10 de julho de 2020

10/07 – escolas despreparadas para voltar às aulas, um coronel no páreo pelo MEC, pior da covid ainda por vir – e mais, para sua aula: o que você sabe sobre 32?

.



Audiência termina com proposta e Sinpro consultará professores: as professoras e os professores que foram dispensados da Uninove neste final de semestre serão chamados, em assembleia na próxima semana, para deliberar sobre proposta discutida na audiência de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), realizada nesta quinta-feira, 09/10, via videoconferência por causa da pandemia.
Leia tudo aqui:   https://bit.ly/2Zdg0EC

 

 

Maioria das escolas diz não estar preparada para a volta às aulas pós-pandemia
Estadão; 10/07
https://bit.ly/2OepNUA

A maioria das escolas brasileiras admite não estar preparada para retomar às aulas num novo formato pós-pandemia que certamente vai exigir uma boa parcela de ensino a distância.  Pesquisa do Instituto Crescer mostra que apenas 22,6% das escolas em geral acreditam estar preparadas, do ponto de vista da infraestrutura tecnológica, para fazer frente aos novos tempos. A maioria, 67,9%, diz que ainda está correndo atrás do atraso e investindo em equipamentos. O restante descarta essa possibilidade e não acredita que sejam necessários novos investimentos, pois essa demanda “vai passar”.

O quadro é mais crítico na rede pública. Apenas 17,7% dessas instituições disseram que se consideram preparadas tecnologicamente. A taxa é menos da metade da indicada pelas escolas privadas nessa condição: 36,2%.


Artigo: ‘Conselho Nacional diz que escolas particulares podem voltar antes das públicas; e agora?’
Folha de S. Paulo; 10/07
https://bit.ly/2BWrkw8

Por Laura Mattos: As escolas particulares podem reabrir antes das públicas? Tomemos fôlego para mais esse round da educação brasileira na pandemia.

Nesta terça (7), o Conselho Nacional de Educação (CNE) votou um parecer sobre a retomada às aulas presenciais em que defende que a rede privada seja liberada para voltar antes da pública.

A orientação do CNE não se sobrepõe à autonomia dos estados sobre a retomada, mas certamente dá argumento para disputas judiciais, e é isso o que pode ocorrer em São Paulo, onde o governo decidiu que a volta de públicas e particulares terá de ser simultânea.

 

Chega ao Senado MP que flexibiliza dias letivos obrigatórios na educação
Senado Notícias; 08/07
https://bit.ly/38If7Hm

Segundo o texto aprovado na Câmara dos Deputados na terça-feira (7), os estabelecimentos de educação infantil (até 4 anos de idade) serão dispensados de cumprir os 200 dias obrigatórios do ano letivo e também a carga mínima de 800 horas, como estabelece a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394, de 1996). Já as escolas de ensino fundamental e médio terão de cumprir essa carga horária, embora possam distribuí-la em menos dias letivos que os 200 obrigatórios, o que também deve ocorrer no ensino superior, respeitando a grade curricular de cada curso.

 

 

Bolsonaro planeja anunciar novo ministro da Educação nesta sexta
R7; 10/07
https://bit.ly/38QJSKo

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (9), durante sua live semanal em uma rede social, que espera anunciar o novo ministro da Educação nesta sexta-feira (10).

“A gente espera amanhã resolver essa questão aí do Ministério da Educação, que é um ministério muito importante”, disse o presidente.

 

Movimentos bolsonaristas fazem campanha por coronel do Exército no MEC
Estadão; 10/07
https://bit.ly/2OivHE9

Principal base de sustentação do bolsonarismo nas redes sociais, movimentos de rua que pediram o impeachment de Dilma Rousseff, ativistas ‘olavistas’ e influenciadores digitais conservadores se uniram em uma campanha para que o coronel do Exército José Gobbo Ferreira seja escolhido para comandar o Ministério da Educação (MEC). Os ativistas criaram até a hashtag #gobbonoMEC e têm pressionado parlamentares governistas. Parte dos grupos bolsonaristas quer impedir que o centrão – colegiado de partidos de centro que apoia o Palácio do Planalto – indique o próximo ministro. O nome do coronel, que é amigo do presidente Jair Bolsonaro, também agrada a setores do Exército.

 

RS: Rede Metodista mantém pendências salariais
Extra Classe; 09/07
https://bit.ly/38HUrPP

Os professores das escolas e do Centro Universitário Metodista – IPA, da Rede Metodista, continuam amargando com os reiterados atrasos nos pagamentos dos salários. Atualmente, os docentes têm pendentes os salários de dezembro, 13º e o 1/3 de férias, além de metade dos salários dos meses abril e maio. Até o fechamento desta edição, não havia previsão para o pagamento de junho.

Além das pendências, nos últimos meses a Rede Metodista tem reduzido unilateralmente a carga horária dos professores, em função da pandemia do coronavírus. “Eles alegam que as medidas do governo para manutenção de emprego e renda não podem ser aplicadas aos professores horistas, o que não é real”, explica a professora Margot Andras, diretora do Sinpro/RS.

 

 

Opine: ‘O plano de volta às aulas não tem professor’
Rádio Peão Brasil: https://bit.ly/2CSvCok

Site Contee: https://bit.ly/3gm3Cbn

Agência Sindical: https://bit.ly/3iqWoon

Folha de S. Paulo: https://bit.ly/38g4BqC

 

 

Brasil perto de 70 mil mortos pela covid-19. ‘Temos de nos preparar para o pior’, alerta cientista
Rede Brasil Atual; 09/07
https://bit.ly/3eobSpX

Pesquisador da Fiocruz afirma que o cenário brasileiro é “lamentável”, e a tragédia não tem data para acabar.

A pandemia de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, segue descontrolada no Brasil. Com 1.220 mortes e 42.619 novos infectados nas últimas 24 horas, o país se aproxima das 70 mil mortes. Desde o início da pandemia, em março, são 69.184 vítimas e 1.755.779 doentes oficialmente registrados. As informações são do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), em boletim divulgado nesta quinta (9).

O Brasil tem mais do que o dobro de mortos do que todos os demais países da América do Sul somados. Em números globais, o país é o segundo mais impactado pelo coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos. Entretanto, o país latino realiza muito menos testes. Cientistas argumentam que o Brasil é um dos países que menos testa pessoas, comparativamente.

Uma série de fatores preocupa os cientistas brasileiros. Entre eles, está o descaso do poder público, em especial do presidente, Jair Bolsonaro, que minimiza a pandemia, faz piada com as mortes, e defende o uso de um medicamento, a cloroquina (hidroxicloroquina) como se fosse “milagroso”. Em sua “saga”, argumenta ter contraído covid-19 e faz propaganda do remédio, postando vídeo nas redes sociais.

 

 

 

O que você sabe sobre a Revolução Constitucionalista de 1932?
Nexo; 10/07
https://bit.ly/3iMAz2x

Ontem foi aniversário da Revolução Constitucionalista de 1932, movimento paulista contra o governo de Getúlio Vargas. Avalie seus conhecimentos sobre o tema.

Feriado no estado de São Paulo, o dia 9 de julho marcou o início da Revolução Constitucionalista de 1932, conflito armado que tinha como objetivo derrubar o governo provisório do presidente Getúlio Vargas e convocar uma Assembleia Nacional Constituinte.

O estado de São Paulo liderou o conflito, mas revolucionários do Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Sul também participaram do movimento. A revolta teve seu fim em outubro daquele ano, com a derrota dos revolucionários e a vitória do governo Vargas, que se manteria no poder até 1945.

Neste quiz, o testamos seus conhecimentos sobre a Revolução Constitucionalista de 1932. Vamos lá?

Qual evento ocorrido no ano de 1930 está diretamente relacionado à revolução de 1932?

  • A criação da Ordem dos Advogados do Brasil
  • O golpe de estado que depôs Washington Luís e impediu a posse de Júlio Prestes
  • A proclamação de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil

Qual política nacional teve seu fim com a Revolução Constitucionalista de 1932?

  • Política do pão e circo
  • Política do pão e leite
  • Política do café com leite

 

Responda a todas as 8 perguntas e veja seu resultado no final aqui.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 FEPESP - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio