Lemman, adquire rede de colégios da Paraíba
Estadão; 10/09
https://bit.ly/3zWrtbE

O grupo Eleva Educação, gigante no setor de ensino básico e que tem bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann como um dos principais acionistas, acaba de adquirir uma rede de colégios na Paraíba, a ISO Colégio e Cursos de João Pessoa. Com quatro unidades na capital do Estado, tem um total de 2.950 alunos. O valor da transação segue em sigilo.

Com a incorporação da ISO Colégio e Cursos e o acordo para a aquisição de escolas que pertencem ao Grupo Cogna (Kroton) este ano, o Eleva Educação passará a ter 190 unidades em todo o País e cerca de 120 mil alunos. A transação com a Cogna, porém, ainda depende do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).


Yduqs (Estácio) também tem interesse no CEUB, de Brasília
Valor Econômico; 10/09
https://glo.bo/3hl4kZ3

A Yduqs, segundo maior grupo de ensino superior do país, também está interessado no CEUB, centro universitário de Brasília, que já está em negociações com a Ânima (São Judas, Anhembi-Morumbi). O grupo carioca, dono da Estácio, iniciou recentemente uma diligência para fazer uma proposta de aquisição, apurou o Valor.

Ainda de acordo com fontes, a “due dilligence” feita pela  Ânima já foi finalizada e os controladores do CEUB aguardam uma proposta. A transação é estimada em R$ 800 milhões e há um passivo fiscal de mais de R$ 100 milhões. O centro universitário é uma instituição sem fins lucrativos e num determinado período perdeu sua isenção. A dívida tributária é o ponto mais complexo das negociações porque há  percepções jurídicas distintas sobre o valor que não precisaria ser pago, que poderia ser revertido.

 

O recuo de Bolsonaro após a sequência de ataques ao Supremo
Nexo; 09/09
https://bit.ly/2X7tm6I

O presidente Jair Bolsonaro publicou uma nota nesta quinta-feira (9) em que afirma que “nunca teve intenção de agredir quaisquer dos Poderes” e que “reitera seu respeito pelas instituições da República”. A nota foi publicada no site oficial da Presidência da República.

Dois dias após os atos de 7 de setembro, em que Bolsonaro fez seu mais duro ataque às instituições, o presidente afirmou que “sempre esteve disposto” a dialogar com os Poderes e que a harmonia entre eles “é uma determinação constitucional que todos devem respeitar”. Palavras contrárias a essa ideia “decorreram do calor do momento”, segundo o texto.

Na terça-feira (7), o presidente discursou para milhares de apoiadores em Brasília e São Paulo fazendo ataques ao sistema eleitoral e dizendo que não cumpriria decisões do Supremo Tribunal Federal, uma atitude que representaria crime de responsabilidade, segundo afirmou o presidente do Supremo, Luiz Fux, num pronunciamento em resposta aos atos.

A nota foi publicada em meio a bloqueios de caminhoneiros bolsonaristas em rodovias do pais desde quarta-feira (8). Bolsonaro pediu a liberação das vias numa mensagem de áudio, mas os protestos da categoria continuaram em alguns estados ao longo de quinta (9).

 

Temer fez ponte entre Bolsonaro e Moraes e ajudou a redigir nota de recuo do presidente
Folha de S. Paulo; 09/09
https://bit.ly/3Eff3yn

O ex-presidente Michel Temer desembarcou em Brasília nesta quinta-feira (9) com a missão de fazer uma ponte entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes.

Como o Painel da Folha noticiou, o presidente conversou por telefone com Moraes, em ligação mediada por Temer. Segundo participantes do encontro, o ex-presidente teria chegado ao encontro já com a sugestão de intermediar o telefonema.

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DE JAIR BOLSONARO PUBLICADA NESTA QUINTA (9)

“No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer:

1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar.

2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news.

3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia.

4. Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum.

5. Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes.

6. Sendo assim, essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto no Art 5º da Constituição Federal.

7. Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país.

8. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição.

9. Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles.

10. Finalmente, quero registrar e agradecer o extraordinário apoio do povo brasileiro, com quem alinho meus princípios e valores, e conduzo os destinos do nosso Brasil.”

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio